Justiça aceita denúncia contra Joesley Batista e ex-procurador Miller

da Agência Brasil

Justiça aceita denúncia contra Joesley Batista e ex-procurador Miller

Decisão inclui ex-executivo Francisco de Assis e advogada Ester Flesch

Por André Richter – Repórter da Agência Brasil  Brasília

A Justiça Federal em Brasília aceitou hoje (28) denuncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa e do Grupo J&F, e o ex-procurador da República Marcello Miller pelo crime de corrupção.

Com a decisão, também passaram à condição de réus Francisco de Assis e Silva, ex-executivo do grupo e um dos delatores, e a advogada Ester Flesch, uma das sócias do escritório de advocacia que contratou Miller.

De acordo com a denúncia, na gestão do então procurador-geral da República Rodrigo Janot, Marcello Miller atuou em favor da J&F durante o processo de assinatura do acordo de delação. Segundo a acusação, documentos trocados entre Miller e integrantes do escritório de advocacia que o contratou comprovariam o “jogo duplo” no caso.

Segundo o MPF, Miller aceitou promessa de receber vantagem indevida no valor de R$ 700 mil para orientar os administradores da J&F a celebrar o acordo de confidencialidade, que depois resultou no acordo de colaboração premiada.

Após o envio da denúncia, em nota, a defesa de Joesley Batista negou que tenha oferecido vantagens ao ex-procurador.

Também por meio de nota, a defesa de Marcello Miller alega que a denúncia não especifica qual vantagem financeira teria sido recebida pelo procurador da República e que a única oferta recebida foi a de emprego, que foi recusada.

A defesa de Francisco de Assis, por sua vez reafirmou que a J&F contratou o escritório Trench, Rossi e Watanabe – banca até então referência em integridade – para assessorá-la no acordo de leniência. Por isso, alega que não tinha motivos, portanto, para suspeitar de qualquer irregularidade na atuação de Marcelo Miller, sócio do escritório.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. So o Miller, ex-MPF?

    Alguém ouviu falar em Rodrigo Janot por esses dias? O Ministério Publico Federal não vai oferecer denuncia por lesa-patria contra Janot? Lesa-patria é apenas uma das denuncias da qual Janot deveria responder junto com seu pupilo Miller.

    • Pois é…

      O ex-PGR está enturmado com a turma lá do Norte e, portanto, sob proteção. Por enquanto…

      Se em algum momento no futuro o MPF começar a oferecer denúncia por crime de lesa-pátria, incluindo gente da casa, vai ter trabalho até o final dos tempos.  

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome