Justiça libera Lula para acompanhar enterro de neto em São Bernardo

Ex-presidente seguirá em avião do governador do Paraná a pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná; cerimônia acontece no cemitério Colina, em São Bernardo do Campo

Jornal GGN – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seguirá para São Paulo em avião do Governo do Paraná, embora a juíza Carolina Lebbos ainda não tenha divulgado a decisão. A aeronave foi liberada pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior a pedido da superintendência da Polícia Federal no Paraná.

O corpo do menino de sete anos, vítima de meningite meningocócica, será enterrado no cemitério das Colinas, em São Bernardo do Campo.

A defesa do ex-presidente, preso desde abril do ano passado na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba por condenações da Lava Jato, fez o pedido se baseando no artigo 120 da Lei de Execução Penal, que diz: “os condenados que cumprem pena em regime fechado ou semiaberto e os presos provisórios poderão obter permissão para sair do estabelecimento, mediante escolta, quando ocorrer falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão”.

Em janeiro, os advogados de Lula usaram o mesmo argumento para que o ex-presidente pudesse acompanhar o enterro do Genival Inácio da Silva, o Vavá, morto em decorrência de um câncer. Entretanto, na ocasião, a juíza Carolina Lebbos (1ª instância) e o desembargador Leandro Paulsen (2ª instância) negaram o pedido, alegando que não havia tempo hábil para preparar a logística de transporte do ex-presidente para São Bernardo do Campo.

A defesa recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) e teve pedido aceito pelo presidente da Corte Dias Toffoli. Mas a decisão do ministro saiu às 13h, horário em que o irmão de Lula foi enterrado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora