Tribunal de Minas recusa últimos recursos de Azeredo e manda decretar prisão

Foto: Agência Câmara
 
Jornal GGN – O Tribunal de Justiça de Minas Gerais rejeitou nesta terça (22) os últimos recursos apresentados por Eduardo Azeredo (PSDB) contra a condenação a 20 anos de prisão no Mensalão do PSDB. 
 
Segundo informações da Folha, os cinco desembargadores da turma votaram pela manutenção da sentença e determinaram a imediata emissão de uma ordem de prisão contra o tucano.
 
O Estadão observou que “O ex-governador completa 70 anos em setembro. Nessa idade está prevista a prescrição da pena, que leva em consideração datas como a da apresentação da denúncia. A condenação de Azeredo a 20 anos e um mês de cadeia é por peculato e lavagem de dinheiro.”
 
O processo de Azeredo iniciou em 2009. Em 2014, após abrir mão do mandato, a ação foi encaminhada à primeira instância, onde o julgamento só foi ocorrer em 2016.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora