Marco Aurélio de Mello será relator da reclamação contra censura ao GGN

A Associação Brasileira de Imprensa e outras instituições estão entrando como litisconsorte.

Através do advogado Cláudio Pereira de Souza Neto, o GGN deu entrada em uma reclamação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) visando reverter a decisão do juiz Leonardo G. F. Chaves, que obrigou a despublicar 11 reportagens sobre o banco BTG Pactual.

Já foi sorteado o relator Marco Aurélio de Mello. A Associação Brasileira de Imprensa e outras instituições estão entrando como litisconsorte.

Quando o então Ministro Ayres Brito apresentou a proposta de revogar a Lei da Imprensa, Mello foi o único Ministro a alertar que o fim da Lei, sem colocar nada no lugar, provocaria uma enorme confusão nos julgamentos de temas envolvendo a imprensa.

Manteremos vocês informados sobre o desenrolar do caso.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora