Marco Aurélio diz que Fux quer “posar de bom moço”, em prisão do chefe do PCC

"O ministro Fux não é censor de quem quer que seja, muito menos de colegas. Ele pode suspender liminar de outros órgãos, mas não do Supremo", disse

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A decisão deste final de semana do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que libertou o chefe do PCC, André de Oliveira Macedo, atendendo a uma lei promulgada por Jair Bolsonaro, ainda gera discórdias. O ministro afirma que Luiz Fux quer “posar de bom moço”.

Dentro da Corte, apesar dos ministros entenderem o ato de Luiz Fux, de suspender a liminar, como negativo, eles concordariam com retornar o chefe do PCC à prisão.

A soltura de André de Oliveira, conhecido como André do Rap, importante chefe do Primeiro Comando da Capital, atendeu a uma interpretação do próprio Supremo, no projeto anticrime que tramitou no Congresso no ano passado.

À coluna Painel, da Folha, Marco Aurélio continuou com as críticas a Fux, afirmando que ele quer “posar de bom moço”. “Posar de bom moço é bom, né? Mas eu não jogo para a turba. (…) O ministro Fux não é censor de quem quer que seja, muito menos de colegas. Ele pode suspender liminar de outros órgãos, mas não do Supremo”, disse ao colega.

Ainda segundo a coluna, os demais ministros do Supremo estariam divididos em definição, porque se concordaram que Luiz Fux não poderia ter contrariado uma liminar legal de Marco Aurélio, por outro lado concordam de forma “pragmática” que o chefe do PCC não deveria ter sido solto.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora