Ministério Público é contra corte fiscal que afeta o Ministério Público

Foto: MPSP
 
Jornal GGN – Membros do Ministério Público de São Paulo estiveram em Brasília, nesta semana, para criticar o ajuste fiscal do governo Temer, mas só à parte que atinge o próprio Ministério Público.
 
Segundo informações da assessoria do MPSP, a instituição entende que o “o enfrentamento da crise fiscal não deve ser feito à custa de cortes em uma instituição que tem como missão constitucional zelar pelo cumprimento da lei, combatendo a prática de inúmeros crimes, incluindo os de corrupção.”
 
“O retorno social e até mesmo financeiro do trabalho do Ministério Público, uma vez que a recuperação de recursos desviados ocorre em grande escala, têm comprovado que o montante aplicado na instituição não pode ser encarado como gasto, mas sim como investimento, como o PGJ vem reiterando em todas as oportunidades nas quais trata do tema”, justificam.
 
Na quarta-feira (5), procuradores e promotores de Justiça de inúmeras unidades da Federação estiveram nos salões do Congresso para expressar “preocupação” com o projeto de lei que trata da recuperação fiscal dos Estado.
 
A comitiva foi integrada pelo procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio e os presidentes da Associação Paulista do Ministério Público (APMP), José Oswaldo Molineiro, e da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Norma Cavalcanti.
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora