Ministério Público pede R$ 10,9 bilhões para fazer acordo com J&F

joesley2_0.jpg
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN – Por meio de nota à imprensa, o Ministério Público Federal informou que a força-tarefa da Operação Greenfield fez uma proposta de R$ 10,994 bilhões para fechar o acordo de leniência com o grupo J&F, que controla a JBS de Joesley Batista. 
 
O valor, segundo a Procuradoria da República no Distrito Federal, é equivalente a 6% do faturamento das empresas da J&F em 2016, e deverão ser pagos em parcelas semestrais ao longo de 13 anos. O grupo afirma que o faturamento de suas companhias foi de R$ 183,244 bilhões no ano passado.
 
A Procuradoria recusou oferta de R$ 8 bilhões da J&F. Esta é a quinta vez que o MP recusa a proposta da holding, que inicialmente havia apresentado os valores de R$ 700 milhões, R$ 1 bilhão, R$ 1,4 bilhões e R$ 4 bilhões.

 
Inicialmente, o MPF fixou a multa em 20% do faturamento das empresas, mas foram aplicados redutores em razão da delação premiada de Joesley e Wesley Batista. O MP também disse que levou em consideração o Ebitda (usado para medir o desempenho de uma empresa, desconsiderando impostos) para calcular o valor da multa.
 
A proposta diz que os pagamentos devem começar ser quitados em dezembro deste ano e terão correção pela Selic. Além disso, eles deverão ser feito exclusivamente pela J&F, no intuito de proteger os acionistas minoritários.
 
De acordo com a Procuradoria, o valor será destinado para entidades públicas e fundos de pensão que foram lesados pela atuação das empresas, segundo as investigações do MPF. Os fundos Funcef e Petros, além do BNDES, devem receber 25% do valor total, cada um.
 
O restante será dividido entre o FGTS (6,25%), Caixa Econômica Federal (6,25%) e a União (12,5%). A proposta também determina que, se a J&F fechar acordos fora do país, 50% dos valores pagos no exterior serão destinadas para as entidades brasileiras. 
 
Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora