Mônica Moura e João Santana depõem contra Haddad e Padilha


Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters
 
Jornal GGN – A marqueteira Monica Moura foi levada a São Paulo, nesta segunda-feira (11), para prestar depoimento à Polícia Federal sobre o inquérito que acusa integrantes do PT em candidaturas a governos de São Paulo.
 
Agora, com a mira no ex-prefeito da capital paulista Fernando Haddad, Monica Moura e seu esposo, João Santana, ambos delatores da força-tarefa de Curitiba contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tentam munir a PF paulista contra outros membros do PT.
 
Um dos inquéritos é relacionado a suposto repasse de dinheiro da Odebrecht ao casal como forma de pagamento da campanha de Haddad, em 2012. O segundo inquérito traz também a própria marqueteira Monica Moura como investigada, sobre recursos de campanha de Alexandre Padilha, que disputou o governo de São Paulo em 2014.
 
Monica Moura e João Santana foram presos em fevereiro do último ano, durante fase da Operação Lava Jato que apurou desvio de US$ 7,5 milhões a campanhas eleitorais. Condenados a 7 anos e 6 meses pelo juiz Sérgio Moro, receberam benefícios pelo acordo de delação premiada.
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora