MPF retoma negociações de acordo de leniência da J&F

joesley2.jpg

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Por meio de nota divulgada na tarde desta segunda-feira (22), o Ministério Público Federal afirmou que foram retomadas as negociações para um eventual acordo de leniência entre o órgão e o Grupo Econômico J&F.

As discussões sobre o acordo tiveram uma interrupção na última sexta (19), em razão da discordância sobre os valores da multa. O MPF pediu R$ 11,169 bilhões que seriam quitados em dez anos, enquanto os advogados do grupo econômico que controla a JBS fizeram duas propostas, uma de R$ 1 bilhão, e outra de R$ 1,4 bilhão, ambas rejeitadas.

 
De acordo com a Procuradoria da República no Distrito Federal, a multa de R$ 11 bi equivale a 5,8% do faturamento do grupo econômico em 2016, enquanto as contrapropostas representavam cerca de 0,5% do faturamento no período.
 
O MP argumenta que a lei anticorrupção estabelece que a multa nos acordos de leniência deve ser entre 0,1% e 20% do faturamento, e também esclarece que ela não inclui o ressarcimento de prejuízos causados aos cofres públicos. 
 
CVM
 
De acordo com a Folha de S. Paulo, os procuradores da Força Tarefa da Operação Grenfield acreditam que uma decisão da Comissão de Valores Mobiliários deve ajudá-los na negociação. A CVM investiga a compra de US$ 1 bilhão por empresas da J&F pouco antes da homologação da colaboração de Joesley Batista pelo Supremo Tribunal. 
 
A Comissão vai apurar se a empresa agiu sabendo que suas revelações iriam afetar o mercado financeiro. Na última quinta, após a revelação da gravação de Joesley entre o presidente Michel Temer, a moeda americana chegou a R$ 3,39.
 
Assine
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. E a “Virada Cultural” DOS

    E a “Virada Cultural” DOS GOLPISTAS DE SÃO PAULO : alckmin e dória, virou VIRADO NO LAMAÇAL.

    Até guerra desproporcional contra usuário de drogas os descerebrados tentaram usar para montar seu “domingo fantástico” ,

    SAIRAM PELO CANO !!!

  2. A gente sente um gosto amargo

    A gente sente um gosto amargo na boca quando vê delatores se empoderando como se tivessem sido uns santos e somente os corruptos os diabos. Se não existissem corrutores o que seria dos corruptos, mas não é assim que a nossa justiça entende o processo, e nem mesmo o povo brasileiro, que é capaz de matar um político, e cala em relação aos delatores.

    O que esses malandros contam sobre o dinheiro pago a políticos, na cara-limpa, sentados confortavemente, sorrindo algumas vezes, só mostra como são todos muito sem-vergonha, anti-patriotas, verdadeiros pulha, ou nenhum desses adjetivos porque não apareceu ainda nenhum nos nossos dicionários que pudessem defini-los como gostaríamos.

  3. mpf….

    A JBS foi pouco extorquida até agora?! Vamos extorquir mais um pouco. Agora através do MPF. Então nosso AntiCapitalismo Tupiniquim ficará convencido que o assaltado é que é o ladrão. Aquela estória do comerciante que tem que pagar seguro para a milicia. Se preso, o Poder Público o acusa de ter se beneficiado pela “segurança”. É a justificativa do nosso AntiCapitalismo Tupiniquim, que até há alguns dias, acusava as empreiteiras de corromper o Poder. E não o contrário. Surreal !!! Empresas genuinamente nacionais, onde a maior  e a mais rentável parte da cadeia produtiva, fica no Brasil gerando juntas mais de 1 milhão de empregos (JBS, Frigorificos, Empreiteiras) são exterminadas por conta da guerra politica pelo poder.  O país onde se lamenta todos os dias. Inacreditável. 

  4. “Fecha” em 4,0

      OU cifra próxima a US$ 1,2 Bilhão.

       O que importa a empresa norte-americana JBS – Swift Holdings não é este “acerto” com um paiseco de 4o mundo, mas a sequencia dela com suas operações mundiais sediadas no Colorado, inclusive sua “perda de valor em bolsa”, tanto aqui como lá na Matriz, até em certo sentido é vantajosa, pois como um IPO em Wall Street estava sendo montado, esta “queda” de valor presente, até mesmo o rebaixamento de conceito de crédito, pode carrear mais investidores de longo prazo, afinal ninguem de mercado é burro, e sabe, aliás tem de cór, que as estruturas industriais e de mercado da JBS-Swift ( mais de 60% dos negócios da J&F estão lá, ou nos USA, Canadá e Australia ), irão se recuperar a médio prazo.

         A “jogada” dos Batista Brothers, especulando com cambio e juros + rebaixamento com liquidação de opções ( creio que até eles adquiriram as “baixas” – mudaram de ponta ), foi genial, agora somente estão com um problema maior, mas contornavel, com o DeptofJustice norteamericano, e possivelmente com a SEC ( as investigações da CVM duram eternidade, até acabarem bateram de frente com a SEC, e irão perder ).

          O  J. dizem que saiu de NY , quem quiser encontra-lo podem começar procurando em Alberta (Canadá), ou no Colorado, não em Aspen ( papo de artista e novo rico ), talvez em Telluride.

    • fecha….

      Caro Aurélio, então esta informação mostra ainda mais a estupidez tupiniquim. O próprio Brasil está destruindo sua economia e empresas. E outros países se aproveitam de tanta imbecilidade. Culpa deles? Ou será que foi a JBS ou Odebrecht que armou toda esta podridão política dentro do Planalto e do Congresso? Como disseram nossos Congressistas e Presidente: Nós, inocentes !!! E grande parte de um certo país ainda acredita. abs. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome