O jurista Temer e os conceitos de privado e público

Longe dos olhares protetores, ternos e apaixonados dos entrevistadores do Roda Viva, a coletiva de hoje comprova que Temer é um hipossuficiente.

É humilhante para o país – principalmente sabendo que na coletiva apareceram correspondentes internacionais – que um presidente, pretensamente dotado de saber jurídico, trate como mero conflito entre Ministros um caso clássico de advocacia administrativa.

Para um país que, após o golpe, passou a ser tratado como uma republiqueta latino-americana, sem segurança jurídica, a fala de Temer rebaixa ainda mais a imagem do país.

O fato concreto é que seu principal Ministro, Secretário Executivo Geddel Vieira Lima, pressionou um Ministro da Cultura, em escalão inferior na hierarquia do governo, para quebrar o galho de um edifício do qual ele seria um feliz proprietário – quase certamente como taxa de sucesso, caso conseguisse liberar a obra.

Acossado, o Ministro da Cultura procura o presidente para relatar a pressão. Qualquer mandatário minimamente preparado se daria conta de que havia um crime em curso, convenceria o Ministro pressionado a não pedir demissão e demitiria incontinenti o Ministro que pressionou. Ou, pelo menos, acabaria com a discussão ordenando a Geddel que parasse com as pressões.

Simples assim.

Em vez disso, Temer tentou transferir o processo para outra instância, a AGU (Advocacia Geral da União), para encontrar uma saída para seu Secretário de Governo.

Em qualquer país civilizado, com discernimento mínimo sobre certo e errado, legal e ilegal, público e privado, os princípios abaixo são axiomas inquestionáveis:

  1. Se um Ministro luta por um projeto no qual ele tem interesses pessoais, sua motivação é privada, mesmo que seja um assunto pertinente a sua área.
  2. Se o Ministro interfere no tema, que sequer tem a ver com sua área, não se trata de disputa entre Ministros, mas de tentativa de advocacia administrativa, tráfico de influência, corrupção explícita.
  3. Se o Presidente interfere em favor do Ministro amigo, induzindo a transferir a questão para outra área, comete crime.
  4. Se o Ministro-Chefe da Casa Civil Eliseu Padilha interfere, ele também comete tráfico de influência.

Não há diferença entre ordenar e sugerir, quando a conversa se dá entre um Presidente da República e seu Ministro, ou entre qualquer chefia e seu subordinado.

A incapacidade de Temer de dizer não ao seu escudeiro, mostra uma fraqueza de caráter indesculpável, uma falta de autoridade ampla. É por aí que se entende a influência sobre ele de políticos primários, como Geddel, de grandes raposas, como Eduardo Cunha, de pequenas raposas, como Eliseu Padilha, e de grandes autoritários, como José Serra.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

39 comentários

  1. A VACA JÁ FOI PRO BREJO – E DAI ???

    PSDB, DEM E PMDB – E O MOVIMENTO AFUNDA BRASIL

              Evidentemente o que observamos, no nosso dia à dia, enfim, o que se contasta na prática, é o fato de termos a liderança de um grandioso pais sendo exercida por um presidente fantoche, sem qualquer capacidade de liderança, capitaneado por partidos políticos urnofóbicos, colecionadores de derroras políticas historicamente expressivas, registradas sobretudo nessas últimas décadas. Esses partidos apoiaram o golpe Jurídico /Parlamentar contra um governo democraticamente eleito, como solução política, a exemplo do PSDB, DEM, e segmentos do PMDB, que hoje compõem a base governamental, comprometida unicamente com o movimento nacional “AFUNDA BRASIL”.

              Com todos os agravos, que um sistema capitalista selvagem possa promover em uma sociedade socialmente fragilizada, podemos contar com o álibe para o contraditório. O modelo Neo-Liberal, que nòs tentam impor, para seu amplo funcionamento, conta com a necessidade permanente, de harmonia política, mesmo que artificial e das garantias juridícas plenas, para a promoção dos seus inteesses escusos. Essas premissas básicas o golpe Jurídico /Parlamentar, não teve e não tem condições de sustentar.

              Na leitura de um leigo, o que se observa, nesse exato momento,  é a instalação no Brasil, de um estado criminoso, em toda sua extensão, Executivo, Parlamento, Judiciario, Imprensa, instituições informais,  entre tantos  outras, Talvês fosse necessário repensar sobre o papel princípuo do Estado, na forma para qual fora idealizado, ào pensar simplesmente que o estado moderno é uma instituição criminosa que por ironia do destino deu certo.

     

     

     

     

     

  2. bom, muito bom!

    bom post.

    A que ponto chegamos!

    Fico pensando com meus botões, como essa gente é pequena, mediocre, insignificante!

    Como podem ter chegado a esses postos!

    • Foram eleitos Zé Antonio,

      Foram eleitos Zé Antonio, foram eleitos. Experimente ‘trabalhar’ por conta nas próximas eleições não para eleger alguém, mas, que determinada pessoa não consiga a milésima reeleição, você sentirá na pele o desinteresse. É foda!

    • Foram eleitos Zé Antonio,

      Foram eleitos Zé Antonio, foram eleitos. Experimente ‘trabalhar’ por conta nas próximas eleições não para eleger alguém, mas, que determinada pessoa não consiga a milésima reeleição, você sentirá na pele o desinteresse. É foda!

    • Não é conjunção é submissão.

      Chegaram a isto alimentando a ilusão  de que o país só pode ser governado por uma elite: de engravatados politicos ornamentados por um intelectual da dependência,e uma série de raposas felpudas. Mas as raposas estão  em regime de aposentadoria,  passando o bastão    para seus filhos  e netos ( em geral estroinas, perdulários com diplomas suspeitos) ou para espertalhões subservientes e  mediocres seguidores  que juraram obediência  até que o poder os separe. O intelectual está com alzheimer  e não lembra o que escreveu, mas cedeu sua imagem ao grande chanceler, que não sabe o que são os BRICS.   Una-se isto a uma oligarquia de imprensa, também feita de herdeiros, sendo que alguns já cederam o poder para CEOS, e outros que representam interesses não explícitos. E o ingrediente que dá coesão a isto tudo é a submissão aos interesses internacionais já que  isto envolve dinheiro e poder e também a formação de um exército operoso de mercenários.   E a pitada final envolve a nova tecnologia de guerra, o judiciário.

      Esta ilusão foi trabalhada a exaustão, até que a crise economica, possibilitou que misturassem a economia a esta ilusão,e finalmente conseguiram  a mobilização daquele 20 % que jamais aceitou nada a não ser esta ilusão. Afinal como irão se distinguir do que eles chamam pejorativamente , “do brasileiro”

  3. DITADURA É DITADURA ! Teremos

    DITADURA É DITADURA ! Teremos muitas safadezas pela frente até que essses GOLPISTAS percam o apoio da MIDIA que os colocou lá.  ACHO que a globogolpe e suas co irmãs estão ficando com VERGONHA do que fizeram.

  4. Será

    que teremos uma semana eletrizante? De um lado não há como negar o prazer em ver esses golpistas mafiosos caminhando para a inanição, mas a inanição desses mafiosos só desmoraliza ainda mais a NOSSA QUERIDA E GRANDE PÁTRIA.

    • “teremos uma semana

      “teremos uma semana eletrizante?”:

      Infelizment ainda nao, AF:  as  contas abertas de Liechtenstein do Garoto Prodigio do Rio ainda vao fazer isso.  E ja ta quase na hora…

  5. Com as mãos sobre a
    Com as mãos sobre a Bíblia,confesso:Nunca imaginei que por trás de um Professor de Direito Constitucional,Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo,Presidente da Câmara de Deputados,por duas vezes Vice Presidente da República,escondesse uma figura tão avacalhada.Talvez no passado,não fosse assim.Recorreria a Papai se vivo estivesse,para explicar mudanças tão radicais.Ele nem precisaria recorrer aos ensinamentos de Mira Y Lopez,para encaixar:A diferença de idade entre um e outro,é a causa de tudo isso.Papai jamais errou diagnóstico desse tipo,se me faço entender.

  6. Temer foi incompetente em tudo…

    foi por isso que golpe se deu por unidade……………………..

    porque dos que apoiaram, ninguém presta, como eles mesmos já demonstraram

    dos que Temer foi obrigado a reunir para governar, idem para pior

    é por isso que à qualquer um deve ter sido permitido invadir abusivamente, ou na marra, o domínio de competência de outrem, pois não há como atender os interesses do mercado, interno e externo, de outra forma

    • toda unidade é reveladora…

      ainda mais da forma que se juntaram para governar………………………….

      impossível encontrar diferenças onde não há nenhuma……………………………..ponto de desistência da mídia dominante

  7. Sinceramente?
     
    Sempre achei

    Sinceramente?

     

    Sempre achei que quando o cabra fosse enrolado nem precisaria de inimigos, acaba tropicando nas prórpias pernas,

    é o caso desse governo golpista, não tinha como dar certo um governo que, alem de golpista, reune a maior galera do mal que se tem notícia na História desse país……..

  8. O fantoche “certo”

    Temer é o fantoche ideal da elite brasileira: fraco, totalmente dependente de uma gangue de golpistas para poder se sustentar no poder, e portanto, servilíssimo.

  9. Geddel e Temer

    Estou encanadíssimo sobre os reais propósitos da Globo, que acaba de nos oferecer um pequeno orgasmo ao expor o lado patético do desgoverno em posição de claro desespero.

    A cara dos personagens Renan, Maia e Temer na entrevista coletiva fala por si. Alguém aí perguntou porque os presidentes de 3 dos 4 poderes chamam uma entrevista coletiva num domingo à tarde ?

    O desgoverno e sua ilegitimidade está fazendo água.

    FORA TEMER.

     

    • A coletiva foi convocada com

      A coletiva foi convocada com essa urgência para o domingo para que ocorresse ANTES da entrevista de Calero a Lo Prete no Fantástico. O trio se antecipou ao Fantàstico para dar a sua versão e denegrir Calero.

  10. Temer, um jurista? Bom, se os

    Temer, um jurista? Bom, se os juizes do STF, quase todos, são usualmente chamados de juristas… então Temer também deve ser um ‘jurista”, isto é, uma fraude intelectual. Esses caras são uns meio-anarfas que ficam escolhendo palavras estranhas no dicionário, que usam umas frases confusas, sempre na ordem inversa e com negações das negações, de modo que ninguem esteja certo de entendê-las. E isso é uma tática de despiste. Eles são uma fraude intelectual. Não valem a pinga que tomam.

  11. Até quando?

    Até quando as pessoas de bem desse país vão tolerar ver o Palácio do Planalto, até meses atrás ocupado por uma Presidenta eleita, legítima e honesta, ver a sede do governo ocupada ilegalmente por uma gangue de malfeitores que lá foram alçados por um ACORDÃO envolvendo altas autoridades da nossa extinta república democrática?

  12. a caixa……..

    Não deixa de ser ironica a situação, gravam a Dilma e Lula para derrubar a Dilma e “neutralizar” o Lula e caem no mesmo golpe…..parece que não aprederam com a sua propria safadeza….é nisso que da quando voce abre a caixa de Pandora…..mesmo o nosso bravo Juiz nos demonstra claramente a sua parcialidade e seu “commitement” em relação ao nosso “irmão” do norte……no longo prazo, parece, que o tal do pau do Xico/Francisco esta mais “democratico”…….ta cantando no lombo de todos….

  13. Qual a diferença entre La Vue e Paraty?

    KKKK!!!! 

    O castelão de Paraty continua lá sem incomodar  ninguém do lado das autoridades que nos encabrestam. Lá, por exemplo, não foi o Fantástico,  e provavelmente por lá não terá passado a serviço  nenhum alto funcionário do IPHAN ou de outro órgão, acompanhado de repórteres das grandes mídias.

    Presidente interino ou golpista nunca foi lá, nem se pronunciou, ainda mais com presidente do Congresso. No início de 2016 divulgou-se que o castelo fazia parte da Operação Ararath pela qual a PF investigava a Mossack Fonseca. Lava Jato já terá dado a entender  que não vem ao caso, pois Mossack Fonseca só interessou enquanto pensaram que envolveria Lula.

    Poder absoluto? – Que Luiz XIV,  que nada. Poder absoluto é com uns Marinhos, oras! 

    E quanto à casinha do Geddelzinho?

    Esta mereceu  manchetes de todas as midionas. Tem a ver com a construção irregular do edifício La Vue, em si?? Que nada! Tem a ver com o uso de uma situação irregular, das milhares que acontecem todo dia no país, mas que desta vez tem como ser usada para uns fins que interessam diretamente ao vigente Poder Absoluto (ilegal, imoral, etc).

    E, então, a construção do prédio está suspensa.  

      

    Como se trata de coisa de interesse de ricos e poderosos, não se tenha dúvida de que um dia o prédio estará pronto e habitado, como querem Geddel e outros encasacados que mandavam e continuam a mandar nesta porra (com licença de Jucá).

    Assim ficará o prédio, em breve.

    Ou então, que as autoridades façam o favor de mandar DEMOLIR imediatamente aquela trepeça construída em Paraty, entenderam?

    Pois, se pode para uns Marinho, porque não pode para um Geddel?

  14. “dificuldades operacionais” – ” Geddel muito irritado”

    Calero afirmou na entrevista a Lo Prete que Temer lhe disse que estava tendo “dificuldades operacionais”  pelo fato de Geddel “estar muito irritado”. Nassif, o que se poderia deduzir disso ? Um tipo de chantagem por parte de Geddel, por ex., que poderia boicotar uma votação como represália ? Temer refém de Geddel ? 
     

  15. Dilma Presidenta cumpriria os

    Dilma Presidenta cumpriria os 4 axiomas inquestionáveis se estivesse lá e é por isso que ela não está lá. O que hoje está lá não cumpre e é por isso que hoje está lá.

  16. Não quero aqui fazer

    Não quero aqui fazer profecias, mas é muito provável que um impeachment do Temer não passe. O caso Geddel-Temer escancara ainda mais o momento em que o país atravessa.

    Dilma caiu sem cometer crime algum e muito provavelmente um ministro dela não teria a empáfia de lhe pedir um favor tal qual Geddel pediu a Temer, por saber que ela não toleraria tal abuso. Enquanto isso a mídia amiga exalta o usurpador e os seus. O povo vai a reboque da mídia, não questiona, não pede impeachment, não bate panela e não vai à Av. Paulista. Tudo está em seu devido lugar. Tristes tempos vivemos sob o véu arrasador da grande mídia. 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome