O novo direito introduzido pelo pretor de Curitiba, por Fernando Horta

por Fernando Horta

em seu Facebook

Algumas novidades do direito introduzidas pelo pretor de curitiba

– intimação de advogado por SMS

– prazo de oito horas para apresentar defesa

– intimação de cia aérea para verificar se advogado viajou em dia de audiência não ocorrida

– televisionamento ao vivo de audiência sob sigilo legal

– prisão provisória de 3 anos

– grampo telefônico por mais de 8 meses em TODOS os advogados do escritório da defesa

– deferimento de ofício de condução coercitiva (não pedida pelo mp) 

– apropriação indevida dos bens do acusado sem comprovação de prejuízo financeiro algum

– manifestações via facebook

– pedidos de “apoio da mídia” para coagir réus 

– aceitação de delações premiadas depois de exarada sentença 

– vazamentos de conversas sigilosas para redes de televisão

– gravações ilegais e uso do material ilegal como base de decisão interlocutória

– obrigação da presença do réus nas oitivas de testemunha

– atração de competência “por conexão” de todos os processos relativos ao réu 

– designação de parte da indenização a ser paga para entidades que não figuram nos polos da ação e não foram lesadas (mp e pf) 

– artigo “científico” afirmando que a “flexibilização dos direitos individuais é um preço pequeno a ser pago pelo combate à corrupção”. 

– acordos de cooperação judicial internacional sem o conhecimento ou anuência do congresso ou ministério da justiça 

– negação de acesso da defesa aos autos “para não comprometer acordo internacional sigiloso” feito entre o juiz e um país estrangeiro 

– réus que recebem percentual sobre os valores reavidos em ação e mantém bens obtidos com dinheiro de ações ilícitas com a anuência do juízo 

– o próprio juiz figura como “chefe de força tarefa” figurando, em realidade, no polo acusatório

No século XIX nossos juristas e nosso imperador emendaram o livro “o espírito das leis” e criaram um quarto poder (o poder moderador). “Jênios”. Agora um juiz brasileiro “revoluciona” o direito no mundo … E sua corte superior chancela tudo, dizendo que “é um caso de exceção”. O direito agora tem jurisprudência defendendo o casuísmo, a norma ad hoc e o “in dubio contra a esquerda”.

Talvez você devesse ler sobre a “lei em movimento” e o juiz Roland Freisler que serviu ao nazismo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

51 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ederson Jaguarassú Lopes Aquistapasse

- 2017-05-08 21:49:28

Na linha de raciocínio

_Prezado Sebastião Souza, não é em tom e ironia. Por incrível que possa parecer. Por favor me entenda. Racionalmente esse juiz colorado que não quiz julgar o torcedor gremista está sendo muito mais coerente por suscitar que ele próprio poderia ser suspeito e imparcial ao julgar um torcedor adversário de times opostos, para que não pudesse ser levado a circunstâncias de adversidades. Esse juiz é mais coerente que o Nero, que sabidamente é amigo da tucanada e não tá nem aí para ser fotografado aos risos com o Néscio, aquele do helicóptero de 450 kg. E em outra foto, em outra oportunidade, todos sisudos ao fundo e ele aos risos cumprimentando o usurpador. Tem volta, e não demorará.

pedro lorençon

- 2017-05-08 14:00:27

freios

É João. concordo com você que ele deveria ter um freio. Concordo também que o freio deveria vir de seus superiores , o que os torna tão ou mais culpados do que ele. Porém, lhe garanto que existem milhares de juízes com inveja do que o Moro tem coragem de fazer e que não podem. Até que se prove o contrário, o Moro goza de todas as faculdades mentais. Eu tenho plena convicção que não. Mas não tenho provas. Logo, ele não pode cometer todos os desatinos que comete, a não ser que seja aquilo que penso que ele é: Um pervertido mental, assim como muitos da classe dele, que ainda tem um pouco de super ego e ID a censurar suas loucuras.

MarFig

- 2017-05-08 13:00:00

Ficou satisfeito com a

Ficou satisfeito com a absolvição do Presidente do banco (cupincha de Jaime Lerner) pelo juiz de Curitiba (por falta de provas rs rs). Ficou satisfeito da investigação de fachada focar apenas o segundo escalão do banco. Ficou satisfeito de nenhumzinho político ser indiciado ou enviado ao STF para ser processado, sabendo-se que a maioria do dinheiro desviado era de políticos. Estou confuso.

Rui Ribeiro

- 2017-05-08 11:18:46

Falso dilema

Quer dizer que o Camundongo de Cutiriba acha que o combate à corrupção tem, necessariamente, que sacrificar os direitos individuais?

Porque o respeito aos direitos individuais e o combate à corrupção são mutuamente excludentes?

Então o $érgio Mouro só consegue combater a corrupção se ele violar os direitos individuais e se ele respeitar os direitos individuais ele não consegue combater a corrupção?

$erjo Mouro é o Bananolandês mais preparado da Bananolândia.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-08 09:50:11

Então

Agora então o Gilmar é gênio?

 

Entendi o seu senso de justiça 

Renato Lazzari

- 2017-05-08 01:58:05

Não ofendeu, ze sergio. E não

Não ofendeu, ze sergio. E não me sinto como você, desiludido. Eu sempre soube os limites do trabalhismo, corrente que o PT segue. Dissesse que o PT alegasse ser comunista, mesmo assim eu não cairia na conversa dele. O que eu esperava que o PT fizesse, ele fez: ampliou direitos trabalhistas, aumentou o salário mínimo, diminuiu desigualdades de oportunidade, promoveu saúde, educação gratuitas e universais, construiu moradia popular, consolidou imagem de país independente, honesto e soberano junto a outros países, cuidou de intercâmbio científico, fortaleceu a justiça e a polícia nacionais, combateu a corrupção, enfim... com o PT no poder um monte de gente passou a ter a si mesma em boa conta, com auto-estima elevada e orgulho de ser brasileiro.

Eu tenho a impressão de que culpar o PT por não ter impedido o golpe é o mesmo que culpar a moça de mini-saia pelo estupro. Além do que o golpe não foi só contra o PT mas contra diversas instituições brasileiras. O que se viu, mesmo durante a gestação do golpe, é que há um monte de funcionários públicos de carreira sabotando o governo. Lembra de delegados e policiais declarando preferência partidária, e o pior, de forma hostil, agressiva e insultuosa à candidata Dilma? Isso sem falar naquela beleza de Congresso, dedicando o "sim" até para a cachorra da vizinha... E senadores que, ao fim e ao cabo, revelaram-se muito mais criminosos do que os que eles acusavam. Junte-se isso à mídia e às instância superiores da Justiça - STF, TRFs, CNJ, os eleitorais federal e estaduais -, todos se alinhando ao golpe e... o que o PT - ou qualquer outro partido - poderia fazer? A propósito, foi o PT, sim. Mas poderia ter sido qualquer partido de orientação e bases populares. A única forma de impedir o golpe, no meu desimportante sentir, teria sido jogar tão sujo quanto os golpistas. Fazer tratos espúrios com Eduardo Cunha, por exemplo. O que, se por um lado poderia ter mantido Dilma no poder, por outro... ah, para manter tudo como vinha sendo antes, por mim não precisava, não.

Se o PT tivesse se mantido no poder só para lá se manter, se tivesse feito o jogo da continuidade, aí sim com certeza eu me sentiria desiludido. Mas isso é só uma opinião pessoal. Não foi o PT que fudeu as instituições democráticas. Estas estavam apodrecidas há tempos. Eu não vejo como reformá-las senão com o próprio proceder, reto.

Bem... na verdade tem um jeito, sim, mas que eu deixo para os jovens: a revolução. Não tenho mais nenhuma ilusão sobre a efemeridade da minha vida mas ainda não consigo deixar de me importar, por exemplo, com a saúde e a integridade moral e física dos meus filhos.  Se eles quiserem, eles façam a revolução. No máximo me proponho a socorrer os feridos.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-08 00:24:28

Pois é

Não!

Joao Carlos Campos

- 2017-05-08 00:22:04

Não sei vc

Nao sei você, mas eu li bem e integralmente o despacho do caso CC5 BANESTADO, e para sua surpresa eu concordei com o que foi proferido em primeira instância e descontente com o que foi proferido em segunda instância.

Você me deixou confuso com o seu conhecimento, um juiz e um ser inanimado ou não?

 

Fiquei muito confuso com o que você esperava de uma atuação do profissional do direito.

MarFig

- 2017-05-07 22:24:41

Ele nem deve saber quem é

Ele nem deve saber quem é Daniel Dantas e já não está em idade de saber mais.

MarFig

- 2017-05-07 22:22:41

Meu senhor, já ouviu falar no

Meu senhor, já ouviu falar no caso Banestado? Os valores desviados superam e muito os da farsajato, ainda mais se corrigirmos os valores para os dias atuais. Nele o seu juiz de coração condenou meia dúzia de diretores, absolveu o Presidente do banco cupincha de Jaime Lerner e não indiciou ou mandou o STF investigar um político sequer, quase todos do psdb e da sua base aliada. Nenhum desses instrumentos ilegais que o senhor bate palmas agora foi utilizado pelo juiz da globo. Não é teoria da conspiração, são fatos.

 

http://www.conjur.com.br/2009-dez-24/juiz-absolve-ultimo-acusado-evasao-divisas-banestado

MarFig

- 2017-05-07 22:14:38

Tenebroso.

Tenebroso.

MarFig

- 2017-05-07 22:13:47

É daqueles que acha isso até

É daqueles que acha isso até que seja a vítima.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 21:56:11

Não vamos falar

Sobre teoria da conspiração, ok?

 

Me traz alguma prova dinheiro repatriado 

 

Tesoureiro preso

 

Caso contrário Falaremos de como vcs falam?

 

Indícios?

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 21:54:07

Seu bem

Sei bem como se sente deve ter a mesma aflição que o povo brasileiro sente quando vê um partido aparelhado os cofres públicos!

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 21:51:33

Ahhhh então

Entendi, então pode 

 

Todos os poderosos podem ser julgados rapidamente

 

Agora você me explicou bem

 

Obrigado!

ze sergio

- 2017-05-07 20:05:17

peço....

Sr. Lazzari, obrigado pela explicação e pelo trabalho em responder. Eu que espero não tê-lo ofendido e aqueles que passaram décadas acreditando em fantasias. Chegar neste momento e ver destruídos castelos de areia deve ser frustante para esta geração. Mas como disse, meus cometários são sempre perguntas e não respostas. Não tenho capacidade, nem cultura para dar respostas. A verdade sobre este país já conheço e a vivo todos os dias como morador de bairro periférico e operário. Como já escrevi, o tal Circo de Curitiba tem uma direção e um alvo. Mais um trecho de palhaços no picadeiro se dará nesta semana. Isto é claro até para este semianalfabeto. Mas também é claro que todas as forças democráticas que trouxeram a Nação até o caos em apenas 3 décadas e reescrevendo a Constituição, deixando a pátria tão desprotegida e vulnerável, inclusive a ataques e especulações estrangeiras, sem um mínimo de espinha dorsal de Estado, sem uma estrutura e projeto de nação, mostraram que não tinham capacidade alguma de comandar um país.  Nos apoiamos numa farsa. Pagaremos por escolhas erradas, todos nós. abs.     

Renato Lazzari

- 2017-05-07 18:28:25

Peço desculpa, ze sergio, se

Peço desculpa, ze sergio, se essa minha proposta causou algum tipo de desconforto. Se você lê-la de novo talvez encontre o que realmente proponho: que a verdade, seja ela qual for e doa a quem doer, é importante que fique o mais clara e explícita possível, mesmo que isso machuque quem prefere as mentiras e ilusões.

jose carlos lima...

- 2017-05-07 18:24:01

Porque o absolutismo é possivel em Pindorama...

A sociedade é seletiva...o povo  tem uma visão seletiva acerca da aplicação da Justiça...o povo  não se importa que membros da Casa Grande roubem no atacado...o Judiciário repete essa seletividade em suas sentenças e, no caso da Lava Jato, tem a agravante:  enquanto operação do PSDB, tem que ser usada no golpe de Estado, o que permitiu a Moro grampear a presidente Dilma e ficou por isso mesmo....imagine só esta lista de ilegalidades sendo aplicadas a um FHC, aliás, segundo o STF, o Sarney não pode ser julgado pelo Moro, o Imperador, o Rude....sobre a seletividade da Justiça, há até um filme contra o Lula sendo produzido pela Globo, o A Lei é para Todos(Menos para Tucanos)...

[video:https://www.youtube.com/watch?v=il39zUqBRqs]

O Brasil que condena por pacotes de bolacha e desinfetante

Por  Leonardo Sakamoto

O Brasil que prende por um xampu, condena por pacotes de bolacha e mata por pão de queijo. Mas, calma! Isto apenas se você se enquadra em determinadas categorias (...)

Rafael

Condenado a cinco anos de prisão por carregar pinho sol e água sanitária durante as manifestações de junho. O Ministério Público e a Justiça consideraram que o catador de material reciclável iria fazer um coquetel molotov.

Maria Aparecida

Mandada para a cadeia por ter furtado um xampu e um condicionador em um supermercado e perdeu um olho enquanto estava presa.

 

Sueli

Condenada pelo roubo de dois pacotes de bolacha e um queijo minas em uma loja.

Januário

Espancado por cinco seguranças, durante 20 minutos, no estacionamento de um hipermercado pois acharam que o vigilante estava roubando o próprio automóvel.

Domingos

Assassinado ao tentar entrar em uma agência bancária. Não adiantou ele mostrar um documento comprovando que usava um marca-passo, o que faria e a porta-giratória apitar: levou bala.

Franciely

Acusada de ter roubado duas canetas mesmo após ter mostrado o comprovante de pagamento por ambas em um hipermercado.

Ademir

Assassinado por ter furtado coxinhas, pães de queijo e creme para cabelo de um supermercado. O pedreiro foi levado até um banheiro, agredido com chutes, socos e um rodo e deixado trancado, definhando. Morreu por hemorragia interna e traumatismos.

Maria Baixinha

Assassinada por espancamento, junto a outras sete pessoas em situação de rua no Centro de São Paulo. Na época, policiais militares e seguranças privados foram apontados como responsáveis, que formariam uma espécie de grupo de extermínio.

Valdete

Condenada a dois anos de prisão em regime fechado por ter roubado caixas de chiclete, teve um habeas corpus negado pelo Supremo Tribunal Federal, pois o princípio da insinificância não se aplicaria, pois não era para saciar a fome.

Walter

Espancado em uma cela para que confessasse o furto de uma máquina de lavar do desembargador Teodomiro Fernandez, crime que ele não cometeu. Cuspindo sangue, pediu pediu que o magistrado fizesse o investigador de polícia interromper a sessão de tortura. “Ele vai parar, quem vai bater agora sou eu”, foi a resposta. Não foram para a cadeia porque o crime prescreveu.

Mas, calma, não precisa se preocupar. Estado e empresas só agiram dessa forma porque esse pessoal era pobre. Se você não se enquadra nessa categoria (e também não é negro, índio, homossexual, transexual, mulher…), fique tranquilo. Mesmo que tenha antecedentes. O Brasil foi feito para você e continua a ser o país mais legal do mundo.

E vai ter Copa!

 

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/12/o-brasil-que-condena-por-pacotes-de-bolacha-e-desinfetante.html

Renato Lazzari

- 2017-05-07 18:23:30

Ne verdade a escritura

Ne verdade a escritura explícita das leis que realmente regem nossa sociedade não teria efeito legal. Seria o tal do "ad argumentandum tantum". Serviria para registro histórico, talvez, a constar das bibliotecas das academia de Direito, coisa assim. Sabe aquela história de conhecer a verdade para se libertar das ilusões?

jose carlos lima...

- 2017-05-07 17:56:05

Se vc não tem idade para

Se vc não tem idade para teoria da conspiração a tem para ser seletivo: gente da Casa Grande tem que ser tratada como cidadão....já para a Senzala aplique-se o Direito Penal do Inimigo, o lawfare, o uso da lei como arma de guerra para destruir o inimigo que, despojado da sua condição humana, é transformado em objeto, é coisificado para ser alvo de todo tipo de selvageria....

jose carlos lima...

- 2017-05-07 17:52:45

O do Daniel Dantas foi

O do Daniel Dantas foi julgado em questão de horas, aliás, dois seguidos...mas era gente da Casa Grande, que pode roubar no atacado, na casa do bilhão de reais e tudo bem: porrada no Dirceu, o povo precisa gozar...

walter araujo

- 2017-05-07 17:04:31

Após ler o que João Carlos

Após ler o que João Carlos Campos escreveu me deu

um desânimo desgraçado.  Fiquei imaginando quanta

estrada ainda temos que percorrer.

Já pensaram no JCC com um zapzap, em mãos, só dele,

para escrever e enviar a quem quiser. Percebem o

tamanho do estrago ?

ze sergio

- 2017-05-07 16:43:03

para entender....

Nada como este dia, onde a elite tupiniquim esquerdopata, intelectuais, universitários, Imprensa, artistas ou seja a estrutura que apoiava esta sandice, bradariam contra a Justiça a defender bandidos?! Se a nossa farsa de Constituição permitisse que fossem mostradas as imagens nos anos 80, destas figuras batendo no peito, jurando honestidade, inimigos ferrenhos da corrupção... E ainda escrevem, redigem, se pronunciam tentando explicar os erros desta Nação?! É surreal. E aqui, nenhum apoio a esta farsa de Poder Judiciário, de 1.a Instância à STF. Farsantes. Fabricados por esta elite esquerdopata farsante que reescreveu a tal farsante Constituição Cidadã. Mas não precisam explicar, já sei da explicação: " a culpa é dos outros". 

Lâmpada de Diógenes

- 2017-05-07 16:12:23

Poder Moderador

Excelente artigo. Porém, discordo frontalmente da crítica, provavelmente impensada, ao Poder Moderador. Um chefe de estado (presidente eleito ou monarca), desvinculado das lutas partidárias, com poder para arbitrar o conflito dos demais poderes, era justamente o que precisávamos para não chegar a atual situação. Vejamos o que dizia a constituição de 1824:

"Art. 101. O Imperador exerce o Poder Moderador:"

"VII. Suspendendo os Magistrados nos casos do Art. 154"

"Art. 154. O Imperador poderá suspende-los por queixas contra elles feitas, precedendo audiencia dos mesmos Juizes, informação necessaria, e ouvido o Conselho de Estado. Os papeis, que lhes são concernentes, serão remettidos á Relação do respectivo Districto, para proceder na fórma da Lei."

 

 

 

Diógenes de Sinope

- 2017-05-07 16:05:45

Absolutismo!!

Uma imensa vala foi cavada pelo Dr. Moro e nela a justiça será sepultada. O atropelamento de preceitos jurídicos e o abuso de técnicas não usuais faz dele um magistrado com status de um semideus, ou de um Soberano da idade média cujas vontades transformavam-se em Lei. Ocorre que quando se arvora o poder absoluto de julgar sem respeito às regras estabelecidas. reduzindo às regras a uma categoria inferior aos seus propósitos, se estabelece uma armadilha, ou melhor se coloca uma sinuca de bico. Agora o Supremo Soberano na sua soberba não pode voltar atrás, e ele vai em frente pois o que está em jogo agora é a sua competência, seu nome, sua honra(???). Então ele fica doente sua posição de Juiz está em jogo, pois a mesma imprensa que o ajudou a estar sob as luzes, agora o impele a se transformar em justiceiro, e ele se transmuta, ele se confunde com o próprio MP, e o alçapão criado por ele mesmo o aprisiona, e o orgulho se associa aos seus apoiadores(CIA, FBI, PIG, FIESP...?) e ele se sente acuado, e agora é refém da sua própria empáfia.

  

 

Sebastião Farias

- 2017-05-07 16:03:21

Povo sem JUSTIÇA
Justiça complicada, a de nosso país. Acontece que o juiz de uma Vara, pertence a uma instância hierárquica superior local, imagino, que em caso de desvio de conduta e confirmado seu envolvimento, o infrator, já deveria ter sido chamado atenção e, solicitado a do mesmo, a correção imediata do desvio, nos termos dá lei. Acontece que em caso de omissão da instância local superior ao potencial infrator, existem o Conselho Nacional de Justiça e o próprio STF, a quem cabem, como guardiões da CF e da ética jurídica, agirem proativamente, se assim não o fazem e, em caso do desvio e dos possíveis desdobramentos, se transformarem em fatos indesejáveis, essas instâncias, serão responsabilizadas daqui para a frente, pelos acontecimentos, decorrentes disso. Palavra de um cidadão leigo no assunto mas, não, analfabeto político. Acho que a responsabilidade deve se extender também, à imprensa que incentiva o duelo, esquecendo que o prejudicado é o país e seu povo. É essa nossa opinião.

Sebastião Farias

- 2017-05-07 16:01:55

Povo sem JUSTIÇA
Justiça complicada, a de nosso país. Acontece que o juiz de uma Vara, pertence a uma instância hierárquica superior local, imagino, que em caso de desvio de conduta e confirmado seu envolvimento, o infrator, já deveria ter sido chamado atenção e, solicitado a do mesmo, a correção imediata do desvio, nos termos dá lei. Acontece que em caso de omissão da instância local superior ao potencial infrator, existem o Conselho Nacional de Justiça e o próprio STF, a quem cabem, como guardiões da CF e da ética jurídica, agirem proativamente, se assim não o fazem e, em caso do desvio e dos possíveis desdobramentos, se transformarem em fatos indesejáveis, essas instâncias, serão responsabilizadas daqui para a frente, pelos acontecimentos, decorrentes disso. Palavra de um cidadão leigo no assunto mas, não, analfabeto político. Acho que a responsabilidade deve se extender também, à imprensa que incentiva o duelo, esquecendo que o prejudicado é o país e seu povo. É essa nossa opinião.

Valmont Santos

- 2017-05-07 15:56:43

O Agente Smith de Maringá

O agente Smith de Maringá recebe ordens dos EUA.

Valmont Santos

- 2017-05-07 15:49:48

O poder que comanda Moro está acima dos marinhos

Embora não se possa ignorar o poder intrínseco da gigantesca estrutura do Cartel Midiático, também não podemos esquecer que essa estrutura sempre foi, desde sua origem, um braço operacional do Departamento de Estado Americano.

A cadeia de poder que comanda o Agente Smith de Maringá passa pela embaixadora americana. 

Dizem os especialistas que quando a CIA opera, estranhas coincidências acontecem em profusão.

Jorge Luis

- 2017-05-07 15:38:30

Até podem ser criadas leis

Até podem ser criadas leis que sigam mais de perto o "espírito" do que Sérgio Moro vem fazendo. Até mesmo a constituição pode ser alterada, de forma parcial a partir de PECs ou de forma completa, a partir de uma nova constituinte.

Só não cabe ao juiz Sérgio Moro fazer isso. Ele está lá para fazer cumprir a lei que existe, não para criar a sua própria.

Eudes Gouveia da Silva

- 2017-05-07 15:31:45

A pior prática e que está
A pior prática e que está sendo pouco combatida é a que atrai a competência por conexão. O caso começou com a investigação de um posto de gasolina na região central do país, que deu nome a operação. Desde essa época que se armou a conexão "universal"; desde essa época que se manipula os inquéritos, denúncias e atos para se chegar a um despacho que não se modifique por decisão de instância superior. É só ver o caso do doleiro do Banestado Rubens Catenacci, hoje 'rei dos bezerros", o fio da meada está aqui: http://www.fabiocampana.com.br/.../olga-youssef-e-rubens.../ , comece a puxar a partir do primeiro comentário, do comentarista "O POVO". Após, procure as ações envolvendo o doleiro Rubens Catenacci e começará a verificar que o comentário de "O POVO" no link acima tem base. http://www.conjur.com.br/.../turma-stf-rejeita-hc-doleiro... e https://www.google.com.br/search?q=processo%20Catenacci... Verificará também que a 2a Vara criminal de Curitiba não passa da atual 13a Vara Federal de Curitiba que apenas foi renomeada em 2013 e tem como titular o mesmo Juiz: Moro. Verificará ainda que a ação contra Catenacci teve a primeira refrega sobre a questão da competência por conexão, onde houve a primeira forçada de barra do Moro em modificar a força a competência. Continuará verificando que o doleiro Catenacci condenado junto com a irmã de Youssef (Olga) não aceitou delatar em troca de liberdade (hoje é o rei dos bezerros). Moro e sua turma passaram então a assediar outro Youssef, o Alberto. Alberto Youssef, na época do Banestado era peixe pequeno. Sua irmã e Catenacci eram muito maiores, mas Alberto era mais medroso. Alberto passou a ser monitorado e teve sua vigilância "aparentemente" relaxada. A PF passou a dar corda as atividades do Youssef. Basta lembrar o monitoramento e direcionamento da contadora do Alberto Youssef em São Paulo https://www.google.com.br/search... Com o monitoramento do Alberto Youssef se chega ao posto de gasolina do Centro Oeste, e com este ao deputado José Janene (PP), que pegava pesado na Petrobras (Lembrem que o interesse pela Petrobras era antigo no PP desde a época de Severino Cavalcanti, ex presidente da câmara que queria a "Diretoria de Furar Poço") e no Ministério da Infraestrutura. Alberto Youssef era o Office boy de luxo do Janene, segundo um "sócio" deste https://www.google.com.br/.../1618420-informacoes-de-ex... . Tudo para demonstrar que antes das "decisões bem fundamentada", Moro planeja e coordena informalmente os atos que irão gerar tais decisões. Assim se criou a Conexão Universal. Uma verdadeira conexão.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 15:27:02

Perfeito

Pedro,

Seu comentário foi tão perfeito e retrata muito bem o seu entendimento, que não consigo retoca-lo 

Parabéns,

Eu só não entendi o uma coisa, o seu alvo não deveria ser o juiz do TRF 4?

É ele que concorda e condena definitivamente as decisões do Moro, e ele já fez isto em mais de 86% das decisões do Moro.

Eu fico confuso com o ataque ao Moro, na minha avaliação o ataque está direcionado a pessoa errada, mas...

Sebastião Farias

- 2017-05-07 15:20:26

Que justiça clamam? Essa é a
Que justiça clamam? Essa é a justiça que temos! Como cidadão indignado, contribuinte e outorgador através do voto, para parlamentares nos representar e fiscalizar nossos interesses, que NÃO fazem bem, NEM uma coisa NEM outra; em gestores e agentes públicos , para que com ética, compromisso e responsabilidade, governassem e atuassem respeitando e honrando a CF e as instituições que representam, além de quê, respeitassem e ouvissem os cidadãos, outorgadores do poder político deles e que são o PATRÃO, eles fazem isso? NÃO! E por último, fomos aculturados e desinformados, através dos tempos, na ilusão de que todos são iguais perante a lei, somos mesmos? E de que a lei e a justiça seriam aplicadas de forma imparcial e iguais para todos os cidadãos, é verdade isso? NÃO! Bom! A conclusão que se chega é que esses protagonistas dos Poderes da República Federativa do Brasil (a 7a Economia do mundo em 2015, com cerca de U$ 2,3 trilhões e atualmente, ao que parece, é a 9a Economia mundial, com cerca de U$ 1,9 Trilhão). Naturalmente, apesar das acusações de pessoas que teimam em mostrar que são cegas e injustas, ao afirmarem que a culpa seria dos trabalhistas e dá ex-Presidente Dilma, a Imprensa tem testemunhado que os mesmos golpistas que assumiram o governo do país, mesmo sendo aliados e participando diretamente do governo, em todos os sentidos, há muito, já vinham sabotando o governo do qual faziam parte, principalmente, nas votações no CN de matérias importantes para o país e para a população. Acho que o povo que detém o poder; que é contribuinte e provedor do orçamento do país, cuja boa aplicação dos recursos e benefícios positivos para todos é o que interessa; que é o através do voto democrático, conforme a CF, desse Poder aos parlamentares, governantes e agentes públicos e, aos juízes e magistrados para promoverem e fazerem a justiça imparcial e bem-estar do povo; que é na verdade, o . Deveria sim, estar discutindo com responsabilidade, o montante dos prejuízos morais e éticos, econômicos, sociais, geopolíticos, de risco da soberania nacionais, causados até aqui, a começar com o que perdemos e/ou deixamos de ganhar no período; identificar imparcialmente, os responsáveis e responsabilizá-los na forma da lei, como se em países onde a justiça tem valor e é respeitada como, na EU, USA,, China, Japão, etc. A prática dá cidadania não é fácil e num país injusto como o nosso, mais ainda, porque as pessoas diariamente, são bombardeadas com insinuações, às vezes, mentiras mas o mais gritante é o Processo de desinformação praticado por parte da imprensa que, como detentora de concessão Pública de meios de comunicação para falar e divulgar a verdade, não o fazem nem instruem como deveriam os cidadãos. Então, são muitas coisas ruins em nosso país que afetam nossa sociedade, negativamente, resultando num exército de analfabetos políticos úteis, aos oportunistas, que se quer e, muitos, com formação acadêmica, não querem e talvez nunca se interessaram em lê, conhecer e consultar para instruir-se, uma CF, uma Constituição de seu Estado ou a Lei Orgânica de seu Município. Aí, começa a cidadania, através do interesse de cada pessoa demonstrada em querer ser um bom cidadão com consciência Política, objetiva e construtiva. Ficar acusando um ao outro em sites das redes sociais , defendendo ideias e pontos de vistas alienígenas que se quer, conhecem a fonte, o autor e o seu objetivo, não é útil para resgatar a , o estado de direito e a democracia e a governabilidade do povo brasileiro. Sebastiao Farias, é Eng Agrônomo.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 15:17:14

HC

O HD é um instrumento legal... 

Não me assustou o STF aplicar ao caso do José Dirceu, nem vou fazer leitura se devido ou indevido... 

O que me interessa é o julgamento final dele, lá sim será proferido a justiça... 

O que me assustou..

O processo do José Dirceu furar a fila de milhares de processo, o HC dele foi julgado antes de muitos outros..

Porque os outros 221 mil pedidos de HC IDÊNTICOS foram negados...

Sebastião Farias

- 2017-05-07 15:15:04

Justiça sem direito, é justiça?
Que justiça clamam? Essa é a justiça que temos! Como cidadão indignado, contribuinte e outorgador através do voto, para parlamentares nos representar e fiscalizar nossos interesses, que NÃO fazem bem, NEM uma coisa NEM outra; em gestores e agentes públicos , para que com ética, compromisso e responsabilidade, governassem e atuassem respeitando e honrando a CF e as instituições que representam, além de quê, respeitassem e ouvissem os cidadãos, outorgadores do poder político deles e que são o PATRÃO, eles fazem isso? NÃO! E por último, fomos aculturados e desinformados, através dos tempos, na ilusão de que todos são iguais perante a lei, somos mesmos? E de que a lei e a justiça seriam aplicadas de forma imparcial e iguais para todos os cidadãos, é verdade isso? NÃO! Bom! A conclusão que se chega é que esses protagonistas dos Poderes da República Federativa do Brasil (a 7a Economia do mundo em 2015, com cerca de U$ 2,3 trilhões e atualmente, ao que parece, é a 9a Economia mundial, com cerca de U$ 1,9 Trilhão). Naturalmente, apesar das acusações de pessoas que teimam em mostrar que são cegas e injustas, ao afirmarem que a culpa seria dos trabalhistas e dá ex-Presidente Dilma, a Imprensa tem testemunhado que os mesmos golpistas que assumiram o governo do país, mesmo sendo aliados e participando diretamente do governo, em todos os sentidos, há muito, já vinham sabotando o governo do qual faziam parte, principalmente, nas votações no CN de matérias importantes para o país e para a população. Acho que o povo que detém o poder; que é contribuinte e provedor do orçamento do país, cuja boa aplicação dos recursos e benefícios positivos para todos é o que interessa; que é o através do voto democrático, conforme a CF, desse Poder aos parlamentares, governantes e agentes públicos e, aos juízes e magistrados para promoverem e fazerem a justiça imparcial e bem-estar do povo; que é na verdade, o . Deveria sim, estar discutindo com responsabilidade, o montante dos prejuízos morais e éticos, econômicos, sociais, geopolíticos, de risco da soberania nacionais, causados até aqui, a começar com o que perdemos e/ou deixamos de ganhar no período; identificar imparcialmente, os responsáveis e responsabilizá-los na forma da lei, como se em países onde a justiça tem valor e é respeitada como, na EU, USA,, China, Japão, etc. A prática dá cidadania não é fácil e num país injusto como o nosso, mais ainda, porque as pessoas diariamente, são bombardeadas com insinuações, às vezes, mentiras mas o mais gritante é o Processo de desinformação praticado por parte da imprensa que, como detentora de concessão Pública de meios de comunicação para falar e divulgar a verdade, não o fazem nem instruem como deveriam os cidadãos. Então, são muitas coisas ruins em nosso país que afetam nossa sociedade, negativamente, resultando num exército de analfabetos políticos úteis, aos oportunistas, que se quer e, muitos, com formação acadêmica, não querem e talvez nunca se interessaram em lê, conhecer e consultar para instruir-se, uma CF, uma Constituição de seu Estado ou a Lei Orgânica de seu Município. Aí, começa a cidadania, através do interesse de cada pessoa demonstrada em querer ser um bom cidadão com consciência Política, objetiva e construtiva. Ficar acusando um ao outro em sites das redes sociais , defendendo ideias e pontos de vistas alienígenas que se quer, conhecem a fonte, o autor e o seu objetivo, não é útil para resgatar a , o estado de direito e a democracia e a governabilidade do povo brasileiro. Sebastiao Farias, é Eng Agrônomo.

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 15:13:42

Desculpe me

Mas não tenho idade para teoria da conspiração 

 

O que vejo é realidade 

 

O maior escândalo de desvio público da humanidade 

 

Todos os partidos envolvidos 

 

Espero que todos paguem rapidamente 

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 15:11:37

Sim

Todos os instrumentos a disposição do judiciário deverão ser utilizados.

 

Evidentemente você deve achar que sugeri algo ilegal.

 

Não, não sugeri, sim sugeri a utilização de todos os mecanismos possíveis e incomum ao mal feitor.

jose carlos lima...

- 2017-05-07 14:50:55

João, quem roubou seu

João, quem roubou seu dinheiro não foi incomodado e jamais o será: não espere que o juiz tucano vá atrás dos verdadeiramente corruptos, é tudo encenação para enganar trouxinhas...quer dizer, encenação para o filme A Lei é Para Todos (Menos para Tucanos).

Nassif: Xadrez dos processo de Moscou e de Curitiba

https://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-dos-processos-de-moscou-e-de-curitiba

João Bosco Rocha

- 2017-05-07 14:49:04

Quer dizer que tudo é válido?
Ok...Tudo é válido. Pensou direitinho no que acabou de escrever?

Renato Lazzari

- 2017-05-07 14:48:08

Para entender

Que tal inverter? Vamos partir, só como argumentação e talvez para escrever constituição e leis ordinárias mais realistas, da premissa de que Moro está fazendo o certo. O que, na nossa sociedade, é considerado crime? O que dizem as leis que realmente vigoram? Quem as faz? Quem as aplica? Que penas são atribuidas a esses crimes? Será que as leis que punem Lula também servem para punir outros casos?

Na verdade isso não seria uma inversão. As leis são feitas em função dos procederes da sociedade.

Seguindo a linha do artigo, talvez seja útil explicitar o que está escondido mas que mesmo assim - ou justamente por isso - tem força enorme, determinante.

"Ah, mas se a gente explicitar, pode acontecer da turma responder que 'é isso mesmo! Vai encarar?'"

Bem... difícil é encarar o que não está claro e explícito, acho...

***

Lembrei agora de um filme, "La loi du marché", Franca, 2015, Stéphane Brizé. E falando em procederes das sociedades, porque é que o título do filme, em Português, virou "O valor de um homem" e em inglês "The measure of a man"? O filme trata de instituições, construções coletivas, e não de indivíduos.

[video:https://www.youtube.com/watch?v=jMxpbsCQHKw]

 

Jorge Luis

- 2017-05-07 14:38:53

Sinceramente, espero que não.

Sinceramente, espero que não. E nem precisa. As liegalidades são tantas e tão flagrantes que se a lei fosse cumprida, ele seria afastado e processado imediatamente. Isso só não acontece por causa da influência da Globo.

Jorge Luis

- 2017-05-07 14:34:36

A prisão preventiva eterna

A prisão preventiva eterna tem tanta previsão legal que o STF está derrubando.

Basta ler a lei. Os casos onde se enquadra a prisão preventiva são bem claros. Os crimes investigados não envolvem violência. As prisões de extendem bem além do prazo da investigação, portanto o argumento de destruição de provas também não se sustenta. O argumento da "continuidade delitiva" é uma piada. Ou alguém acha que José Dirceu, por exemplo, tem ainda alguma influência política no governo Temer, para poder pedir propina em nome de alguma ação governamental?

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 14:19:45

Delação

Terminei de ler os seus comentários ao você defender a não delação de um criminoso.

Não vejo a prisão preventiva, mesmo que por tempo indeterminado como instrumento de coação, até pq tem previsão legal, caso não tivesse ilegal seria..

O que vejo são cidades exigindo parcimônia na aplicação e outros exigindo rigidez...

Estou do lado dos que exigem rigidez 

É muito dinheiro desviado, e o meu estava lá também.

Como disse antes, fiquei sem força para seus outros comentários..

Forte abraço, a divergência é salutar e as diferenças também.

Jorge Luis

- 2017-05-07 13:59:09

Todas as áreas da sociedade

Todas as áreas da sociedade evoluíram e precisam evoluir...

Realmente, evoluímos do pau-de-arara para as prisões preventivas eternas até a delação.

 

Todo o ferramental deverá ser utilizado no combate contra corrupção e impunidade 

Já existe um grande número de ferramentas e foram criadas ainda mais nos governos petistas. Mas, como toda ferramenta, existe o jeito certo e o jeito errado de usar.

 

O dinheiro é público, para se controlar e coibir abusos tudo é válido.

TUDO é válido? Até o que é ilegal? Acho que nem preciso comentar.

 

Devemos lembrar sempre conforme diz a nossa constituição.

Pois é. Moro é que "esquece" dela quando é conveniente.

 

Tudo que não é proibido é permitido

Isso vale para agentes privados. Agentes do estado só podem agir de acordo com o que for permitido em lei. Se não está na lei, não pode.

Eudes Gouveia da Silva

- 2017-05-07 13:57:52

https://www.google.com.br/sea
https://www.google.com.br/search?q=processo+Catenacci&oq=processo+Catenacci&aqs=chrome..69i57j33.23012j0j4&client=ms-android-motorola&sourceid=chrome-mobile&ie=UTF-8

Sebastião Souza

- 2017-05-07 13:56:05

O novo direito

Quando se apoia a utilização de todas e, quaisquer ferramentas, em se tratando de justiça, não podemos esquecer, que hoje quem está no banco dos réus, pode ser um inimigo nosso, mas e amanhã, se no banco dos réus estiver um grande amigo, um ente querido, um filho, ou quem sabe, eu, você.

Mesmono futuro com a recontagem da história, as vidas e as biografias dos inocentes condenados pela inquisição, não trouxeram, e jamais trarão suas vidas de volta, sem falar na caça às bruxas, vejamos os casos de cientistas, como Copérnico e Galileu.

Moro vem quebrando regras e fundamentos do direito e da justiça desde os primóridios da velha Roma. Moro consegue destruir um pricipio medieval da justiça. O do julgamento justo.  Eu posso sair no braço com meu desfeto na rua, mas jamais poderei julga-lo num tribunal.

Exite uma historia recente, que não me lembro dos detalhes, onde um juiz do RS, se negou a julgar um cidadão gremista, por ser colorado.. Simples assim!!!

pedro lorençon

- 2017-05-07 13:54:57

É mole, é brincadeira !

Sinceramente , eu não sei se seria melhor ser cego, ou ler estas coisas que você escreveu. Até um sentido de respeito e um espírito democrático não suportam tamanhos absurdos.

Por primeiro: onde você vê evolução nas medidas do Moro? Quando que utilizar medidas autoritárias, seletivas e vingativas são evolutivas?

Em segundo: O ferramental é a Lei e o sprincípios gerais de direito. Nestas duas pilastras é que se sustenta a atividade jurisdicional.

Em terceiro; O dinheiro é público. Isto é fato, mas todos os mencionados mamaram na mesma teta e alguns são privilegiados. Mas o dinheiro público recuperado enriquecer orgãos públicos que não foram lesados , ou servirem de prêmio a quem deda ( não há delação, o que existe é fofoca) nunca privilegia o bom direito.

E por fim: Tudo que o fürher das araucárias faz É,  E MUITO, PROIBIDO.  

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2017-05-07 13:41:32

Discordo. Você está vendo

Discordo. 

Você está vendo apenas as aparências.

É possível ver a essência que elas escondem.

Moro não é um inovador. Ele apenas está empregando técnicas judiciárias da época colonial https://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/sergio-moro-e-o-renascimento-da-justica-colonial

Não só isto. Na verdade, Sérigo Moro parece menos um juiz e mais um caçador de cabeça https://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/sergio-moro-e-os-cacadores-de-cabecas-por-fabio-de-oliveira-ribeiro  No mínimo, em razão dos abusos reiterados,  o Juiz da Lava Jato pode ser considerado um duplo do Cabo Bruno https://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/vidas-paralelas-sergio-moro-e-cabo-bruno  Não meu caro. Sérgio Moro não inovou. De fato ele apenas deu provas de que é incapaz de fazer isto.

Danilo Jorge Vieira

- 2017-05-07 13:31:30

Excelente

Análise sintética e perfeita. Parabéns!

Pedro Rinck

- 2017-05-07 13:19:37

  Moro pode ser julgado, num

 

Moro pode ser julgado, num futuro próximo, com essas mesmas regras. 

Joao Carlos Campos

- 2017-05-07 13:14:52

Evolução

Todas as áreas da sociedade evoluíram e precisam evoluir...

 

Todo o ferramental deverá ser utilizado no combate contra corrupção e impunidade 

 

O dinheiro é público, para se controlar e coibir abusos tudo é válido.

 

Devemos lembrar sempre conforme diz a nossa constituição.

 

Tudo que não é proibido é permitido 

 

Logo!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador