Perícia encontra verdadeiro dono da propina da Odebrecht que a Lava Jato imputa a Lula

 
Jornal GGN – Uma perícia feita pela defesa de Lula no sistema da Odebrecht usado para comunicação de pagamentos de propina, o MyWebDay, teria identificado o verdadeiro “destinatário” de R$ 700 mil que a Lava Jato de Curitiba diz ter sido utilizado na reforma do sítio de Atibaia.
 
Segundo o Painel da Folha desta segunda (16), a defesa levantou com a perícia o “caminho” desses recursos e teria condições de provar que eles não foram endereçados ao ex-presidente.
 
A perícia será entregue ao juiz Sergio Moro em caráter sigiloso, pois o “documento atesta que o dinheiro da empreiteira atribuído à reforma no sítio de Atibaia teve, na verdade, outro destinatário.”
 
“Os peritos contratados pelo petista dizem ter identificado o caminho dos R$ 700 mil que, para a acusação, saíram de contas da empreiteira para bancar reformas na propriedade. A perícia de Lula afirma que o dinheiro não foi usado no sítio”, afirmou a coluna.
 
O caso do sítio de Atibaia é o terceiro processo que a Lava Jato em Curitiba instaurou contra o ex-presidente, que já foi condenado no caso triplex e também é réu na ação penal que discute se a Odebrecht bancou a compra de um imóvel para o Instituto Lula, bem como o apartamento vizinho ao petista, em São Bernardo do Campo, que foi alugado para sua equipe de segurança enquanto ele era presidente da República.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora