Perícia no sistema da Odebrecht mostra que não há pagamentos ou referências a Lula

 
Jornal GGN – A defesa de Lula vai entregar ao juiz Sergio Moro, nos autos da ação penal sobre o sítio de Atibaia, o resultado de uma perícia no MyWebDay, um dos sistemas que a Odebrecht usava para efetuar pagamentos de propina no exterior. Segundo Painel da Folha desta segunda (2), a perícia mostra que “não há referência ao petista nos arquivos nem informações que o vinculem a atos ilícitos relacionados à Petrobras.”
 
No processo do sítio, Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo as obras no imóvel que pertence, na verdade, aos empresário Jonas Suassuna e Fernando Bittar. As empreiteiras OAS e Odebrecht teriam feito reformas no espaço em troca de contratos com a Petrobras, dizem os procuradores de Curitiba.
 
Assim como ocorreu no caso triplex, a defesa de Lula tenta evidenciar que não há provas ligando os contratos entre as empreiteiras e a estatal de petróleo e dinheiro destinado ao ex-presidente.
 
Ao lado do MyWebDay, o sistema Drousys é o que rende mais polêmica. O ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran afirma que ele foi adulturado antes e depois da Lava Jato ter sido deflagrada, o que coloca em xeque todas as provas que os procuradores extraem dos sistemas para corroborar denúncias apresentadas a Moro.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Antônio César Guimarães

- 2018-07-03 10:44:10

Corrigindo:extender
Corrigindo:extender

Sandro Pavezzi

- 2018-07-02 21:36:05

Agora...

....depois de tanto a defesa insistir ele vai ouvir Tacla Duran que dirá que os sistemas foram adulterados.

Com esta afirmação ele vai concluir que é por isso que os peritos não encontraram o nome de LULA.

E assim esta garantida mais um condenação com prova "enequivoca" da culpabilidade de LULA e esta será ratificada pelo TRF-4 e aprovada pelo PIG.

Há também a defesa não poderá apresentar recurso, pois foi ela mesma que tanto insistiu para que se ouvi-se Tacla Duran.

 

Humberto Pereira

- 2018-07-02 20:51:18

um mundo de anjos

é humanamente impossível, vá lá: muito pouco provável que,como qualquer parlamento do mundo, não haja negociações só por ideais, por amor, sem obter alguns presentes, alguns favores, algumas trocas.Funcionário público não deve aceitar presen-tes.Até as eleições,veremos enchimento de linguiça e crédulos,os mesmos.Prestando atenção e puxando pela memória, há várias amostras de como se constrói um líder único.Por méritos.É, por méritos.Deus do céu quanta ingenuidade.Isso não contribui pra renovações,não contribui pra democratização,quando deve haver não a certeza absoluta,não o culto à persona-lidade.Respinga nas esquerdas fazermos como avestruzes enfiando pescoço na terra. Lava-Jato merece críticas. Só ela?

Maria Luisa

- 2018-07-02 15:49:17

Luiz Inacio

Mas que importa a realidade! Importa manter o Lula preso, viu!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador