PGR quer mais prazo para investigar Temer

Foto Agência Brasil

Jornal GGN – A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que prorrogue por mais 60 dias o inquérito que tem o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretária-Geral da Presidência) como investigados. O pedido foi feito ontem, dia 14.

Edson Fachin, relator do caso, decidirá sobre o tema que envolve o suposto favorecimento da Odebrecht durante o período em que Padilha e Moreira Franco foram ministros da Secretaria de Aviação Civil, entre 2013 e 2015. Michel Temer era ainda vice-presidente. 

Claudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht, em depoimento de delação premiada afirmou que houve um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, para que fossem feitas as tratativas de um repasse de R$ 10 millhões como forma de campanha para o PMDB, hoje MDB.

Em 4 de maio deste ano, Raquel Dodge pediu alargamento de prazo para outro inquérito em que Temer é contemplado, o do decreto dos portos.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora