Queiroz operou financeiramente para Flávio Bolsonaro, apontam investigadores

Fabrício Queiroz fez diversos pagamentos, entre eles, o da mensalidade escolar das filhas do senador Flávio Bolsonaro. Documentos integram pedido de prisão

Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista do senador Flavio Bolsonaro é preso em Atibaia, São Paulo - Foto: Policia Civil

Jornal GGN – Consta nos documentos que geraram a prisão preventiva de Fabrício Queiroz o pagamento pelo ex-assessor de Flávio Bolsonaro, em dinheiro vivo, da mensalidade escolar das filhas do senador. Essa era uma das provas de que Queiroz, que foi assessor de gabinete de Flávio, atuou como operador financeiro do filho do presidente da República.

Para o pedido de prisão, os investigadores inseriram novas provas contra Fabrício Queiroz. Entre os arquivos coletados pelos investigadores no inquérito do esquema da “rachadinha” no gabinete de Flávio, quando ele era deputado estadual da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, estão as movimentações financeiras de Queiroz.

E um especificamente chamou a atenção dos promotores do Ministério Público do Rio de Janeiro, aonde tramita as investigações. Foi o pagamento por Queiroz de uma mensalidade das filhas do senador, filho do presidente, em espécie.

De acordo com reportagem do El País, Queiroz fez o pagamento na caixa de um banco no mesmo horário, data e valor que o boleto da escola das filhas de Flávio Bolsonaro. Este era um dos indícios de que o ex-policial militar era um operador financeiro do filho de Jair Bolsonaro, e outros pagamentos também estão sendo investigados.

“Os investigadores obtiveram imagens em vídeo de Queiroz fazendo pagamentos no caixa de um banco, que pelo horário, pela data e pelos valores, foram feitos, ao menos, para o pagamento das mensalidades escolares de outubro de 2018 das filhas do então deputado estadual e atual senador”, trouxe o jornal.

“As provas não deixam dúvida de que Queiroz pagou as mensalidades”, disse um promotor da investigação do MP do Rio ao El País.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora