Silval começa a entregar esquemas envolvendo PMDB, PP, PR e PSDB no Mato Grosso


Imagem: Reprodução
 
Jornal GGN – Após ser preso alvo da Operação Sodoma, em setembro de 2015, o ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa foi solto em junho deste ano quando negociava acordo de delação premiada e passou a colaborar com a Procuradoria-Geral da República (PGR).
 
Acusado inicialmente de extorsão e de chefiar uma organização criminosa que cobrava propina de empresários por contratos mantidos com o Estado, Silval entregou vídeos ao Ministério Público Federal (MPF) para sustentar parte de suas acusações, que mostram políticos do Mato Grosso recebendo maços de dinheiro em espécie.
 
As investigações que partem do acordo de delação entre Silval Barbosa e os investigadores tramitam em sigilo na Justiça, mas algumas informações vêm sendo divulgadas nos últimos dias pela TV Globo. Imagens das gravações foram transmitidas pelo Jornal Nacional, nesta quinta-feira (24).
 
As cenas teriam sido gravadas pelo chefe de gabinete de seu governo, Silvio Cezar, que teria a responsabilidade de fazer a entrega dos montantes resultados de esquemas de corrupção no Mato Grosso. Entre os políticos, aparecem o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP-MT), os ex-deputados estaduais Hermínio Barreto (PR) e Alexandre César (PT), e a atual prefeita de Juara, Luciane Bezerra (PSB).
 
À TV Globo, o prefeito Emanuel Pinheiro afirmou que não fez nada de ilícito e que comprovaria na Justiça. O marido de Luciene Bezerra afirmou que o dinheiro é parte de uma quitação de dívidas de campanha eleitoral. 
 
Além da gravação, Silval Barbosa contou aos procuradores da República que ele foi estimulado a não fechar acordo de delação premiada. O senador Cidinho Santos (PR-MT) afirmou que Blairo Maggi, Pedro Taques (PSDB) e o senador Wellington Faguntes (PR-MT) teriam “prometido ajuda” para não delatar.
 
Enquanto estava preso durante quase dois anos no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), Silval recebeu a visita de Cidinho, no dia 26 de abril do último ano. Na ocasião, o ex-governador afirmou que pensava confessar os crimes e pagar fiança. O senador disse que Maggi, Fagundes e “Número 1 PTX”, referência a Pedro Taques, iriam ajudá-lo.
 
A acusação é de que o grupo estaria tentando anular a Operação Ararath, no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), sobre crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no governo do estado. Da mesma forma como o fez com o caso envolvendo a entrega dos montantes, Silval também teria gravado este encontro e entregue à PGR.
 
 
 
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

6 comentários

  1. “solto em junho deste ano

    “solto em junho deste ano quando negociava acordo de delação premiada e passou a colaborar com a Procuradoria-Geral da República”:

    SOLTO quando “negociava” delacao premiada COM QUEM?????

    Se era com a PF, ele tava fudido se o tivesse feito;  SSSEEEEE eh que ja era com a PGR, parabens a eles por rodar a bahiana em delegados de merda que nao investigam porra nenhuma porque nem sequer sabem investigar merda nenhuma ja que sao todos delegados de merda analfabetos!

    (a ser esclarecido mais tarde…  mesmo canal, mesmo horario…)

    E por sinal, essa confusao da minha pergunta nao eh minha, eh da situacao em si:  nao acontece em outros paises.  So no Brasil.

    Um pais de merda regido por delegados de merda, juizes de merda, procuradores de merda, politicos de merda, jornalistas de merda.

  2. “Após ser preso alvo da

    “Após ser preso alvo da Operação Sodoma, em setembro de 2015, o ex-governador do Mato Grosso Silval Barbosa foi solto em junho deste ano”:

    Ah, entao ele tava preso por quase dois anos?

    “Silval entregou vídeos ao Ministério Público Federal”:

    Ah, que bom, nao basta delegados de merda e PGR de merda nao, tem que ter MPF de merda envolvido tanbem!  UAU!

    Revendo:

    “Silval entregou vídeos ao Ministério Público Federal”:

    Ah, que bom, teve videos.

    “cenas teriam sido gravadas pelo chefe de gabinete de seu governo, Silvio Cezar, que teria a responsabilidade de fazer a entrega dos montantes resultados de esquemas de corrupção no Mato Grosso”:

    O CHEFE DE GABINETE QUE ERA PASSADOR DE PROPINA GRAVOU OS VIDEOS???????

    E OS VIDEOS FORAM PARAR NO JORNAL DA REDE GOLPE??????

    MAS NAO ERA O SILVAL QUEM TAVA PRESO????????

     

    Nassif, apurar.

    Tem varias e varias e varias coisas erradas com esse item.  Ele eh corrupcao da primeira aa ultima linha.

    • TEm que verificar se os

      TEm que verificar se os vídeos chegaram na vara de Fux, que segundo noticia aqui no blog, liberou no dia 24.

      Um dia antes de sair na exclusiva da globo. Pegar uma certidão de objeto e pé exclusiva, para saber.

  3. “Silval também teria gravado

    “Silval também teria gravado este encontro e entregue à PGR”:

    Ah, bom, entao o video teria sido entregue AA PROCURADORIA.

    E foi gravado POR SILVAL?????

    PF de merda e MP de merda estavam fora do negocio o tempo todo entao.  E ele foi “incentivado” a NAO aceitar delacao premiada…

     

    NASSIIIIIIFFFFF:  esse item eh corrupcao estatal em estado purissimo.

  4. A fera

    Gosto do Ivan, dos seus comentários, regra geral concisos.

    O que destoa sobre esta matéria é a participação dele.

    Todos comentários só dele.

    O que aconteceu Ivan?

    Você é do MT? Ou o sacripanta do Silval e sua gangue de corruptos fizeram alguma coisa à você?

    Não que não merecesse essa enxurada de comentários seus, que sempre são bem vindo.

    Eu fico aqui imaginando a sua figura, a sua face e instintivamente vem a minha mente a imagem de Ivan o Terrível.

    • “O que aconteceu Ivan?”:
      Eu

      “O que aconteceu Ivan?”:

      Eu chamo isso de click:  a materia me deu varios clicks errados em varios pontos, que nao aconteceram necessariamente ao mesmo tempo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome