Steve Bannon poderá ser solto hoje se pagar fiança de US$ 5 milhões

Preso na manhã de hoje, o ex-assessor de Donald Trump, Steve Bannon poderá ser solto nesta quinta se pagar uma fiança que equivale a R$ 27 milhões

Foto: AFP

Jornal GGN – Preso na manhã desta quinta-feira (20), o ex-assessor de Donald Trump e entusiasta de Jair Bolsonaro, Steve Bannon poderá ser solto ainda hoje se pagar uma fiança de US$ 1,75 milhão em dinheiro ou propriedade real e mais dois fiadores assignados que garantam um pagamento total de US$ 5 milhões de dólares, o equivalente a R$ 27 milhões de reais.

A decisão foi do juiz Stewart D. Aaron, que estipulou que caso pague a fiança, Bannon será supervisionado até o julgamento e com restrições, como por exemplo a proibição de viajar fora do território dos distritos de Nova York, Connecticut e Washington.

Ele também foi proibido de usar aeronaves, iates ou barcos privados sem a permissão da Corte. Caso aceite, ele será libertado ainda hoje, em uma decisão que tem validade até o próximo dia 3 de setembro.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Alguém pode explicar ou a redação apurar?

    A transação realizada não envolveu dinheiro público nem a entidade criada para tal fim era pública, portanto a fraude ocorrida se deu entre entes privados, a menos que tenha deixado de fazer algum recolhimento ao fosco de lá, no que eles são rigoroso, né Al Capone?
    Me parece que no Brasil isso não seria crime.
    Se minhas considerações estiverem corretas, me parece uma intervenção rigorosa e desmedida do estado em transações envolvendo pessoas, que se sentindo lesadas busquem nos tribunais seus direitos.
    De qualquer forma foi muito bom ver esse bandido enjaulado, mesmo que por um breve tempo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome