STF teme impacto de investida contra procuradores

Após debate sobre Ministério Público, líderes do Congresso indicaram que Conselho Nacional de Justiça é o próximo alvo

Jornal GGN – Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) estão divididos quanto à proposta que muda a formação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em debate no Congresso.

Enquanto ministros críticos à operação Lava-Jato indicam apoio à PEC (proposta de emenda à Constituição) que aumenta o número de indicados por Câmara e Senado na formação do órgão, outra ala acredita que as mudanças são inconstitucionais.

Com R$ 10 você ajuda o jornalismo independente do GGN. Clique aqui e veja como

Reportagem do jornal Folha de São Paulo cita ainda um ponto que tem sido discutido em privado: até que ponto as mudanças efetuadas no CNMP podem afetar o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), chefiado pelo presidente do Supremo e que tem função semelhante.

Líderes do Congresso Nacional já indicaram que, após o debate sobre o CNMP, um dos objetivos é mirar no conselho que fiscaliza a atuação da magistratura.

“O que impede de discutirmos posteriormente um texto com relação ao CNJ? Agora, aqui é fruto do amadurecimento, do entendimento, da composição, de um clima de diálogo”, disse o deputado Paulo Teixeira (PT), autor do texto original da PEC.

Leia Também

Paulo Teixeira apresenta reclamação contra procuradora federal

Se PGR arquivar indiciamento, Senadores da CPI pretendem pedir impeachment de Aras

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome