Suspeição de Moro deve ser retomada no STF em sessão presencial

Gilmar deve retomar o julgamento quando a Corte já possa voltar a julgar ações presencialmente, no final deste ano ou em 2021

Foto: Marcelo Camargo/Ag. Brasil

Jornal GGN – Depende do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), retomar o julgamento que pode anular todas as condenações feitas pelo ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro. O pedido de suspeição do ex-magistrado de Curitiba e ex-ministro de Jair Bolsonaro está suspenso por um pedido de vista há um ano e meio e poderá voltar a julgamento a qualquer momento.

De acordo com matéria da Veja, a propensão do ministro é de retomar o julgamento quando a Corte já possa voltar a julgar ações presencialmente. Segundo a revista, para Gilmar, casos sensíveis e de peso como esse precisam de uma sessão plenária presencial.

Ainda, há em análise o fato de atualmente o placar poder estar favorável para Moro, uma vez que Edson Fachin e Cármen Lúcia já terem votado contra a suspeição do então juiz, em dezembro de 2018. Em novembro, o decano do Supremo, Celso de Mello, será aposentado compulsoriamente, ao completar 75 anos, e será substituído por um nome escolhido por Bolsonaro.

Apesar das apreensões do STF contra o atual comando do Executivo em outros temas, Bolsonaro vê Sérgio Moro como um inimigo declarado e seu indicado ao posto do Judiciário poderá dar a derrota ao ex-juiz como suspeito.

Pelo fato de as sessões presenciais serem retomadas somente no final deste ano ou em 2021, o julgamento de Sérgio Moro deverá retornar à pauta do STF nesse mesmo período. Até lá, contudo, outras situações poderão impactar na decisão, como pressões do antigo eleitorado de Jair Bolsonaro, que apoiam Moro, sobre a escolha do próximo ministro.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

4 comentários

  1. “””É com o supremo e tudo”””…Simples…
    Grande Lula, alguma, chance vc terá,,,”””o povão”””…se tiver uma vacina…do covid…ai, o povão, vai pras ruas…e ninguém segura…

  2. Meu Deus!!!
    Até quando esperar
    Até me ajoelhar ?
    Mais uma vez aquelas previsões macabras começam a povoar minha mente. E a última é que enquanto não conseguirem o a certeza do placar contrário ao Lula, não colocarão a questão em julgamento. Se conseguiram adiar por quarenta, veja bem quarenta vezes o DD no cnmp, porque não fariam o mesmo no stf?
    Protelam, protelam até conseguirem um intento de ferrar mais uma vez o único que fez algo para o povo e pra o brasil. Desculpe Nassif, mas não consigo ver sinais de justiça nesta hospício tropical de jeito nenhum.

  3. O STF, que foi o garantidor do golpe e da prisão ilegal do presidente Lula, continua o mesmo,excetuando o indicado do golpista presidente que assumiu no lugar do ministro falecido, portanto,não tem o porquê de mudar nada.
    Foram golpistas e continuarão golpistas.
    A história não os absolverá .
    Se votarem pela suspeição do camisa preta do Paraná o farão não por justiça mas sim como forma de indicar ao sujeito que ocupa a presidência da República e toda sua trupe que precisam e devem ser ouvidos. Nada mais.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome