VIDEO: a entrevista legendada de Greenwald para o DemocracyNow

Glenn Greenwald: é gratificante trazer à luz os atos corruptos realizados na escuridão

Glenn Greenwald: é gratificante trazer à luz os atos corruptos realizados na escuridão

Glenn Greenwald: é gratificante trazer à luz os atos corruptos realizados na escuridão Glenn, ao ser perguntado, por Amy Goodman, se achava que o risco que está correndo vale a pena, respondeu: “Sim, com certeza. Quer dizer, quando você entra no jornalismo, esse é o tipo de coisa que você faz. Jornalistas cobrem as guerras, eles são mortos cobrindo guerras. Há jornalistas que trabalham sem a visibilidade que eu tenho, descobrindo a corrupção das forças policiais em cidades pequenas e são ameaçados ou até mesmo mortos. Esse é o tipo de risco que você assume se quiser ser não apenas um jornalista, mas o tipo de jornalista que enfrenta o poder. É claro, os riscos não são divertidos, mas, ao mesmo tempo, é muito gratificante sentir que você está usando a garantia de uma imprensa livre para o que ela serve, que está trazendo à luz os atos corruptos realizados na escuridão pelos atores mais poderosos da sociedade.” Abordamos agora a crescente crise política no Brasil na sequência da investigação do The Intercept em que um juiz que provavelmente ajudou promotores federais a construir seu processo de corrupção contra o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva. O governo Bolsonaro anunciou na segunda-feira (8) que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, recebeu licença de 15 a 19 de julho para “tratar de assuntos pessoais”. O vazamento de mensagens, trocadas por celular entre funcionários do sistema de Justiça brasileiro, e outros dados obtidos pelo The Intercept aponta para uma colaboração entre o então juiz Sérgio Moro e os promotores que investigam um extenso escândalo de corrupção conhecido como Operação Lava Jato. Lula era considerado favorito no período que antecedeu à eleição presidencial de 2018 até que foi preso e forçado a sair da disputa por acusações de corrupção consideradas forjadas por muitos. Os documentos vazados também revelam que os promotores tinham sérias dúvidas sobre a culpa de Lula. A prisão de Lula ajudou a preparar o caminho para a eleição do ex-oficial militar de extrema direita Jair Bolsonaro, que então nomeou o juiz Sérgio Moro como seu ministro da Justiça. A notícia da licença de Moro ocorre em meio ao aumento dos pedidos para que ele renuncie depois que novas revelações sobre o papel questionável de Moro na Operação Lava Jato foram publicadas na revista Veja, em parceria com The Intercept. Falamos com Glenn Greenwald, jornalista vencedor do prêmio Pulitzer e um dos editores fundadores da The Intercept. Greenwald enfrenta ameaças de morte e uma possível investigação do governo devido a sua reportagem sobre o escândalo.

Posted by Democracy Now Brasil on Tuesday, July 9, 2019

Do DemocracyNow

Legendado por Cesar Locatelli

Glenn Greenwald: é gratificante trazer à luz os atos corruptos realizados na escuridão

https://www.facebook.com/democracynowbrasil/videos/1293853054124898/

 

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora