Wassef reaparece e Flávio quer suspender julgamento de foro no Rio

Wassef, que alegava estar distante da família Bolsonaro, viajou com Flávio nesta sexta. Enquanto isso, a defesa do senador busca impedir julgamento de foro

Ex-advogado e amigo da família Bolsonaro, Frederick Wassef - Reprodução

Jornal GGN – O ex-advogado de Flávio Bolsonaro no caso das “rachadinhas”, Frederick Wassef, que abrigou em sua casa o ex-assessor de Flávio acusado no caso, Fabrício Queiroz, preso no ano passado, encontrou-se com o filho do presidente, nesta sexta (22).

Wassef e Flávio viajaram juntos em um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro. Wassef era o advogado do filho do presidente na investigação, até entrar como suspeito no caso por abrigar Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio na Alerj, em sua casa em Atibaia, em julho de 2020.

O advogado afirma que não está mais no caso. Mas o encontro ocorre três dias antes do julgamento que tratará do foro especial do filho do presidente e o caso poderia voltar à primeira instância, como vinha ocorrendo pelas apurações do Ministério Público do Rio (MP-RJ).

E nesta mesma sexta (22), enquanto Flávio viajava junto com Wassef, a sua defesa pedia ao Supremo Tribunal Federal (STF) o adiamento deste julgamento pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio, marcado para esta segunda (25).

A defesa do filho do presidente não quer que o caso retorne à primeira instância. E, ao mesmo tempo, alega que há duas ações no STF que analisam o foro privilegiado do senador e que, por isso, o TJRJ deveria esperar estas decisões.

Já o ex-advogado da família, que encobriu Queiroz enquanto afirmava não saber -nem ele, nem Flávio e Jair Bolsonaro- aonde ele estava, alegava não ter mais relações com o filho do presidente.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora