O sentimento de grupo e os grupos de WhatsApp

Grupos de WhatsApp poderiam ser interessantes, como troca de informações e convivência de grupos de afinidade. Poderiam mas, em geral, não são, porque reforçam um dos piores vícios do chamado comportamento de grupo, devido às suas características. 

Os personagens padrão desse jogo são os seguintes:

1. A montagem do grupo

Em geral, há um núcleo com pensamento semelhante que é o ponto inicial do grupo. Depois, vão sendo incluídos pessoas mais conhecidas, para servir de chamariz para ampliar o grupo. Como essas pessoas, em geral, não se envolvem nas discussões, seu silêncio é visto como aval tácito ao grupo.

2. As unanimidades provisórias.

No início, alguns membros do grupo se soltam mais, gritam suas posições e dão um aparente ar de maioria, especialmente quando quem pensa de forma contrária não quer se chatear. Cria-se, então, uma certa unanimidade, até que surja algum contraponto. Ou o recalcitrante é expulso, ou o grupo modera as posições iniciais. Mas são episódios raros. Como existem muito grupo simultâneos e muita facilidade para mudar de grupos, dissidentes preferem sair e montar seus próprios grupos, nos quais outros dissidentes se manifestarão serão expulsos e sairão para montar outros grupos e assim por diante. Em suma, é raríssimo a possibilidade de uma discussão enriquecedora, que aprimore as opiniões de ambos os lados.

3. O chefe.

Dessa suposta unanimidade emerge o chefe maior, que dispara palavras de ordem dos moldes das assembleias estudantis, recorrendo ao patrulhamento, como se dizia. Parte acata, parte não abre o WhatsApp e parte sai. O silêncio é visto como aprovação. Como o chefe, em geral, o chefe é o administrador do grupo, tem poder de manter ou tirar pessoas do grupo.

4. Os chefetes

Um outro personagem recorrente são os chefetes, pessoas que se colocam como líderes de sub-temas no grupo, tentando montar lideranças sobre seu cercadinho.. É um personagem que aparece frequentemente em grupos de torcida organizada em jogos de futebol. Aproveitando o clima informal dessas manifestações, gritam palavras de ordem esperando aglutinar parte dos membros. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome