Revelações sobre Aimée Sottomaior, uma lenda do Rio para o mundo

Por William Pretyman

Prezado Luis, Ouvi recentemente pelo You Tube a sua palestra Flipoços 2017. Sua narrativa é interessante principalmente pelo tema com o Walter Moreira Salles como principal protagonista. Como a minha família tanto pelo lado paterno Pretyman como materna Sottomaior tinha relações cordiais e afetivas com o Embaixador Walter Moreira Salles era presumível que fossem citados.

No livro houve aquele equívoco já abordado por email que foi quando no inicio do livro você comenta como sendo um dos casais mais nobres da sociedade carioca que dominavam a arte de receber Walther e Vera Friedmann.

Percebi o engano e lhe comuniquei que o casal que você se referia era Walter e Vera Pretyman.

Walter Montagu Douglas Scott, 9th Duke of Buccleuch

Na palestra você mostra bastante conhecimento mas se engana em 2 pontos: a Aimée, minha tia estimada, teria tido um caso com o homem mais rico da Inglaterra, o Duque de Windsor. Houve aí a troca de nomes. O homem mais rico da Inglaterra era o 3º Duque de Westminster com o qual acredito que a Aimée tenha tido apenas  relações cordiais e esta história de que ela disputava o Duque cujo nome era Hugh Grosvenor nascido em 1894 com a Cocô Chanel é improvável pois a minha tia era de 1907 enquanto a Cocô Chanel era de 1883. Ambas sem dúvida glamorosas mas com 24 anos de diferença ???

O que sei é que a Aimée teria tido uma longa amizade e possivelmente caso com outro Duque , o 8º Duque de Buccleuch, Walter Montagu Douglas Scott, maior latifundiário do Reino Unido e primo de meu pai Walter Pretyman.

A outra informação equivocada é que a Aimée nasceu para ser cortesã. Ela na verdade, adorava conviver entre poderosos e aristocratas e tinha o dom da palavra além de uma memória inigualável para lembrar de fatos de interesse de seus interlocutores. Ela era sempre o centro de atenções. Enfim, a internet traz algumas informações falsas postadas em sua maioria por um admirador eterno dela chamado Benedict. 

Atenciosamente,

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora