A herança bendita de Lula: “Pibão” 2010 o ápice da obra do operário

A sequência de dados apresentados pelo IBGE hoje e o cenário econômico herdado pela presidenta Dilma Roussef são excepcionais, permitem ao governo aprumar onde for necessário e aprofundar o que for preciso, sem maiores problemas, porque o Brasil de Lula, que Dilma também participou e ajudou a construir, apresentou resultados fantásticos.

PIB
O produto interno bruto brasileiro em 2010 foi o maior já registrado desde o Plano Cruzado em 1986, com um gande diferencial: a inflação do ano passado foi menor que a taxa de crescimento, já em há 25 anos atrás a inflação superava o avanço da economia disparada.
7,5% foi a taxa recorde do governo do presidente Lula e deu aos seus dois governos média de crescimento  de 4,60%, bem superiores aos de FHC 2,48% e somente inferiores à época do milagre econômico, na década de 1970, período de grande expansão da economia e de gigantescas obras de infraestrutura, irrigadas com recursos financeiros internacionais, o que fez e muito explodir a dívida externa do Brasil.  Com Lula a dívida externa recuou e o país emprestou dinheiro ao FMI, fazendo imensos canteiros de obras país afora

 
Leia a íntegra, clique aqui>>>

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora