André Mendonça pede exoneração da AGU

Indicado ao STF, ex-advogado-geral vai se dedicar à sabatina no Senado Federal; Bolsonaro anunciou Bruno Bianco como substituto

Marcello Casal Jr - Agência Brasil

Jornal GGN – O advogado-geral da União, André Mendonça, pediu exoneração do cargo para se dedicar à sabatina que irá enfrentar no Senado Federal por conta de sua indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Contudo, fontes ligadas ao governo e ouvidas pelo jornal Correio Braziliense ressaltam que o afastamento também ocorre para evitar atritos entre Legislativo e Judiciário – o presidente Jair Bolsonaro é um dos investigados no inquérito das fake news, que está em andamento no STF.

Existe a possibilidade de o ministro Alexandre de Moraes determinar diligencias e ações de busca, apreensão e retirada de conteúdos publicados contra o sistema eleitoral. Bolsonaro não pretende cumprir quaisquer determinações de Moraes e do STF e, caso Mendonça apoie tal posicionamento, sua indicação ao Supremo pode ser rejeitada por não atender ao quesito de reputação ilibada.

Bolsonaro já anunciou o substituto de Mendonça em suas redes sociais. O novo advogado-geral da União será Bruno Bianco, que ocupava o cargo de secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia desde janeiro de 2019.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome