Bolsonaro não apresenta provas sobre declarações de fraude eleitoral e Tribunais reagem

Mandatário usou notícias falsas para ilustrar sua tese contra o sistema eleitoral eletrônico e Cortes superiores consideram a situação "patética"

Foto: Reprodução/TV Brasil

Jornal GGN – Jair Bolsonaro (sem partido) admitiu nesta quinta-feira, 29, que não tem provas sobre suas acusações de fraude no atual sistema eleitoral de urnas eletrônicas. As Cortes superiores consideram a situação “patética”.  

Bolsonaro chegou a convocar toda a imprensa, prometendo apresentar provas de que houve irregularidades na eleição presidencial de 2018, em que ele foi eleito, por causa do sistema eletrônico. 

Em sua fatídica live semanal, que utilizou a emissora pública, o mandatário apenas apresentou uma série de notícias falsas e vídeos que já foram desmentidos. 

“Não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas. São indícios. Crime se desvenda com vários indícios”, declarou. 

ação repercutiu e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) classificaram como “patética” e que a live foi fruto do “desespero” de Bolsonaro diante da perda de popularidade, em meio aos escândalos de corrupção na cúpula do governo, de acordo com a Folha de S. Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. “Patético” é que nem o presidente do TSE e nem o Presidente da República consigam provar qualquer coisa. O voto simplesmente não existe como prova. Preocupante.

  2. Os tribunais rejeitam sistematicamente qualquer denuncia de fraude e impedem qualquer tentativa de verificacao da seguranca. Os pouquissimos testes publicos de invasao sao realizados sob limitacoes impostas pelo proprio TSE, tornando-os protocolares.

    A denuncia de Bolsonaro nao e a primeira nem sera a ultima a ser rejeitada. A empresa brasileira de eleicoes nao pode produzir prova contra si propria.

    Isso nao significa que nao haja denuncias, nem provas, nem fraudes. Elas sao abundantes, basta um pequeno esforco de reportagem, que esta faltando ao GGN. Eu topo contribuir para uma campanha de arrecadacao.

    Comecem pesquisando o que aconteceu quando as urnas brasileiras foram levadas para os EUA pela Diebold. Porque a empresa so foi processada la e aqui nao?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome