Bolsonaro se reúne com Malafaia para discutir abertura de templos em meio a pandemia

A preocupação dos evangélicos são os decretos municipais que veta o funcionamento das igrejas, como medida para tentar frear a disseminação do vírus, que já fez mais de 278 mil vítimas fatais no país

Isac Nóbrega/PR

Jornal GGN – Jair Bolsonaro (sem partido) e o líder evangélico Silas Malafaia se reuniram nesta segunda-feira, 15 de março, no Palácio do Planalto, em Brasília. O tema do encontro foi o fechamento dos templos religiosos durante a pandemia da Covid-19.

A preocupação dos evangélicos são os decretos municipais que veta o funcionamento das igrejas, como medida para tentar frear a disseminação do vírus, que já fez mais de 278 mil vítimas fatais no país.

De acordo com uma fonte da bancada evangélica, ouvida pelo Congresso em Foco, as igrejas estão com “um problema sério” em São Paulo sobre as medidas que restringem a circulação de pessoas. “Na verdade é em todo o Brasil. O Bolsonaro achou interessante se reunir com o Silas Malafaia para verificar quais ações jurídicas e políticas ele pode fazer quanto a isso”, disse.

Ainda, Silas Malafaia teria sido escolhido para tratar deste assunto com Bolsonaro “por ter uma expressão midiática muito boa” e que a preocupação no meio evangélico não é financeira, mas sim não conseguir exercer as atividades religiosas.

Além disso, a reunião serviu para deixar claro o apoio a Bolsonaro, após o pronunciamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva feito na última quarta-feira. “Ele [Bolsonaro] precisa saber que a bancada está com ele”, disse a fonte.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora