Bolsonaro tem rejeição recorde na gestão da pandemia

Pesquisa Datafolha mostra que 54% dos brasileiros consideram trabalho ruim ou péssimo, e 43% apontam presidente como maior culpado pela crise

Jornal GGN – A forma como o governo federal tem gerenciado a pandemia de covid-19 levou à rejeição ao presidente Jair Bolsonaro ao seu maior nível desde o início da crise sanitária, no ano passado.

Dados da pesquisa Datafolha mostram que 54% dos brasileiros consideram a atuação de Bolsonaro como ruim ou péssima, na semana em que o quarto ministro da Saúde de seu governo foi apresentado. Na pesquisa passada, realizada em janeiro, 48% reprovavam o trabalho de Bolsonaro na pandemia.

O percentual daqueles que consideram a gestão de crise como ótima ou boa caiu de 26% para 22%, enquanto quem a vê como regular foi de 25% para 24%. Não opinaram 1%.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, 43% dos entrevistados consideram Bolsonaro o principal culpado pela fase mais extrema da pandemia, que já vitimou mais de 280 mil pessoas e levou o sistema brasileiro de saúde ao colapso por conta do pico de infecções.

Por outro lado, os governadores são vistos como culpados por 17%, e os prefeitos ficam com 9% das menções. As autoridades na esfera estadual e municipal tem tentado adotar medidas para conter a proliferação do coronavírus, em contraponto ao governo federal.

A pesquisa Datafolha ouviu 2.023 pessoas, por telefone, entre os dias 15 e 16 de março. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora