Cameron diz que líder dos trabalhistas é ameaça ao Reino Unido

Jornal GGN – Após a eleição de Jeremy Corbyn para a liderança do Partido Trabalhista, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que ele representa uma ameaçã à segurança nacional e econômica do Reino Unido.

Corbyn entrou de última hora na disputa pela liderança do partido, sem expectativa de ganhar, mas acabou vencendo logo no primeiro turno, com 59,5%. O parlamentar de 66 anos ganhou apoio entre os jovens e fez promessas como aumentar o investimento público e renacionalizar diversos setores da economia.

Do O Globo

 
Eleição de veterano de esquerda leva legenda de Tony Blair a dar uma guinada para a esquerda

LONDRES — O primeiro-ministro britânico, David Cameron, afirmou neste domingo que o recém-eleito líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn representa uma “ameaça à segurança nacional e econômica” ao Reino Unido

“O Partido Trabalhista é agora uma ameaça à nossa segurança nacional, a nossa segurança econômica e a segurança de seus familiares”, escreveu Cameron no Twitter.

Corbyn foi eleito líder do Partido Trabalhista do Reino Unido, levando a legenda de Tony Blair a dar uma guinada para a esquerda. Ele ganhou a disputa logo no primeiro turno, com 59,5% dos votos, prometendo um Reino Unido mais inclusivo e igualitário.

Desde sua eleição, o Partido Conservador, de Cameron, começou uma campanha de descrédito de Corbyn.

Veterano parlamentar, Corbyn entrou de última hora na disputa pela liderança do partido para enriquecer o debate com seu contraponto de extrema-esquerda, sem expectativa de ganhar. Mas ele acabou derrotando dois ex-ministros do Trabalho, Yvette Cooper e Andy Burnham, e Liz Kendall, e agora passa a comandar o partido. Burnham conseguiu 19% dos votos, enquanto Yvette revebeu 17%. A candidata Liz Kendall veio por último, com 4,5%.

Com 66 anos, o experiente parlamentar é tachado de trotskista. Isso leva alguns membros a temerem que empurre o partido para a esquerda mais radical. Corbyn foi a grande surpresa da disputa. Ele ganhou apoio entre os jovens e venceu a eleição ao prometer aumentar o investimento público, imprimindo dinheiro e com a renacionalização de vastos sectores da economia.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora