Chilenos têm suspeitos da morte de Neruda

Do Jornal GGN

Chilenos têm suspeitos da morte de Pablo Neruda

Sugestão do leitor Frederico Füllgraf

Victor Saavedra

Jornal GGN – Um misterioso personagem identificado como “Dr. Price” acompanhou, no dia 23 de setembro de 1973, o poeta chileno Pablo Neruda nos seus últimos momentos de vida, e aplicou uma injeção no estômago do vencedor do Prêmio Nobel de Literatura poucas horas antes da sua morte.

Essa injeção, segundo a imprensa noticiou na época, produziu uma parada cardíaca que levou Neruda à morte. O certificado de óbito, no entanto, afirma que a causa da morte foi um coma ocasionado pelo câncer de próstata que acometia o poeta, mas que estava sendo tratado.

De acordo com o testemunho de enfermeiras e médicos que atenderam Neruda, o “Dr. Price” era um homem loiro, olhos azuis, com 1,80 metros de altura e, naquela época, aparentava ter de 27 a 30 anos.

O tema voltou a ser analisado pela justiça chilena a pedido de Manuel Araya, ex-motorista de Neruda, e que entrou na justiça pedindo esclarecimentos sobre essa morte. A ação motivou a exumação do corpo no poeta. Na semana passada, pela primeira vez chegou-se a uma possível identificação do “Dr. Price” a partir de um retrato falado elaborada com ajuda dos testemunhos dos envolvidos à época. Michael Townley e Hartmut Hopp então foram identificados por Araya como os suspeitos mais prováveis de se aplicar a injeção em Neruda.

Continue lendo >>>

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora