Ciro Nogueira é alvo de inquéritos envolvendo empreiteiras

Futuro ministro da Casa Civil é acusado de favorecer empresas no Senado e na Caixa Econômica Federal; político negou acusações

Senador Ciro Nogueira (PP-PI). Foto: Reprodução/Wikipedia

Jornal GGN – O senador Ciro Nogueira, presidente do PP e escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Casa Civil, é apontado como suspeito em cinco investigações iniciadas na operação Lava-Jato.

Reportagem do jornal O Globo listou os casos em questão. Em um deles, Nogueira é suspeito de receber pagamentos da OAS pelo apoio a uma medida provisória em andamento no Senado Federal. Em outro caso, o objetivo é saber se o senador exerceu alguma influência junto à Caixa Econômica Federal para que um financiamento fosse liberado para a Engevix.

Nas outras três investigações, duas já tiveram denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República: uma acusa Nogueira de receber R$ 7,3 milhões em propinas da Odebrecht por apoio no Congresso; outra, envolve a acusação de obstrução de investigações para alterar o depoimento de um ex-assessor do PP que colaborava com a Justiça. Outra acusação seria o pagamento de propina da J&F pelo apoio do PP à reeleição de Dilma Rousseff. Também existem dois inquéritos em sigilo na Polícia Federal.

Em nota enviada ao jornal, a defesa do senador diz nunca ter acessado o inquérito sobre os repasses da OAS e que, até o momento, “o senador sequer foi chamado a prestar esclarecimentos”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome