Comissão de Meio Ambiente segue com agenda de Ricardo Salles

Liderado pela bolsonarista Carla Zambelli, colegiado segue com desmonte de agenda ambiental e prioriza projetos que interessam ao Planalto

Deputada federal de primeiro mandato, Carla Zambelli (PSL-SP) integra clã fiel a Bolsonaro / Foto: Najara Araújo/Agência Câmara

Jornal GGN – A Comissão de Meio Ambiente (CMA) da Câmara dos Deputados deixou de discutir temas relacionados ao meio ambiente para priorizar a aprovação de projetos que interessam apenas ao Palácio do Planalto – ou, nas palavras do ex-ministro Ricardo Salles, “passar a boiada” no que se refere a mudar normas e regras.

Reportagem do jornal O Globo ressalta que grande parte da comissão é bolsonarista e lembra que a presidência é ocupada pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP), uma das mais ferrenhas defensoras do presidente Jair Bolsonaro.

Dentre os projetos que já foram aprovados, estão a liberação da prática da vaquejada como esporte, a imposição de novos obstáculos para a criação de novas unidades de conservação e, para alegria do presidente Jair Bolsonaro, a inclusão de policiais militares e bombeiros dentro do Sistema Nacional do Meio Ambiente (Sisnama), o que representa a “militarização” de serviços como licenciamento, fiscalização e autuação de infrações.

Os governistas também derrubaram a proposta que permitia maior participação civil dentro do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), e rejeitaram a proposta que sustava o decreto de Bolsonaro que flexibilizou multas ambientais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome