Conexão entre tráfico de drogas internacional e garimpo ilegal expõe política de mineração de Bolsonaro

É possível que uma relevante ponta não tenha aparecido até aqui nas investigações que envolveram a PF, Receita Federal e Interpol: na imensa e complexa teia já desvendada, falta explicar o lugar do garimpo e da mineração na organização criminosa.

da Agência SportLight

Conexão entre tráfico de drogas internacional e garimpo ilegal expõe política de mineração de Bolsonaro

por Lúcio de Castro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Nooooooooooooooooossa descobriram a pólvora com este texto.

    Eu fico apalermado (mas que já sou) com as “descobertas” desta gente, que ou é tonta, ou é cínica.

    Na cabecinha crédula deles eles dividem o mundo em mocinhos e bandidos, então, há um mundo chamado “legal” onde pessoas “de bem” (ou serão, de bens?) atuam, tocando seus negócios, produzindo coisas e serviços, trazendo o progresso e a prosperidade para “all the men kind”.

    No outro lado, os bandidos, pessoas que por serem más (por natureza) decidem seguir pela vida do crime, retirando seus sustentos de redes imorais, onde campeiam a lascívia, todas as corrupções morais, e principalmente, a violência.

    Este desenho faz, de fato, muita gente dormir melhor, mas não resolve nossos problemas.

    Todas as redes transnacionais de criminalidade organizada estão diretamente associadas (como join ventures) às redes chamadas legais.

    Onde é que se lava mais branco o dinheiro do “branco” senão nos bancos?

    Qual é a utilidade menos conhecida e mais agitada do mercado de arte, de bens de luxo? Estética?
    (hahaha)…deixe-me rir um pouco…

    As mineradoras e outras formas de atividades econômicas que se fincam em territórios das rotas de tráfico internacional servem como base logística para estas atividades ilegais, até porque, como sabemos, a mineração é uma das atividades que se equipara as bancos, fármacos e indústria de armas na sinergia das rotas de entorpecentes, não só pelas vantagens geográficas, mas pelos fluxos de recursos gerados pelos ativos (minérios) e a pouca capacidade do fisco em reduzir tais ganhos em obrigações tributárias.

    Na outra ponta, a estrutura logística das mineradoras, os portos, muitos deles entregues por concessão às próprias mineradoras (como foi o caso do Açu, em São João da Barra, no RJ), funcionam como terras sem leis, servindo a tudo que o dinheiro pode pagar.

    Nem é preciso ser gênio (como o moço do texto, urgh) para entender como essa atividade que historicamente sempre foi de rapinagem (mineração), e que já tem uma inclinação quase “natural” para a pirataria, pode se unir às redes ilegais de transporte de armas, drogas, e outros contrabandos.

    Eu nem desmereço a “autuação” dos documentos no texto, belo trabalho…O que me espanta é a notícia dada como se fosse algo novo, ou grave…(hehehe)…

    O nosso Batman entendeu, finalmente, o segredo do morcego (ler os Piratas do Tietê, de Laerte, e entenderão a citação)…

    Arf…tá osso…tá osso…

    Olha, a ler estes “jênios” eu fico até com saudades do “trio mágico” do meio de campo nassifiano: Rui (Daher), o “centro-esquerda da carta capital”, Aldo (Fornazieri), “o que queria Ayres Britto presidente”, como centro-centro”, e do Gilberto Maringoni, o cirista “centro-direita”…

  2. O senhor nender, o tal, como sua própria definição e pelo texto acima, realmente é nender, o tal, o tal ordinário ignorante, mas que se acha conhecedor do homem e do mundo. Infelizmente os ignorantes não conseguem enxergar sua própria ignorância.

  3. Seus geniais argumentos se resumem a isso?
    Uau, grato pela atenção…
    Eu sei que te incomodo em algo que você nem sabe bem o que é…e creia, é esse o objetivo…
    Quem sabe da próxima você consiga elaborar algo a mais do que esta (falsa) manifestação de ódio, mas que no fundo esconde o ódio a você mesmo, porque és incapaz de despertar o que seja, em quem quer que seja…não foi isso?
    Titio nender entende…
    Durma bem, criança…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome