Coronavírus: Bolsonaro volta a se queixar de medidas de restrição

Presidente diz a apoiadores que ‘você não pode viver em pânico’, e que próximo pronunciamento deve abordar vacinas

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro segue criticando a adoção de medidas para restrição e fechamento de estabelecimentos que tem sido adotadas para conter a disseminação do coronavírus.

“Criaram o pânico. O problema está aí, lamentamos, mas você não pode viver em pânico. Que nem a política, de novo, do fique em casa, o pessoal vai morrer de fome, de depressão?”, perguntou a seus apoiadores em Brasília, segundo o jornal O Estado de S.Paulo.

As críticas do presidente também foram direcionadas à imprensa – na visão de Bolsonaro, foi a mídia quem criou “pânico” na população, enquanto o país ultrapassa a marca de 257 mil vidas perdidas para a covid-19. “Para a mídia, o vírus sou eu”, disse Bolsonaro nesta terça-feira.

Depois de desistir do pronunciamento programado para esta terça-feira, Bolsonaro disse que o tema de seu próximo discurso será a pandemia e as vacinas, mas o presidente evitou definir uma data: “vai ficar a dúvida aí”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora