Home CPI da Covid CPI da Covid pede condução coercitiva de Carlos Wizard

CPI da Covid pede condução coercitiva de Carlos Wizard

CPI da Covid pede condução coercitiva de Carlos Wizard
Carlos Wizard e Jair Bolsonaro . | Reprodução/Arquivo pessoal

Jornal GGN – Senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia decidiram pedir à Justiça a condução coercitiva do empresário Carlos Wizard, porque ele foi convocado a prestar esclarecimentos ao colegiado na próxima semana, mas não respondeu. 

A CPI quer ouvir o empresário por causa de sua proximidade com o ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello. Em seu depoimento à comissão, ele afirmou que foi assessorado por Wisard na pandemia.

A decisão foi tomada durante reunião após a sessão desta quinta-feira, 10, em que foram aprovados 29 requerimentos, entre eles o que autoriza a quebra de sigilo telemático dos ex-ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores), além de nomes envolvidos no chamado “gabinete paralelo”, que Wisard estaria envolvido.  

À CNN Brasil, o senador  Randolfe Rodrigues, vice-presidente da CPI, afirmou que decisão foi tomada porque “o paradeiro de Wizard é desconhecido e incerto. Ele sumiu”. A comissão ainda recebeu informações de que ele está nos Estados Unidos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 COMMENTS

  1. Uma coisa que a CPI precisa aperfeiçoar (o melhor é o Randolfe) é não debater discutir, brigar com os inquiridos negacionistas e bolsonarista (uma redundância).
    Os inquiridos não precisam ser “convencidos’ de nada, precisam ser EXPOSTOS, ter suas idéias, opiniões e ações DESNUDADAS.
    Se há uma preocupação com a disseminação das suas desinformações, mentiras e manipulações, que coloquem um ou mais especialistas que, periodicamente, intervenham esclarecendo, seja em intervalos ou em outro meio de divulgação qualquer. Podem ser médicos, cientistas, jornalistas (checagem de fatos), etc.
    A tática não é confrontá-los, é dar CORDA!
    O resto é juntar as mentiras, enrolações e barbaridades no final.
    E desmascarar, processar e condenar;
    Este é o objetivo real e final.

  2. Uma coisa que a CPI precisa aperfeiçoar (o melhor é o Randolfe) é não debater discutir, brigar com os inquiridos negacionistas e bolsonaristas (uma redundância).
    Os inquiridos não precisam ser “convencidos’ de nada, precisam ser EXPOSTOS, ter suas idéias, opiniões e ações DESNUDADAS.
    Se há uma preocupação com a disseminação das suas desinformações, mentiras e manipulações, que coloquem um ou mais especialistas que, periodicamente, intervenham esclarecendo, seja em intervalos ou em outro meio de divulgação qualquer. Podem ser médicos, cientistas, jornalistas (checagem de fatos), etc.
    A tática não é confrontá-los, é dar CORDA!
    O resto é juntar as mentiras, enrolações e barbaridades no final.
    E desmascarar, processar e condenar;
    Este é o objetivo real e final.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

GGN
Sair da versão mobile