Checando o IBOPE

Parece igual, mas não é.

Na anterior tínhamos:

N/CO : D = 40; S = 33

NE : D = 49; S = 25

SE : D = 37; S = 35

S : D = 31; S = 46

Curso superior : D = 32; S =37

Agora temos:

N/CO : D = 40; S = 33

NE : D = 46; S = 27

SE : D = 35; S = 35

S : D = 34; S = 42

Curso superior : D = 32; S =31

O Sul e “Curso superior” são dois recortes importantes para Serra e neles a diferença entre candidaturas mudou 7% e 6% respectivamente (também houve algo reverso, em favor de Serra, na faixa de renda mais alta.)

x-x-x-x-x-x-x-x

Mudando um pouco o foco. Sabemos que diferenças metodológicas fazem o Sensus e o Vox Populi mostrarem resultados mais favoráveis a Dilma e Ibope e Datafolha o contrário. Isso pode ser facilmente visto subtraindo uma candidatura da outra : uns ficam quase sempre acima de uma linha geral de tendência e vice-versa. Isso pode ser considerado normal e é esperado.

Também sabemos, por todos os institutos, que as candidaturas cruzaram em maio (quando Dilma menos Serra = próximo de zero)

O que é curioso são os movimentos de retrocesso em relação à tendência que ocorrem com Datafolha e Ibope. É essa característica que os torna mais polêmicos. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome