Como perder uma eleição

Minha amiga Dora me perguntou sobre pizzas. Pizzas me lembram comida e, sobre comestíveis pouco entendo pouco. Mas, nunca é muito demais lembrar que comida, neste país, já significou um frango dividido por dois e mudanças nas metodologias do IBGE. Eram tempos do Real, quando um quarto de frango desossado equivalia à media do consumo do seu vizinho, elevado a alguma potencia e distribuído entre os muito que que, malheuresement, deleitavam-se somente com os ossos da dita ave, acompanhados de um copo de Tubaína. Claro que mudam-se os tempos e, com isso os verbos, mas comer, beber e dividir produtos das granjas ainda são questões que fazem parte dos noticiosos e da vida daqueles que irão votar. Terão os eleitores se acostumado a tal ponto com pollos e iogurtes diets que se acomodarão a esta pauta da barriga cheia ? Vejam que digo das barrigas com o maior reseito. Quem nunca invejou o iogurte e a cerveja alheia, que atire a primeira pedra.! Tudo muito bom, tudo muito bem e o consumo da ex-classe D – absorvida na C- cresce na proporçao dos nossos 7 por cento, previstos por aquiles que planilham o Banco Central. Mas, eu fiquei velha e velhos idosos são salientes e podem dizer de uma maneira muito singular (e honesta) o que lhes dá na teia. Pobre o país que incopora os seus pobres apenas pela lei da mais valia, dos iogurtes e dos frangos divididos. Isso é muito desejável: isso é essencial. Mas, não apenas do essencial vive o homem (nem só de pão vive o homem. Quem foi mesmo que disse isso? Tá tarde, vou dormir e sonhar com croiassans.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Texto

    Sempre acreditei que professores deveriam ter amplo conhecimento em especial dos temas que combate todavia em nosso país os professores universitários se tornaram apenas membros de partidos de esquerda e por cima ainda escrevem de forma disforme e inteligível em que pese as várias graduações. Temos que estimular o livre pensar acima das posições ideológicas até por que na hora de se especializar vamos para Espanha, Inglaterra, USA, e nunca para Cuba, Venezuela e cia.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome