Fim do Serra paz e amor?

A posição de alguns analistas – de que a queda de Serra se deveu à fase paz e amor com Lula – reflete apenas a posição de Serra, que nunca se sentiu confortável com esse modelo. E mostra sua miopia política.

Em nenhum momento Serra vestiu esse figurino de bom rapaz. Foi para a guerra, nos últimos dias acirrou a radicalização, com acusações sem provas de que Dilma teria sido responsável pelo suposto dossiê. Foi grosseiro com entrevistadores, jamais escondeu seu mau humor.

Discursos de paz podem não aumentar a popularidade de um candidato, mas nunca soube que aumentassem seu índice de rejeição. E o de Serra aumentou 5 pontos percentuais.

Essa insistência na guerra a qualquer preço não melhorará em nada sua candidatura. Mas sepultará qualquer pretensão que possa vir a ter sobre seu papel político depois das eleições. E dificultará a montagem da nova oposição que será construída após as eleições.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora