O povo não é (mais) bobo…


A didática do posicionamento político na agressividade falha de Bonner na entrevista à Dilma

A entrevista de Dilma ao JN foi didática: Dilma conseguiu colar sua candidatura como continuidade das políticas do governo Lula. Ponto pra ela.
Por outro lado, o casal número um do JN da Globo escorregou e mostrou claramente contra quem trabalham em 2010 e a favor de quem se esforçam para mudar tudo o que está aí.

O telespectador daquele jornal diário pôde perceber, pela insana agressividade de Bonner, tal um cabeça de área que só vai no tornozelo do adversário, que a Globo, porta-voz política da oposição e dos demais órgãos de imprensa conservadores do Brasil, promoverá uma campanha dura contra Dilma, repleta de momentos constrangedores como aquele(para o casal do JN, claro), em busca de mostrar (ou montar) ao telespectador uma outra realidade, desconexa e inverossímel para o eleitor, é o vale tudo do “agora ou nunca”…

Ainda vem por aí as entrevistas com Miriam Leitão e Alexandre Garcia no matutino “Bom dia Brasl (?)” e a sabatina fim de noite do Jornal da Globo, com o funestro William Waack, os redutos mais radicais de direita do jornalismo do “tá tudo bem, MAS…” da televisão brasileira.

O certo é que fez parecer aos olhos da audiência o quanto esses agentes políticos travestidos de jornalistas não suportam ouvir o nome do presidente Lula, muito menos festejado por sua candidata e o quanto se confundem na tentativa de calar quem ousa elogiá-lo em público…Já que é quase impossível Serra pronunciar o nome de FHC uma única vez sequer sem perder um sagrado voto nesta altura do campeonato.

Vai colar?
Dificilmente…O povo não é (mais) bobo…

Confira Mais em >>>

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome