Os percalços da campanha mineira de Serra

Da Reuters/ Folha.com

– Poder – Serra terá um comitê exclusivo em Minas Gerais – 29/07/2010

DA REUTERS

O candidato a presidente pelo PSDB, José Serra, terá uma estrutura independente em Minas Gerais para impulsionar sua campanha no Estado. Além de um comitê exclusivo, contará com até 40 subcomitês distribuídos por todo o território do segundo maior colégio eleitoral do país.

A estratégia foi montada para fazer frente a algumas dificuldades. A decisão foi tomada após descontentamento com o ritmo da campanha no Estado, onde o ex-governador Aécio Neves, que recusou-se a ocupar a vaga de vice na chapa de Serra, é a principal liderança do PSDB. O tucano Antonio Anastasia, que era vice de Aécio, tenta a reeleição.

“A ideia seria um reforço das ações no interior do Estado… no comitê do Anastasia, claro que a prioridade é mais o Anastasia, ainda mais numa eleição como esta (para o governo mineiro)”, disse na quinta-feira o secretário-geral do PSDB e coordenador da campanha de Serra em Minas, deputado Rodrigo de Castro (MG).

“Para dar mais efetividade, temos que ter uma estrutura complementar.”

Minas, com 14,5 milhões de eleitores, é considerado um dos fiéis da balança nesta eleição. Lá, Serra e sua adversária do PT, Dilma Rousseff, estão tecnicamente empatados. Segundo Datafolha divulgado no fim de semana passado, o tucano tem 38% das intenções de voto no Estado, contra 35% da petista, em um levantamento com 3 pontos percentuais de margem de erro.

A preocupação da cúpula da campanha nacional tucana é de que os esforços de Aécio para eleger Anastasia, em segundo lugar nas pesquisas atrás de Helio Costa (PMDB), façam com que ele não se empenhe o suficiente por Serra. O mesmo Datafolha mostrou Costa com 44% contra 18% do tucano.

Até a semana passada, por exemplo, a maior parte do material de campanha de Aécio Neves, candidato ao Senado, e Antonio Anastasia ainda omitia a imagem de Serra em santinhos e adesivos. Por isso, tucanos concluíram que é preciso encontrar formas de fazer com que a campanha nacional encontre motor próprio.

O fato de a coligação de Anastasia incluir partidos que apoiam Dilma na corrida presidencial –PSB, PRB, PDT, PSC e PR– também influenciou a decisão.

“O quadro de alianças dele (Anastasia) é maior que o nacional. Então, temos que ter mais efetividade”, comentou Rodrigo de Castro. A coligação de Anastasia ao todo tem 13 partidos, enquanto a de Serra é formada por seis legendas.

Segundo o secretário-geral do PSDB, a ideia é reforçar a campanha de Serra à Presidência no interior do Estado, sobretudo nas principais cidades mineiras. O tucano pode ter de 20 a 40 comitês em Minas, dependendo da decisão da cúpula do partido e da campanha de Serra. 

Clique aqui para ir à matéria

Para acompanhar pelo Twitter:clique aqui

Por Rubem

O que é Dilma, a gente mostra, o que é Serra, a gente esconde:

Da Folha

Aécio e Anastasia escondem Serra em material de campanha

RODRIGO VIZEU
DE BELO HORIZONTE

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, tem aparecido de forma tímida no material de campanha do ex-governador Aécio Neves e do governador Antonio Anastasia, seus aliados tucanos em Minas Gerais.

A reportagem pediu cartazes, adesivos e santinhos em quatro comitês da campanha de Anastasia em Belo Horizonte. Em três deles, nada existia com a foto de Serra.

No último deles, só após pedido específico de algo com o candidato presidencial, foram entregues adesivos com o rosto de Serra –acompanhado apenas dos nomes dos tucanos mineiros.

Além do “Serra solitário”, único material obtido com a imagem do candidato, foram pegos outros dez modelos diferentes da campanha de Anastasia. Apenas cinco deles tinham Serra, mas só o nome dele nos cantos e em tamanho reduzido.

Os materiais mais populares nas ruas de BH são os adesivos só com Anastasia, candidato à reeleição, ou dele acompanhado apenas de Aécio e Itamar Franco (PPS), candidatos ao Senado.

DILMA

A situação contrasta com a farta exposição de Dilma Rousseff (PT) no material de campanha de Hélio Costa (PMDB) ao governo mineiro.

No comitê do peemedebista, a reportagem obteve seis tipos de impressos, todos com referências a Dilma _quatro deles com a imagem da petista acompanhada de seus aliados mineiros. Há ainda distribuição de material produzido pela campanha nacional do PT.

Anteontem, em visita a BH, Serra disse não considerar “grave” sua menor exposição. “É uma coisa que se corrige com enorme facilidade”, disse. Ele disse ver “pleno empenho” de Aécio em sua campanha presidencial.

A campanha de Aécio e Anastasia informou que produz até 20% do material sem Serra para atender aos partidos da coligação que não apoiam o tucano para presidente, como PR, PDT e PSB. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome