Home Política Eleições Serra e o discurso aleatório

Serra e o discurso aleatório

0

Da Folha

Serra diz que “tática do medo” é “bobagem”

GABRIELA GUERREIRO
ENVIADA A PALMAS

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, classificou nesta terça-feira de “bobagem” a afirmação de sua adversária Dilma Rousseff (PT) de que a oposição prega a “tática do medo” para desconstruir a imagem da petista – como teria ocorrido nas eleições de 2002.

Sem polemizar com Dilma, Serra disse que prefere discutir temas importantes para o país. “[Isso] é bobagem. Eu quero debater propostas para os problemas do país e dos Estados”, afirmou. 

Dilma acusou hoje o tucano, durante visita a Pernambuco, de olhar para o “retrovisor” e estimular o medo na população.

Em sua passagem por Palmas, Serra evitou comentar temas nacionais ou ligados a Dilma. O tucano classificou de “tró ló ló” e “ti ti ti”os assuntos relacionados ao seu embate com a petista. “Quero falar mais do Tocantins. Depois eu falo do ti ti ti e do tró ló ló.”

O tucano se recusou a responder perguntas ligadas a Dilma, priorizando temas relacionados ao Estado.

Caminhada

O principal ato de campanha de Serra em Palmas foi uma caminhada na avenida central da cidade, que durou mais de uma hora. Cercado por populares e aliados políticos, o tucano visitou lojas, conversou com a população e posou para fotos. Acompanhado por um carro de som, o tucano foi cercado por seguranças para evitar que fosse empurrado em meio ao tumulto.

Serra tem o apoio do candidato ao governo do Estado, Siqueira Campos (PSDB). O tucano contratou militantes para recepcionarem Serra com bandeiras e adesivos. Siqueira pagou um ônibus para levar cerca de 30 pessoas para a caminhada. A maioria recebe salário mensal de R$ 510 para fazer campanha para Siqueira em Taquaral, situado a duas horas de Palmas, durante o período da campanha.

Candidatos a deputados estaduais e federais também mobilizaram militantes que recebem salário na campanha para aumentar o público durante a caminhada.

Ao longo da caminhada, Serra foi acompanhado por produtores que registraram imagens para o programa eleitoral do tucano na TV. O candidato entrou em uma farmácia que vende remédios genéricos, conversou com populares e vendedores. Serra se intitula o criador dos genéricos no país durante sua gestão no Ministério da Saúde, enquanto Dilma reivindica a paternidade dos genéricos para o ex-ministro do governo Itamar Franco, Jamil Haddad. 

Comentário

Comentar o quê? Uma das características de Serra era um cartesianismo tão arraigado que prejudicava qualquer pensamento mais criativo. Era pau pau, pedra pedra. Agora, virou essa loucura.

Proponho montarmos uma galeria de fotos dedicadas ao nonsense.

Veja mais fotos como esta em Portal Luis Nassif

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

GGN
Sair da versão mobile