Em Londres, ataque fora do Parlamento deixa ao menos um morto

ataque_londres.jpeg

Jornal GGN – Nesta quarta-feira (22), um ataque nos arredores do Parlamento britânico matou uma mulher e deixou outras 12 feridas em Londres. Testemunhas afirmam que um carro atropelou pedestres na ponte Westminster e que um policial foi esfaqueado.

As autoridades britânicas estão tratando do caso como um ataque terrorista. David Lidington, líder da Câmara dos Comuns, disse que o homem suspeito de esfaquear o policial foi baleado.

As atividades do Parlamento foram suspensas. De acordo com o porta-voz da primeira-ministra Theresa May, ela está bem, e o jornal The Guardian afirmou que oito homens armados retiraram May do Parlamento logo após o incidente.

Advogados de Lula estavam no local

Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira, advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, estavam entrando no Parlamento britânico, onde iriam falar em uma audiência pública sobre as violações contra Lula.

“De repente, vimos uma multidão correndo em nossa direção e dezenas de policiais gritando ‘corram, corram, corram’. Todo mundo saiu correndo e nós também”, relata Zanin.

cristiano_zanin_londres.jpg

Advogados tiraram esta foto um pouco antes de irem para a audiência no Parlamento

“Eu olhei para o lado e só vi as pessoas dando gritos de terror. Só vinham os meus três filhos na minha cabeça, toda a sua vida vem na sua cabeça, uma coisa horrorosa, um terror, um terror que eu não consigo te explicar”, conta Valeska. O casal contou que eles correram e entraram numa loja de presentes, onde ficaram por cerca de 30 minutos.

Zanin e Teixeira teriam uma audiência com um grupo de parlamentares do Partido Trabalhista britânico, a convite do grupo Labour Friends of Progressive Latin America (Amigos Trabalhistas da América Latina Progressista), marcada para as 15h no horário local. “Já estávamos caminhando em direção à entrada. Mais um pouquinho e estaríamos dentro da cena de ataque”. Com as atividades do Parlamento suspensas, a audiência sobre o ex-presidente Lula será remarcada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora