Em mais uma demonstração, Bolsonaro cede sua vez na vacina ‘para quem está apavorado’

O presidente ainda insiste em defender o tal ‘tratamento precoce’ e, no último dia 9, comparou esses medicamentos sem eficácia com vacinas, dizendo que tanto um quanto outro estão em fase experimental contra a doença.

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro já disse e repetiu que não irá tomar vacina contra coronavírus. Isso é parte de seu discurso recorrente que empaca o enfrentamento da pandemia no país. Agora mudou um pouco o discurso objetivando causar mais danos, disse que cederá sua vez na vacina ‘para quem está apavorado’. E isso, diz ele, como maneira de dar exemplo. A declaração foi feita no cercadinho da Alvorada.

“Eu, como chefe de Estado, vou dar meu lugar a vocês, vou ser o último a ser vacinado. Eu tenho que dar exemplo. Alguns acham que o exemplo é se vacinar. Não. Exemplo é dar lugar para quem está apavorado. Tem gente apavorada aí dentro de casa esperando sair depois de ser vacinada”, disse ele.

O presidente ainda insiste em defender o tal ‘tratamento precoce’ e, no último dia 9, comparou esses medicamentos sem eficácia com vacinas, dizendo que tanto um quanto outro estão em fase experimental contra a doença.

Com informações do Correio Braziliense.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome