Em Paris, explosão de carta-bomba deixa um ferido no escritório do FMI

atentado_fmi1.jpg
 
Jornal GGN – A explosão de uma carta-bomba deixou uma pessoa ferida no escritório do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris, na França, nesta quinta-feira (16). A polícia local informou que uma assistente da direção sofreu queimaduras. Como medida de proteção, diversas pessoas foram retiradas do prédio.
 
Christine Lagarde, diretora-geral do FMI, condenou o ataque e classificou-o como um “ato covarde de violência”. O atentado ocorre um dia depois de um pacote explosivo ser encontrado no prédio do ministro das Finanças da Alemanha.
 
No caso do pacote descoberto na quarta-feira, o envio foi reivindicado pela organização terrorista grega Conspiração dos Núcleos de Fogo. Em comunicado, o grupo não explica as razões para o envio do pacote para o ministro Wolfgang Schäuble.
 
Em 2010, a organização enviou 14 pacotes explosivos dirigidos, entre outros, para Angela Merkel; chanceler alemã, Nicolás Sarkozy, presidente francês à época e Silvio Berlusconi, então primeiro-ministro italiano.
 
A polícia parisiense disse que uma operação está sendo realizado nos escritórios do FMI e do Banco Mundial, que compartilham o mesmo edifício na capital francesa. As autoridades não sabem se o atentado de hoje tem relação com o pacote encontrado ontem em Berlim. 
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora