Evo Morales declara estado de emergência na Bolívia

"Eu denuncio perante o povo boliviano e o mundo que está em processo um golpe de Estado que foi preparado pela direita com apoio internacional. Faço um apelo aos organismos internacionais para defender a democracia", afirmou o líder boliviano.

Jornal GGN – O presidente reeleito da Bolívia, Evo Morales, declarou estado de emergência no país com denúncias de que estão sofrendo um processo de golpe de estado coordenado pela direita e com apoio internacional.

Evo pediu a EU e OEA que verifiquem as urnas de todo o país depois que a oposição começou com as denúncias de fraude, que ele classifica como ‘processo de um golpe de Estado’. Carlos Mesa, o candidato derrotado, capitaneia as ações da oposição.

“Eu denuncio perante o povo boliviano e o mundo que está em processo um golpe de Estado que foi preparado pela direita com apoio internacional. Faço um apelo aos organismos internacionais para defender a democracia”, afirmou o líder boliviano.

“Não vamos buscar o confronto, porém vamos defender a democracia”, enfatizou.

Com informações do Sputnik Brasil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

5 comentários

  1. Muito oportuna a convocatória de Evo. Demonstra um grande tirocínio político e a certeza de que os inimigos internos e externos da liberdade do povo não descansam em sua manobras criminosas. Espero que, chegado o momento, devidamente caracterizadas as responsabilidades, Evo e as forças populares não vacilem em derrotar e punir exemplarmente os autores das desordens que se anunciam.

  2. Espero que Morales entenda a frase de Fidel, que aliás já deveria ter sido posta em prática por Maduro: “Em uma fortaleza sitiada, toda dissidência é traição “

  3. É notória a tentativa de golpe na Bolívia por parte da direita e setores da sociedade de origem hispânica.Como aqui, lá alimentou-se um sentimento de ressentimento quanto à maioria da população campesina e populares(aimaras, quéchuas entre outros) que sempre viveram em patamares de miserabilidade e fome. Evo fez um verdadeiro processo de inclusão social e econômico provocando um milagre econômico. A Bolívia alcançou durante a administração de Evo crescimento econômico superior a qualquer país do continente econômico( fonte: FMI e Banco Mundial). Portanto, a tentativa de golpe é orquestrada por setores da sociedade boliviana inconformadas pela inclusão social realizada – coisa que ela nunca fez ou se importou. Que sentimento é este que despreza o próximo em situação de desequilíbrio e fraqueza? Lá, como aqui e em qualquer parte do mundo esta característica é alarmante! Esta tentativa de golpe já vem sendo feita há alguns anos com Evo no poder. Carlos Mesa quando esteve no poder e seu antecessor, Gonzalo Sánchez de Lozada(fugiu para USA) foram responsáveis pelo alto estado de miséria e degradação na Bolívia que antecederam Evo no poder. O homem tira um país da miséria,eleva para um patamar acima e agora querem saquear o país.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome