Falta de consenso entre equipe de Pertence e Zanin prejudica Lula

Foto: Divulgação/STF
 
 
Jornal GGN – Lula fez uma escolha: decidiu travar com a Lava Jato uma batalha que mescla os universos jurídico e político, pois esta é a natureza das ações que brotam em Curitiba. O ex-presidente não quer menos que o reconhecimento de sua inocência. Quer sair da prisão porque ali não é seu lugar, e não apenas mudar o cárcere de endereço, anuindo com a alternativa domiciliar. Foi inclusive um pedido nesse sentido, feito à Suprema Corte pelo escritório de advocacia de Sepúlveda Pertence, que escancarou os ruídos na defesa e deflagrou uma crise que pode prejudicar os interesses do petista.
 
Até aqui, tudo indica que o imbróglio entre a banca de Pertence e a de Cristiano Zanin Martins tem mais a ver com egos inflados do que somente com divergências técnicas. No último sábado (14), por exemplo, a coluna do Estadão revelou que Eduardo Pertence, filho do ex-ministro do Supremo, disparou num grupo de WhatsApp a seguinte frase endereçada a Cristiano e Valeska Teixeira Martins: “Não precisamos de vocês para ter qualquer tipo de protagonismo! Meu pai é e sempre será maior que vocês.”
 
A coluna dá a entender que Eduardo estava se gabando porque o escritório do pai conseguiu a absolvição do banqueiro André Esteves na mesma ação penal em que Lula também foi inocentado da acusação de tentar comprar o silêncio do delator Nestor Cerveró. 
 
O episódio soma-se às várias outras notas que circularam na grande mídia indicando que o escritório de Pertence não digeriu nada bem o fato de que foi “desautorizado” a impetrar ações que conflitem com a estratégia em curso, caso do pedido de prisão domiciliar.
 
Além da questão do “protagonismo” – ou da briga por plena autonomia na atuação – os Pertence também teriam ficado contrariados em não saber antecipadamente sobre o habeas corpus apresentado por deputados do PT ao desembargador Rogério Favreto.
 
Mas é de se questionar, ainda, se no lugar da disputa de egos existe indisposição ou receio em subir o tom das críticas e se desgastar com parte do Judiciário. Principalmente num cenário em que até mesmo Lula, de próprio punho, avisou que não acredita mais em justiça para seu processo após a última manobra do ministro Edson Fachin no Supremo.
 
“Se sua situação judicial já é difícil, ficará pior ainda sem Sepúlveda Pertence, e a mensagem que o PT vai passar ao Judiciário é a da radicalização e politização total da defesa”, alertou Helena Chagas no portal Os Divergentes, depois de resumir muito bem o motivo de a saída de Pertence não representar nenhum ganho para Lula. 
 
É o ex-ministro quem oferece interlocução no STF e perdê-lo às vésperas da judicialização do registro de candidatura de Lula será um baque grande, ou um “desastre”, como escreveu a jornalista. Sem a influência de Sepúlveda, a defesa de Lula praticamente “estará cortando a última chance de diálogo com as cortes superiores.”
 
O fato é que o escritório tem um papel importante a desempenhar, mas sem ser injusto com o esforço do time de Zanin à esta altura do campeonato, que está seguindo as diretrizes de Lula.
 
No dia 13, Lula recebeu de um dos filhos de Pertence uma carta sobre os conflitos. À Reuters, Evandro Pertence disse ontem (16) que irá discutir a situação com o ex-presidente ainda nesta semana e isso não significa, necessariamente, que Sepúlveda vai abandonar a defesa. “Pode haver diversos desdobramentos.”
 
A conferir.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

12 comentários

  1. Se depender de mim…

    Fico com o Zanin.

    O Pertence já não consegue nem ficar em pé nem articular alguma frase inteligível no microfone.

    O que irá liberar Lula é a sua inocência e atitude, não o palavreado bonito de advogado.

     

  2. ZANINI É INCOMPETENTE.
    ZANINI

    ZANINI É INCOMPETENTE.

    ZANINI É INCOMPETENTE.

    ZANINI É INCOMPETENTE.

    Se na época do estouro do escandalo do triplex, tivesse aconselhado Lula a ficar com o imóvel e pagar os meses atrasados e as benfeitorias feitas esse processo não teria a mínima chance de prosperar.

    Mas Lula e Zanini foram arrogantes e ferraram tudo.

    Zanini está livre e Lula preso.

    Que sirva de lição.

     

  3. Ontem ouvi o Mariz de

    Ontem ouvi o Mariz de Oliveira, advogado do Temer, entubando o Fábio Panunzio, da rádio bandeirantes. Acho que teria sido bem melhor se o Lula tivesse ele – ou alguém com a competência dele – desde o início da defesa. Com todo respeito ao conhecimento técnico do Zanin, mas a impressão que tenho é que ele se porta como um Aliosha entre os outros seus irmãos Karamazov . O se não muda nada na vida, mas se o Márcio Thomas Bastos tivesse vivo, o Lula tava agora era em seu aoartamento em São Bernardo dando as diretrizes finais de como seria o governo em 19, pois ele ganharia as eleições com os pés nas costas quando a gente compara os nanicos polítocos que estão no páreo. 

     

     

  4. Caraca !
    A situação do Lula
    Caraca !
    A situação do Lula já está difícil , ainda tem fogo amigo entre os seus defensores.

    O jovem Zanin vem fazendo um bom trabalho, já desmascarou Moro em várias situações.

    Pertence foi contratado como elo de ligação com o STF, mas logo no início Carmem Lúcia não quis recebê-lo. Dizem que são parentes.

    Acho que o Lula está certo, não tem que aceitar prisão domiciliar se é inocente.
    O desgaste do Moro está grande tem que politizar o máximo possivel essa ação.

    Só espero que tenha outro Desbargador com coragem para libertar o Lula de novo, para o Moro se enterrado de vez na sua parcialidade e ira canina contra o Lula.

    Esses advogados estão defendendo o maior líder político do mundo, eles tem que entender que a estrela do espetáculo é o Lula.

    Abaixem suas bolas, doutores.

  5. recursos auriculares

    Zanin e Valeska, ao que parece, não caíram nas armadilhas armadas pelo filho de Sepulveda. Não responderam publicamente, o que mostra  sua lealdade a Lula. Sepulveda pode escolher como será visto pela posteridade nesse episódio: suas possíveis divergências e senões, de toda ordem, com relação a Zanin e ao PT podem e deveriam ser deixadas de lado, nesse momento, em prol da batalha que estão travando. Ele aceitou entrar nessa briga, algo que não necessariamente deveria ter feito. Mas, dado esse fato, tem a obrigação de se lembrar da sina de mineiro, como ele é de Sabará, que dá um boi para não entrar em uma briga e uma boiada para não sair dela. Seus recursos auriculares no STF podem ser fundamentais nesse momento.  Por fim, deve-se lembrar que Sepulveda não traz boas lembranças ao dono desse blog, como também ao dono do blog Conversa afiada.

  6. Esta jornalista só podia ser

    Esta jornalista só podia ser mesmo empregada da globo.

    Gostartia que ela dissesse para nós quando foi que o Lula teve QUALQUER decisão favorável a ele em qualquer instância com realção a lava jato? Quando foi?

    Estes paus de merda do judiciário acharam que o Lula era um rato como eles e vão acabar se ferrando.

    Eles não poderão voltar atrás da merda que fizeram ao inventar esta farsa toda de triplex, sitio ou que merda for. Não tem prova de absolutamente nada porque eles inventaram toda esta fábula.

    O Lula será transformato em mártir, mito, deus ou o que quer que seja e estes FILHOS DA PUTA do mpf, pf, pgr, vara do moro, trf4, stj e stf – como disse o Ciro – vão acabar na lama da história.

    LIXO DA HISTÓRIA é o destino destes miseráveis.

     

  7. Não se deve ter medo de ficar

    Não se deve ter medo de ficar em degastes com uma parte do judiciário. O poder judiciário é o guardião das leis e da constituição logo, tem que fazer jus a sua grandeza e evitar certos abusos por partes de alguns que agem por interesses estranhos no caso do presidente Lula. Todos sabem que o Lula é inocente, cabe ao poder judiciário evitar que forças midiáticas do mal pressionem por ódio uma instituição tão séria em troca de vaidades nefastas midiáticas. Não é bom ser lembrado pela história como agentes que seguiram na contramão da justiça e sim como aqueles que são sal da terra e luz do mundo!

  8. Admiro Lula, mas acho que ele. . .

    Admiro Lula, mas acho que ele está errado em não aceitar uma possível prisão domiciliar e só aceitar o reconhecimento de sua inocência, ele pode continuar lutando por isso em sua própria casa, onde ele além de ter maior conforto e convívio com seus familiares seria mais útil ao PT e à esquerda brasileira, mesmo que tenha sua candidatura a presidente cassada.

     

     

     

  9. #

    Lula vai ter de conciliar as duas bancas. Afinal, se a segunda banca aceitou dividir a defesa com a primeira, então não pode haver esse solavanco no meio do caminho.

    Há que se pensar nos prejuízos ao paciente. Sejam profissionais, senhores advogados.

     

  10. como vejo

     Acho o Zanin burocratico, não gosto do tipo de sua defesa, não entendo muito mas tinha que ser mais agressivo, o processo do triplex é ridiculo e não conseguiu livrar Lula da prisao, apesar de tendencioso o processo.

  11. acerto

    Acho que a atuação do Zanin no caso do sítio mostrou ontem um bom reultado. Ele lutou muito como Moro para conseguir a perícia nos sistemas de controle de caixa 2 da Odebrecht. O laudo contábil entregue a Moro nesta semana é devastador, não só das acusações irresponsáveis do MP, mas de todo o show do powerpoint também. Deixou muito claro como a força tarefa trabalhou os delatores para pinçarem partidas isoladas da contabilidade. O perito mostrou que pegaram lançamentos de entrada de dinheiro usando-os como prova de saída em favor de Lula. O MP disse que era impossível rastrear a origem dos reucursos, mas o perito provou que não só é possível rastrear como o fez e provou que nenhum dos recursos pinçados teve qualquer ligação com contratos da Petrobrás. Provou que o diheiro foi usado por Emilio Odebrecht, aquele sócio do ruralista FHC.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome