A festa íntima de Berlusconi

Do Estadão

Festa privê animou visita de Berlusconi ao Brasil

Apesar de agenda oficial apertada, primeiro-ministro italiano achou tempo para participar de jantar íntimo com seis garotas, que foram à suíte presidencial de um hotel de luxo de São Paulo

Débora Bergamasco – O Estado de S.Paulo

Pendurada. Alexandra, de 28 anos, recebeu R$ 2 mil por apresentação para grupo de Berlusconi: plano de programa de TV

Espartilho vermelho e liga de coxa (aquele elástico de renda) cobriram o corpo da dançarina Alexandra Valença, contratada por R$ 2 mil para apresentar a “dança do poste” para Silvio Berlusconi, na última segunda-feira, em São Paulo. O premiê italiano passou dois dias no Brasil em reuniões com empresários e com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mesmo assim, encontrou tempo na apertada agenda para conhecer seis garotas brasileiras em festa privê, na suíte presidencial do Hotel Tivoli São Paulo Mofarrej.A princípio, o motivo da reunião não havia ficado muito claro para algumas convidadas. “Na verdade eu nem sabia porque eu estava indo (à festa). Só sabia que tinha sido contratada para uma apresentação de dança na segunda-feira”, afirmou a dançarina de 28 anos e expert em “pole dance” há 7.

Descontração. “No jantar, eles apresentaram por alto o projeto de um programa de canal de televisão que eles têm na Itália. E disseram que queriam levar brasileiras para lá. Pelo que ouvi, vai estrear em 10 ou 15 dias.” Sobre suas impressões de Berlusconi, Alexandra se ateve a dizer: “Ah, ele é uma simpatia, né? Fora do comum.” Para aprovar previamente as mulheres que seriam apresentadas ao líder conservador, um homem, que se identificou em bom português como “empresário italiano”, Valter, reuniu-se com a meia dúzia de jovens para jantar na mesma suíte do hotel, mas no domingo, um dia antes da festa. Lá, explicou às presentes sobre a tal atração televisiva.

E ressaltou também as possibilidades de trabalho futuro na Itália “em publicidade, por exemplo”.

Depois de receber o aval de Valter, o grupo se reencontrou no dia seguinte, agora com a presença do chefe de Estado italiano, que estava bastante descontraído. Por volta das 22 horas, a mesa de frios com queijos, pastrame e presunto de Parma começava a ser depenada pelos pouquíssimos convidados. Espumante, vinhos branco e tinto circulavam pelo quarto, enquanto a dançarina se apresentava ao som da música Não Enche, de Caetano Veloso, pendurada no mastro. Depois de 12 minutos de dança ? que também incluiu um tango e uma troca de figurino ?, todos se sentaram ao redor de uma longa mesa para saborear o jantar.

Alexandra foi embora e a festa continuou madrugada adentro.

Agenda. Berlusconi chegou a São Paulo segunda-feira e reuniu-se no Edifício Itália com representantes de cerca de 100 companhias italianas que atuam no País. Na terça-feira, ele participou do fórum “Brasil-Itália: novas parcerias estratégicas”, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), com a presença do presidente Lula.

Pesam sobre o líder italiano acusações de promover e de frequentar festas com garotas de programa. Depois de vários escândalos, sua então mulher, Veronica, pediu o divórcio no ano passado. Hoje, ela recebe pensão de 300 mil mensais.

Além de líder político, ele também é dono do Milan, time de futebol onde joga Ronaldinho Gaúcho. E ocupa a 74ª posição na lista dos mais ricos do mundo divulgada pela revista Forbes. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora