Tem artista que é cego…

Segundo a edição de 22 de fevereiro do The New York Times Beyoncé Knowles recebeu um milhão de dólares para cantar cinco músicas aos Kadafi. Outros cantores e cantoras como Usher, Mariah Carey, Nelly Furtado, Lionel Richie e 50 Cent amealharam fortunas para divertir o ditador Kadafi e sua nobilíssima família. Eu pessoalmente não pagaria um centavo sequer aos sortudos artistas. Entretanto, não é o caso de aqui discutirmos gosto e muito menos filosofarmos sobre estética musical.

Será que ainda há outros representantes da arte das Musas que também entreteram, em troca de “alguns poucos tostões”, os chefes da teocracia libanesa?! Se há, devem estar torcendo e rezando muito para a mídia jogar o assunto no infinito abismo do esquecimento.

Dos que já doaram seus cachês, teriam cometido tal nobre ato se tudo continuasse encoberto?! Ou, ainda melhor, não sabiam que se tratava de uma família de ditadores sanguinários e corruptos?! Melhor seria se, mesmo descobertos, tivessem permanecidos em silêncio. Quanto mais mexe, mais fede.

Lamentável.

Muamar Kadafi é o único marxista do mundo com 70 bilhões de dólares. Dinheiro para a revolução não faltará!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome