IPEC: Lula soma 49% das intenções de voto e derrotaria Bolsonaro logo no primeiro turno

O levantamento do Ipec também avaliou outros possíveis candidatos, aqueles apontados como uma terceira via, mas o percentual é baixo comparado ao do petista

Foto: Fernando Frazão/ABr

Jornal GGN – A pesquisa do Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria), divulgada nesta sexta-feira, 25, mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) derrotaria Jair Bolsonaro (sem partido), com uma margem de 26 pontos percentuais e em primeiro turno, caso as eleições presidenciais fossem hoje. No cenário, Lula tem 49% dos votos totais, enquanto Bolsonaro soma 23%. 

O levantamento do Ipec também avaliou outros possíveis candidatos, aqueles apontados como uma terceira via, mas o percentual é baixo comparado ao do petista. Ciro Gomes (PDT), por exemplo, teria 7% dos votos totais; já João Doria (PSDB), 5%; e o ex- ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), apenas 3%.

A pesquisa ainda valiou a satisfação dos eleitores com a gestão de Bolsonaro. Para 49% dos entrevistados o governo atual é ruim/péssimo – na última pesquisa feita em fevereiro esse percentual foi de 39%. A rejeição do mandatário também subiu seis pontos percentuais, em comparação ao levantamento anterior, já que 62% responderam que não votariam no atual chefe do Executivo de jeito nenhum – ante 56% das opiniões passadas.

Já o ex-presidente Lula ganharia o voto, com certeza, de 61% dos entrevistados – em fevereiro o índice era de 50%. Já a rejeição caiu de 44% para 36%.

A pesquisa foi feita presencialmente, com 2.002 eleitores, em 141 cidades, entre 17 e 21 de junho.

Com informações do Estadão.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Evidentemente o presidente Lula já está mais do que escaldado com as jogadas da mídia golpista e seus acessórios e,por isso,continuará a fazer o que sempre fez: Agregar pessoas ao projeto político de desenvolvimento do país com crescimento e distribuição de renda.
    Pesquisas,da forma como vem sendo apresentadas,parecem mais uma vontade desses golpistas contumazes de tentar a qualquer custo viabilizar um outro fantochizinho para tentar derrubar a soberania popular.
    Não nos enganemos,essa gente vai fazer de tudo e um pouco mais para impedir que um projeto popular alcance a presidência da república. Eles não deram o golpe para ficar na arquibancada.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome