João Dória e o manual do perfeito gestor idiota latino-americano, por Luís Nassif

Peça 1 – manual do perfeito idiota latino-americano

Anos atrás ficou famoso o livro “Manual do Perfeito Idiota Latino-Americano”, de Plinio Apuleyo Mendoza, acerca dos vícios do continente. Valeria uma versão sobre uma das variáveis, o “Perfeito Gestor Idiota Latino-Americano”.

Dos anos 90 para cá houve enormes avanços nos modelos de gestão no Brasil, graças ao trabalho dos consultores de qualidade, de gestão, de planejamento estratégico.

Mas persistem vícios do velho modelo fechado, como ectoplasmas pairando no atraso do continente.

Os princípios do “Manual do Perfeito Gestor Idiota Latino-Americano” seriam os seguintes:

1.    O idiota bala de prata.

Um caso clássico dos anos 80 foi a Sharp. Assumiu um novo presidente. Seu único foco era colocar a empresa no azul. Em três meses alcançou seus objetivos. E matou a empresa. Para equilibrar as contas desmontou o departamento de desenvolvimento de novos produtos, o comercial, o de marketing.

2.    O idiota monofásico.

Uma organização é um organismo vivo, com áreas que se interligam, ações que precisam ser integradas. Mas o gestor monofásico só consegue enxergar uma dimensão da estrutura.

3.    O idiota fim da história.

Tudo o que veio antes estava errado. Logo, não precisa entender a lógica da política anterior, as razões de sua implementação, nem analisar os casos de fracasso, para não repetir experiências. É o especialista em repetir os mesmos erros passados.

4.    O idiota do eu-sozinho.

Todos os grandes gestores – dos grandes conquistadores do passado aos CEOs do presente – se destacam por ideias claras sobre onde chegar e capacidade de informar e convencer sua tropa sobre a estratégia adotada. O gestor eu-sozinho é o que coloca uma ideia na cabeça e a tropa que trate de adivinhar qual é ela.

5.    O idiota que não erra.

É o sujeito que acredita que a persistência no erro é o melhor caminho para se atingir o acerto. Para sustentar a ignorância, a contrapartida é uma enorme dose de arrogância.

No caso Cracolândia, João Dória Jr conseguiu se enquadrar nos cinco pontos do Manual do Perfeito Gestor Idiota Latino-Americano.

Movimento 1 – o foco estético

A intenção única do prefeito foi o efeito estético nas ruas, esvaziar o local, derrubar pequenos prédios que serviam de abrigo para dependentes químicos para abrir espaço para a indústria imobiliária entrar e tornar a Cracolândia seu cartão de visitas.

 

Mesmo assim, o esvaziamento da área seria o desfecho de uma operação. Antes disso, seria necessário planejar de que maneira remanejar as pessoas, providenciar tratamento, abrigo.

Movimento 2 – o planejamento ignorado

O tema vinha sendo tratado pelas Secretarias de Direitos Humanos, Saúde e Assistência Social do município (https://goo.gl/5EdzO9). Era chamado internamente de projeto Singularidades.

A ideia era casar projeto terapêutico personalizado com abrigo. O passo inicial seria deixar equipes 24 horas de plantão para autocuidados na Cracolândia e recuperar a tenda da Helvétia – um espaço de aproximação abandonado pela gestão Dória, que serviria para tomar banho, lavar a própria roupa, descansar. Depois dos primeiros cuidados assistenciais, a Saúde entraria para definir um tratamento para cada doente.

Decidiu-se, também, que ninguém sairia de onde estava, se não tivesse outro lugar para ir.

Como explicou a Secretaria de  de Assistência Social, Soninha Francine:

 “São pessoas que já estavam convivendo bem e crescendo juntas, vamos dizer. Pessoas que davam força umas às outras, que já estavam harmonizadas. A gente tinha o propósito de encontrar imóveis que pudessem servir como repúblicas mistas. A gente teria que fazer uns ajustes porque de acordo com a norma nacional as repúblicas não podem ser mistas. A gente estava negociando tudo isso, até para mexer na norma para que as repúblicas recebessem pessoas do mesmo sexo e mantivessem os diversos arranjos familiares. Então, você poderia acolher um casal com filho pequeno em um quarto, três ou quatro pessoas amigas em outro.

Enfim, era um projeto bem elaborado no sentido de contemplar a imensa diversidade de perfis que encontramos na Cracolândia. As pessoas têm muito em comum, mas cada uma delas tem a sua singularidade e precisamos respeitar essas singularidades.

Por isso que eu falei que tinha uma fase pré-Redenção, que era a presença constante no território enquanto se providenciava as outras estruturas de acolhimento”.

No entanto, o Perfeito Gestor Idiota Latino-Americano tinha pressa. A Secretaria de Assistência Social foi demitida e humilhada publicamente, sob a alegação de que não conseguia acompanhar o ritmo da prefeitura, uma demonstração inédita de arrogância.

https://www.youtube.com/watch?v=h20Mi_xuAaI

Movimento 3 – os erros repetidos

Em 2013, Geraldo Alckmin invadiu a Cracolândia. Levou Polícia Militar, Gaeco e o escambau, expulsando os doentes da Cracolândia. Imediatamente eles se espalharam por toda a região, criando várias mini-Cracolândias.

Até o ratinho de Pavlov aprende com experiências erradas. O desastre da operação Cracolândia de 2013 foi tema de todos os jornais. Qualquer gestor minimamente competente se debruçaria sobre os erros anteriores para não os repetir. No máximo, cometeria novos erros. E grande gestor Dória não sabia disso, e decidiu novamente colocar o focinho na tomada.

No dia 21 de maio foi deflagrada nova operação na Cracolândia (https://goo.gl/A0eQwN). Mais de 900 agentes da Policia Civil, Militar, Guarda Municipal iniciaram a ação. 38 pessoas foram presas e Doria declarou com a convicção dos desinformados que “ a Cracolândia acabou”. Sem que os usuários tivessem sido cadastrados, anunciou a destruição dos hotéis da região que abrigavam usuários de droga. Foram cumpridos 70 mandados de busca e apreensão. Tratores destruíram barracos e policiais expulsavam usuários que tentavam se esconder em sacos de lixo.

A ação foi tão amadora, que nem o próprio Secretário de Governo, Júlio Semeghini, sabia da operação (https://goo.gl/tEH5id). O Secretário de Saúde também não. O único Secretário informado foi o da Segurança Urbana, José Roberto.

Imediatamente, defensores e promotores públicos correram à prefeitura, reclamando que havia sido desrespeitado o acordo, para que não houvesse dia D nem ação policial na região.

A reação do prefeito foi informar que considerava a ação policial importante, porque abriu o caminho para que a prefeitura pudesse, finalmente, implantar o Projeto Redenção.

O argumento era tão despropositado que no dia seguinte a Secretária de Direitos Humanos, Patrícia Bezerra, pediu demissão, indignada com a truculência.

Só no dia 25 de maio Doria se preocupou em informar a equipe sobre o que estava ocorrendo (https://goo.gl/Idx7dV).

Movimento 4 – a internação compulsória

Com os usuários de crack espalhando-se pelos arredores da Cracolândia, e as manifestações de indignação espocando pela mídia, Dória resolveu dobrar a aposta e solicitar autorização judicial para a retirada à força dos dependentes químicos.

No dia 23 de maio Dória pediu autorização da Justiça para internação compulsória de drogados (https://goo.gl/cmqpiL). Houve reação instantânea de autoridades ligadas a direitos difusos.

“É o pedido mais esdrúxulo que eu já vi em toda a minha carreira. Promove uma caçada humana”, disse o promotor Arthur Pinto Filho. Se a solicitação fosse aceita, a equipe médica da prefeitura teria carta branca para decidir as internações, sem necessidade de autorização judicial para cada caso. O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) ameaçou processar médico que realizasse a internação compulsória.

No dia 24 de maio, a 3a Vara da Fazenda Pública proibiu a prefeitura de promover novas remoções sem prévio cadastramento das pessoas para atendimento de saúde e habitação. E ainda reconheceu o direito dos moradores poderem retirar pertences e animais de estimação dos imóveis (https://goo.gl/XDrwkj).

Nem isso demoveu Dória. Para convencer o juiz a autorizar a remoção compulsória, o pedido mencionou três especialistas supostamente favoráveis à internação. Nenhum deles foi consultado. O Perfeito Gestor Idiota retirou frases de entrevistas antigas. Dois deles imediatamente reagiram à manipulação:

“Eu não defendo internação compulsória como política pública, isso é um absurdo completo. Eu nunca disse que acho que se resolve a Cracolândia com internação compulsória”, disse Dráuzio Varella à reportagem da Folha (https://goo.gl/1FuxNX).

A mesma reação foi do médico Arthur Guerra, coordenador do Programa do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria do Hospital da Clínica. Retiraram uma frase sua de reportagem de 2013. Guerra não se lembrava da entrevista e estranhou o fato de não ter sido procurado pessoalmente. “Isto não é padrão de prefeito”, desabafou. “Eu não entendo por que prefeitura ou governo tem que pedir autorização se esse é um procedimento médico”.

No dia 26 de maio, o juiz Emílio Migliano Neto, autorizou a apreensão do dependente químicos, mas apenas para avaliação médica (https://goo.gl/q9gozz). A internação continuaria dependendo de ordem judicial para cada caso.

Para convencer o juiz, a prefeitura colocou fotos de hospitais, números de leitos, fotos de camas, das unidades do Caps, para mostrar que tudo estava sob controle.

O pedido era esdrúxulo, de “busca e apreensão” de dependente químico.

“Não existe previsão legal para busca e apreensão de dependentes químicos”, afirmou o defensor público estadual Rafael Lessa. “Foi inventado nessa petição. A lei prevê o tratamento ambulatorial e a possibilidade de internação em caso de surtos, em momentos de crise. É uma internação rápida, sempre depois da avaliação do médico.”

Como lembrou Sérgio Salomão Shecaira, professor de direito penal da USP, “apreensão é de coisas, não de pessoas”.

Dois dias depois, no dia 28 de maio o desembargador Reinaldo Miluzzi, do Tribunal de Justiça de São Paulo, derrubou a decisão de primeira instância (https://goo.gl/SrDrWt).

Imediatamente, Doria anunciou que apelaria para o Supremo Tribunal Federal. Só o despreparo para explicar essa insistência. Qualquer bom advogado ensinaria a Doria da quase impossibilidade de um pleito dessa ordem ser acatado pelo STF. Apenas realçaria mais ainda os absurdos que ocorriam na sua administração.

Para amenizar a asneira, Doria recorreu a outro fogo de artifício de seu repertório: criar uma “comissão de notáveis”, para analisar o caso. Mais cabeçada.

No dia 30 de maio o Secretário de Saúde do estado, David Uip, conversou com Drauzio, trocando ideias sobre o problema das drogas. Imediatamente, Doria anunciou seu nome como integrante do tal Conselho de Notáveis. Teve que recuar novamente. E o diagnóstico de Dráuzio sobre a operação foi pesado:

“Estou vendo ações atabalhoadas. O que aconteceu ali na Cracolândia foram medidas que pareciam não obedecer a nenhum planejamento detalhado, sem organização necessária, feita às pressas” (https://goo.gl/AqEosR).

Movimento 5 – a ignorância científica

Há toda uma discussão técnica sobre as formas de tratar os viciados – especialmente os viciados em crack. Doria se valeu do senso comum mais primário. Colocou na cabeça que viciado não tem vontade própria e precisa ser conduzido coercitivamente.

Décadas de estudos da psicologia, sobre as formas de tratamento do vício, foram ignorados para que prevalecesse a opinião leiga do prefeito.

Em apenas uma operação, Doria conseguiu reeditar todos os princípios que marcaram o Perfeito Gestor Idiota Latino-Americano: improviso, acientificismo, arrogância, teimosia, falta de planejamento. E vergando um blusão preto de jovem motociclista sexagenário.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

87 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Raposo Tavares

- 2017-06-08 10:51:52

Nova Cracolândia no Parque Raposo

Como a internação compulsória não deu certo, agora o plano C do Prefeito é "construir" CTA's nos lugares mais distantes possíveis do centro da cidade e "acolher" esses "moradores em situação de rua" em regiões que não tem esse problema e pior não tem estrutura para lidar com as medidas de recuperação e tratamento adequados.
Falo do Parque Raposo Tavares, mais exatamente de uma área da Prefeitura Regional do Butantã sito a Rua Telmo Coelho Filho nº 210 - KM 14 da Rodovia Raposo Tavares bem ao lado do Raposo Shopping e Leroy Merlin além de inúmeros moradores da região que moram nessa área. O Plano é "desativar" uma unidade de manutenção de obras e limpeza para trazer os usuários de crack da Cracolândia para este local, mas a justificativa é pífia já que não houve nenhum estudo para verificar a real necessidade de um Centro Temporário de Acolhimento em um local de difícil acesso uma vez que o principal acesso se dá pela Rodovia Raposo Tavares já que o Parque Raposo tem horário de funcionamento e tem suas entradas fechadas, por se tratar de antigo aterro sanitário (lixão) a área é contaminada e provavelmente não é apropriada para abrigar as pessoas sem as devidas medidas de adequação de emissão de gases, diz o Prefeito Regional do Butantã o Sr. Paulo Vitor Sapienza que é para acolher os carroceiros, porém há o problema de acesso pela Rod. Raposo Tavares e também que o futuro CTA (que diga se de passagem já está em obras sendo reformado por uma empresa que não realizou licitação ou teve o contrato publicado devidamente no Diário Oficial) fica em uma subida em ingrime o que dificulta e muito a vida desses pobres carrroceiros, enfim há muitas falhas no plano de "esconder" a Cracolândia na região da Raposo Tavares e até pode ser que o Sr. Doria pense em exportar esses "viciados" para as cidades vizinhas como Osasco, Taboão da Serra e Cotia.

Rodrigo T

- 2017-06-04 02:37:52

Tá mais para a proposição a.
Tá mais para a proposição a. A população que só tem acesso a informação vindo das grandes emissoras de televisão ficaram com o mantra que tudo dê ruim do país e da cidade são culpa do PT, então votaram num candidato tão caricato como esse. Outra coisa a levar em consideração é que ele parece um grande gestor por ter empresas e programa de televisão e coisas assim, logo ele pareceu uma solução para tirar o PT e ainda com bons predicados de gestão.

Rodrigo T

- 2017-06-04 02:37:49

Tá mais para a proposição a.
Tá mais para a proposição a. A população que só tem acesso a informação vindo das grandes emissoras de televisão ficaram com o mantra que tudo dê ruim do país e da cidade são culpa do PT, então votaram num candidato tão caricato como esse. Outra coisa a levar em consideração é que ele parece um grande gestor por ter empresas e programa de televisão e coisas assim, logo ele pareceu uma solução para tirar o PT e ainda com bons predicados de gestão.

João Urbano dos Santos Botelho

- 2017-06-03 20:07:55

Sinto um forte impulso para

Sinto um forte impulso para dar crédito à 2a. opção.

Luciano Prado

- 2017-06-03 16:42:10

A idiotice am alta
Com todo respeito aos paulistas... Mas por que essa porra prolifera tanto em São Paulo? Pior, ainda "faz sucesso" e é motivo de paixões.

Maraju G

- 2017-06-03 16:26:52

Bem avaliado?

Bem, ser bem avaliado por paulistano não é mérito algum. Ele é a cara do paulistano, me perdoem as exceções; botocado, sueterzinho em volta do pescoço, cara de besta, riquinho sem ocupação, e por aí vai. Portanto, sua conversa mole não tem mérito algum, cada um tem o prefeito que merece... Pena que há tempos o governo federal enche as burras de SP com verbas e verbas, sem elas como ter apoio dos golpistas que não pensam por si? Bem, fico por aqui, este povo me irrita e quero ter um bom sábado sem interferências funestas e idiotas.

Silvia Hernandes

- 2017-06-03 09:42:04

Cracolândia
Existem indícios de q o prefeito está preparando uma área perto do parque Raposo, no Butantã, um galpão enorme para transferir a Cracolândia para lá. Sem noção de q ele está diante de pessoas, com vontades e direitos.

mark

- 2017-06-03 09:12:44

As únicas explicações

As únicas explicações possíveis para a eleição desta criatura insignificante e ridícula são: a) a ocorrência de uma pane mental na maioria dos paulistanos; b) a manipulação das urnas eletrônicas.

Mariano S Silva

- 2017-06-03 02:32:00

Como? Não entendi! Jestor 

Como? Não entendi! Jestor  com Jegue maiúsculo?

Ralfo Penteado

- 2017-06-02 21:41:13

O andar do prefeito Doria.
Lembra um(s) bufone(i) da Itália. Tem um que de Collor. Enfiou o trator onde deveria haver Saúde Pública, destruída pelo Ali Kimin (a segurança pública também). Dos fedores sesquipedais de sampa, não os fareja. Disputa uma cidade de péssima mobilidade e contaminada, com o governador do estado. Quer ir atrás de dólar em New York para os cidadãos pagarem pelo não duradouro verniz. Vai começar por onde ? Por arregaçar as mangas, e onde o bicho pega ? Ou aos holofotes e malhar o cachorro morto do PT ?

revenger

- 2017-06-02 20:45:44

kkkkkkkkkk Alckmin deu um

kkkkkkkkkk Alckmin deu um Ippon no playboyzinho. Apoiou discretamente, até incentivou. Já sabia da cagada que explodiria na cara de Dolly. Chuchú vingativo. 

Stan Neto

- 2017-06-02 20:31:07

Existe uma ilusão de que é

Existe uma ilusão de que é possível adminstrar uma cidade (mesmo a maior do hemisfério sul) como se administra um condomínio de casas. Onde a boa adminstração se reflete nas ruas limpas, no mato cortado e em guias pintadas, e tudo funciona perfeitamente porque todos são conscientes das regras e cientes das consequencias em infringí-las.

Assim, aquelas pessoas que "não pertencem" ao condomínio devem permanecer fora de seus limites e que é legítimo que sejam retiradas caso não tenham sido "convidadas".

Esquecem entretanto, que uma cidade não é uma propriedade privada. Em uma república federativa, em tese, todos os locais públicos pertencem a todos os brasileiros igualmente. Qualquer política que busque o bem comum, e a beleza da cidade é um bem comum, precisa de soluções que sejam inclusivas.

Achar que a cidade está feia e degradada porque está cheia de drogados, pichadores e moradores de rua é um pensamento simplório simplório demais.

Fernando J.

- 2017-06-02 19:56:15

São fakes, Roberto, são da tropa de choque do Dória

João Dória não levanta da cama sem pesquisa de opinião ou sem ouvir os seus marketeiros de estimação.Além disso, tem uma ruma de pessoas trabalhando para ele varrendo a internet em busca de críticas. A função deles é rebater essas críticas de forma sutil subliminar, dando a impressão de que são leitores críticos apenas, manifestando o contraponto de forma a suscitar dúvidas na cabeça dos leitores. É o presente caso do manubarreira 14:36 e o colega que muito oportunamente surge apenas 5' depois (DudaS 14:41) para reforçar o argumento de defesa, que inclui até chamar Dória de anta, mas bondosamente pedir uma chance a ele. Estratégia de defesa. Esse pessoal é manjado, em 24.04 identifiquei aqui, agora mudaram a tática, aparentemente se cadastram para tirar onda de antigos aqui, mas basta clicar em cima e verificar que não tem um único comentário no histórico. São fakes. São do exército do prefeito que atua na internet. 

Uma pequena amostra da tropa de choque de Dória na internet24/04/2017 - 18:54

Se houver eleição em 2018, será contra isso que a esquerda/oposições vão lutar, uma tropa de choque, bancada com muito dinheiro, varrendo a internet e detectando críticas a quem lhes paga. Apenas uma hora após a publicação, surge o primeiro, não cadastrado, nome fictício, dando uma de isentão, "...não quero defender o Dória ou o Charles, mas criticar sua escrita,Fred". Que intimidade, não, Fred? Veja bem, Fred, vc exagerou, "Uma coisa é você dar sua opinião e visão, outra é criar situações, gostos e preferências alheias que sequer existem." Existem sim, seu troll panaca, está aqui: 

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2017/04/1877410-a-frente-da-mario-de-andrade-editor-charles-cosac-fala-em-novo-inferno.shtml

Menos de uma hora depois (16p4), alguém da equipe regiamente paga pelo prefeito, vem em socorro do colega. E outro às 17p9. 

Aviso aos babacas: o mais bobinho aqui conserta relógio no fundo do mar com luva de boxe.

 

Junior 5 Estrelas

- 2017-06-02 19:54:56

Companheiro Ugo,alguns como o

Companheiro Ugo,alguns como o acima assinado,acham que o Presidente Donald John Trump é um doido manso.Outros como você não o consideram tão manso assim.

Roberto Monteiro

- 2017-06-02 19:20:21

Na tua visão, qual é o problema?

A cracolândia, como local onde um monte de gente emporcalha e difama a imagem da cidade?

Ou, o problema são pessoas vivendo como subhumanos, em um mortal degradação física e moral?

Para ti, são viciados, ladrões, bichas, etc que devem morrer?

Ou são pessoas, seres humanos que precisam de carinho e uma chance de se rehabilitar?

Eu desconfio que tu queiras apneas limpar a área e deixar tudo limpinho e cheiroso. Por isso tu apoias o prefake.

vitor mendes

- 2017-06-02 18:53:22

Dória o melhor é deixar esses

Dória o melhor é deixar esses viciados morrerrem  de overdose e o tráfico de drogas correr solto, daí a elite de intelectuais desse páis reconhecerá que vc fez um bom trabalho

Jus Ad Rem

- 2017-06-02 18:38:17

.

DudaS

- 2017-06-02 18:00:28

Bom, se está "achando" isso é

Bom, se está "achando" isso é porque não tem noção de leitura e entendimento de comentários.

A grande questão é que Doria está sendo bem avaliado pela população.

O resto é conversa mole.

 

Álvaro Noites

- 2017-06-02 17:44:51

Considerando o perfil do

Considerando o perfil do paulistano, claro que ele se elegeria.

DudaS

- 2017-06-02 17:41:13

Esse é o grande problema da

Esse é o grande problema da esquerda.

Haddad teve sua chance e fez o que ? O problema sequer melhorou ?

Doriana é uma anta completa, mas pelo menos está agindo. E isso o povo percebe. Tenho dúvida, se essas ações foram ruins para ele, do ponto de vista mercadológico.

 

 

DudaS

- 2017-06-02 17:36:45

Caro João Alexandre, A

Caro João Alexandre,

A questão que coloco é que  a esquerda está preocupada com nóias de cracolandias enquanto o País passa pelo maior desemprego dos últimos tempos, muito também por culpa da esquerda, do Governo Dilma.

Sem falar na lava jato já está a destruir o País faz tempo.

O que pergunto é, além de criticar o imbecil do Doria, qual a estratégia da esquerda com relação a estes fatos ?

E qual a estratégia eleitoral ? Bota o Lula e boa ? E ele vai se eleger com qual dinheiro ? Quem vai topar a parada de financiar o Lula e depois correr o risco de ser preso ? Quais providenicas os deputados do PT estão tomando com relação a isso ?

Qual a interlocução do PT em setores do MP, do judiciário, da mídia e das forças armadas ? Qual a estratégia ?

Será que o PT e as esquerdas ainda não perceberam que não adianta vencer eleições se não tiveram o controle mínimo do Estado ?

 

 

manubarreira

- 2017-06-02 17:36:31

Ação Cracolandia

Tive a infelicidade de visitar este local 5 dias antes da ação ...

Maior absurdo social que vi em toda minha vida ...

No meu conceito...vale mais você ter estudado e ter tomado uma ação frustrada ...do que a omisão...

A historia dis que os homens que se omitem , se escondem da verdade e ficam esperando os fortes ensinar o caminho...

Valeu ..agora é pegar o aprendizado e agir novamente ...colher mais um aprendizado e agir...

Quantos anos a Holanda atacou as drogas ...estão colhendo os frutos agora ...

Nos vamos errar muito até acertar ...mas temos que agir ...

Na administração do PT tivemos nossa oportunidade ...vamos deijar o Doria ter a dele ...

Minha ideia é levar todos eles para um centro esportivo, com abrigo, dar alimentação, higiene , assistencia social , chamar as familias, tudo junto...dar ocupação...estudo...

e se possivel AMOR...que talvez tenha sido a causa disso

Gustavo Moura

- 2017-06-02 17:19:14

Curioso...   Estava lendo os

Curioso...

 

Estava lendo os comentários deste post e identifiquei similaridades nos textos do que se denominam "DudaS", "gueras" e "gy francisco". Todos escrevendo o mesmo, utilizando até palavras semelhantes: que sabem que Dória é tudo isto que Nassif colocou, mas mesmo assim será eleito em 2019.

Estou achando que são robozinhos a serviço do Dória aqui neste arena de debates... 

Jorge Luis

- 2017-06-02 16:45:32

Dória é o "Jestor" com "J"

Dória é o "Jestor" com "J" maiúsculo.

Ivan de Union

- 2017-06-02 16:31:19

(predecessor)

(predecessor)

Junior 5 Estrelas

- 2017-06-02 16:26:31

Sabe Dona Vera,gosto muito da

Sabe Dona Vera,gosto muito da senhora,não só porque tem intimidade com a causa,também pela delicadeza com que se refere a memoria de Papai.Bem,como disse em comentario curto e grosso,em relação ao Prefeito Don João Doria I,o misericordioso,no perco meu tempo com figuras histrionicas.A senhora elencou uma serie de transtornos em pessoas com surto psicotico.Pergunto-lhe:Que outros transtornos a senhora acrescentaria a figura de Aecio Neves,visto que,Nassif ainda ´não atendeu ao meu pedido,quanto ao Raio X de corpo inteiro,sobre a figura do vagal.

MarFig

- 2017-06-02 16:05:48

Você, pobre de direita que

Você, pobre de direita que votou no Dória.

gueras

- 2017-06-02 15:47:09

Apesar de tudo ser verdade

será o próximo presidente do Brasil em 2019. Até porque ele é o retrato classico dos coxinhas ou o que os coxinhas querem ser e a tipica figura que pobre de direta adora adular.

Será presidente tranquilamente.

franciscopereira neto

- 2017-06-02 15:41:17

Especialistas?

Se pelo menos ouvisse esse ex usuário...

Vejam os detalhes que complicam a situação.

https://www.facebook.com/PastorAdelio/videos/1940574929293325/

Romanelli

- 2017-06-02 15:35:47

no link  ..o primeiro aluno

no link  ..o primeiro aluno pro Nassif

..mas q FDP

https://www.youtube.com/watch?v=MyCz2vBNlH0

 

carlos barbosar

- 2017-06-02 15:10:00

Pois é, o antigo sucessor do

Pois é, o antigo sucessor do Doria perdeu em todas as regiões de São Paulo. Quem é o idiota?

carlos barbosar

- 2017-06-02 15:09:59

Pois é, o antigo sucessor do

Pois é, o antigo sucessor do Doria perdeu em todas as regiões de São Paulo. Quem é o idiota?

Fernando J.

- 2017-06-02 14:51:29

Ao ler isso, sabe o que doeu lá no fundo da alma do Dória?

Não, não foi ser chamado de PERFEITO IDIOTA, nada disso, longe, muito longe, isso ele tira de letra, o que doeu mesmo, o atingiu lá nas profundas, o deixou em depressiva prostração precisando de uma dose cavalar de Prozac foi ser chamado de SEXAGENÁRIO. 

carlos barbosa

- 2017-06-02 14:50:05

Ele foi eleito

Oras, seu antecessor não se reelege nem como síndico do bloco... foi um verdadeiro desastre. O Doria ganharia de novo tranquilamente...

Ivan de Union

- 2017-06-02 14:44:36

(em tamanho.  Sao Paulo nao

(em tamanho.  Sao Paulo nao eh Santa Rossa da Serra!)

jossimar

- 2017-06-02 14:44:19

Acredito que ninguém precisa

Acredito que ninguém precisa ter medo deste dória eleitoralmente. este é um sujeito dos mais incompetentes que já apareceram por aqui. só consegue sucesso por causa de parcerias estranhas com amigos no poder/governo e da boa fé dos incautos. 

se os "gestores" fossem todos deste nível a previsão da dilma se concretizaria e não restaria pedra sobre pedra.

Também já escrevi que os próprios paulistas iriam querer matá-lo em dois anos. começo a acreditar que vai demorar menos.

gy francisco

- 2017-06-02 14:38:28

Só tenho uma coisa a declarar:

Só tenho uma coisa a declarar: 

Imaginem quando este cara for nosso PRESIDENTE EM 2019...

Por sinal, Muitos Kardecistas brasileiros creem, inclusive Divaldo Franco, que Chico Xavier fez uma espécie de Profecia secreta, alegando que nosso mundo pode passar por um verdadeiro apocalipse em 2019. Não consigo imaginar apocalipse pior para o Brasil do que  João Trabalhador presidente com apoio total da Globo, ela disparada como força hegemônica única de nossa mídia, isso sem falar em  como estaremos lá fora daqui a mais dois anos de Trump presidente e com o nível de tensão que ele vai construir  com a Rússia e a China, o Estado Islâmico, a Coréia do Norte... um futuro promissor nos aguarda logo ali na esquina...

Orlando Soares Varêda

- 2017-06-02 14:33:12

A BARBIE DA TERCEIRA IDADE,

A BARBIE DA TERCEIRA IDADE, RENOVA APLICAÇÃO DE BOTOX.

Mas...esperar o quê, de um ridículo idiota como esse Barbie da terceira idade?

Orlando

João Alexandre

- 2017-06-02 14:11:19

Não entendi

Não entendi aonde está o desdém ou indiferença do Nassif ou da "esquerda" em relação ao Dória, se vc mesmo admitiu que tudo o que foi dito no artigo é verdade, e verdades são para serem ditas.

Ataíde Coutinho

- 2017-06-02 14:07:59

fala serio !

http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,prefeitura-cria-secretaria-de-doacoes-e-novo-titular-vai-inaugurar-a-propria-obra,70001822645

beth

- 2017-06-02 13:57:41

Além do primarismo

"Doria se valeu do senso comum mais primário. Colocou na cabeça que viciado não tem vontade própria e precisa ser conduzido coercitivamente"... desculpe mas ele foi muito além do senso comum primário. Retroagimos ao século XVIII, à pré história da psiquiatria. Doria cometeu abusos que vão além da pura idiotia, num país com uma Justiça atuante e civilizada, ele seria candidato a um belo inquérito criminal.

 

Sua ação teve, porém, um efeito benéfico: deixou claro para os eventuais eleitores inteligentes do PSDB que a simples ideia de colocar esse idiota arrogante no Planalto não passa de delírio.

André Oliveira

- 2017-06-02 13:46:33

Busca e apreensão de seres
Busca e apreensão de seres humanos? Parece que voltamos a Alemanha da década de 30 do século passado. Quando é que o Hitler paulistano vai inaugurar seu primeiro campo de concentração? É as câmaras de gás ele já encomendou a algum empresário amigo membro da LIDE, que vai cobrar um precinho camarada? Afinal é preciso se livrar dos indesejáveis.

Haroldo Cantanhede

- 2017-06-02 13:41:10

São Paulo, sempre na vanguarda

São Paulo na vanguarda do retrocesso; são uns jênios. Sinto pelos que não votaram na escumalha que os (des)governa, enquanto estes "jestores" buscam privatizar o que possam e destruir qualquer resquício de estabilidade e sanidade que as pessoas ali pensam que têm. E tome grade, vidro fechado, câmeras e blindagens outras, nesse mundinho isolado, aquário de cretinos que estão criando.

Liuiz FS

- 2017-06-02 13:35:08

Prefake

Não é à toa que o apelido pegou! Fez jus, com louvor!

vera lucia venturini

- 2017-06-02 13:30:18

"E vergando um blusão preto

"E vergando um blusão preto de jovem motociclista sexagenário".

Matou... eita que os paulistanos merecem esse cavaleiro da triste figura. Quando eu vi a foto do Dória de jaqueta preta de couro, a passos largos, comandando a limpeza social do centro de São Paulo pensei comigo: olha a fantasia que ele escolheu desta vez! Até no figurino é fascista. Mas a figura ridícula enfatizada pelo Nassif cai melhor no Dória. 

Acho que quem tem que ser internado é o Dória como sugeriu o advogado Kakay. Olha quantos pontos em comum existem no comportamento de Dória e seus erros sucessivos narrados na matéria de alguém em surto psicótico segundo a Sociedade Brasileira de Inteligência emocional:

Principais sintomas de um surto psicótico

– Delírios e alucinações (ideias de perseguição, escuta de vozes, visões irreais);

– Perda de contato com a realidade;

– Confusão mental, pensamentos desorganizados;

– Falar de forma desorganizada, rápido demais ou com frases incoerentes;

– Comportamento agitado, incoerente, agressivo ou catatônico;

– Oscilação de humor entre depressão e euforia;

– Agressividade;

– Insônia;

– Perda de apetite e consequente perda de peso.

O problema do Brasil é que não é somente o prefeito de São Paulo que esta em surto. O Judiciário, capitaneado pelo STF  fabrica leis adaptadas a sua realidade e a de seus protegidos; o Senado fabrica a sua realidade política desprezando a maioria do povo que representa, a imprensa fabrica uma economia e um país que não existe; um velho que roubou até a presidencia se apresenta como honesto contra todas as evidências. E o pior: tem uma parcela da população acredita na realidade propagada por essa gente sem ter contato com a realidade a sua volta.

Epa! Serei eu a louca ou esse povo que comanda o país? No conto O Alienista o Simão Bacamarte cheio de ciência diz inicialmente que onde não há razão, há desequilibrio mental. Mas vencido pela realidade acaba por se internar ao descobrir que louco é quem é equilibrado.

 

 

 

 

DudaS

- 2017-06-02 13:21:21

Justamente José Carlos,

Justamente José Carlos, também não entende o espanto da turma.

O cara é isso mesmo.

Se ele vier comentar aqui dirá que é isso mesmo, ele é "contra os nóis e a favor do cidadão" e ai ?

A falta de planejamento estratégico da esquerda realmente é algo doscomunal.

Provavelmente é por isso que perderá as eleições em 2018.

Por enquanto, Margarina é franco favorito, em 2018. Só não vencerá se fizer alguma grande burrada ele próprio.

Se depender da esquerda ele já está eleito !!

bonobo de oliveira, severino

- 2017-06-02 13:11:54

O Homem por trás do estereótipo.

Quanto ao senhor que fala com supreendente lucidez sobre a irracionalidade que enfrenta, ele talvez seja o exemplo materializado do efeito do processo de banalização do MAL descrito pela jornalista Hannah Arendt. Ele mesmo fala que usa drogas porque é doente mas reconhece que há quem considere que ele é drogado porque é vagabundo. Esse é o pensamento dominante incutido na cabeça do cidadão comum. Esse cidadão comum, tanto o pobre como o abastado, simplesmente engoliu sem mastigar o estereótipo do drogado que lhe foi fornecido pelo sistema que banaliza o MAL. O drogado é vagabundo, o judeu não presta, o sindicalista é oportunista, político é ladrão e petista é......  PETISTA mesmo, porque em relação a esse a construção superou-se e a palavra incorporou a ideia do próprio MAL. O bom e o BEM é o Doria, a Globo/Mossack-Fonseca e tudo de bom que eles representam.

Álvaro Noites

- 2017-06-02 13:11:29

Tenha calma. É natural que

Tenha calma.

É natural que alguém que jamais tenha sido criticado ou que tenha suas incompetências escancaradas tenha boa avaliação. Ainda mais alguém que sempre gozou dos holofotes da grande mídia (muito embora os mais esclarecidos já sabiam o ridículo que ele representa desde aquela campanha "Cansei").

Dê tempo ao tempo.

Dória ainda vai se enforcar sozinho, e se arrependerá de ter se lançado candiato à prefeito como sua primeira experiencia eleitoral.

 

Ugo

- 2017-06-02 13:01:24

livre pensar é só pensar

Caso toda a população seja de DudaS a pesquisa é verdadeira, no entanto existem também os russos que "guarda caso" não foram consultados.

jose carlos vieira filho

- 2017-06-02 13:00:24

?

terceira em que?

Ugo

- 2017-06-02 12:46:02

lembrando o de lá

Um devastador exemplo de perfeito idiota gestor é o norte americano Trump, acabar com o Obamacare e o tratado do clima de Paris como prometido aos caipiras do meio oeste daquele país demonstra a contaminação planetária neoliberal.

DudaS

- 2017-06-02 12:37:27

Mas e daí ? Acha mesmo que

Mas e daí ?

Acha mesmo que população vai pensar nisso ? Quem faz esse tipo de análise ?

99,99 da população não tá nem ai se ele for lá e der na cara de meia dúzia de nóias, mesmo se for tudo filmado.

O negócio dele será ganhar para encher as burras mais ainda e depois sair do País.

Se já viu o novo cargo da Prefeitura, a funçaõ do cara será arrecadar das empresas para "projetos sociais".

Pelo visto o Brasil pós lava jato, vai entrar na fase da plutocracia no poder sem intermediários e na fase da Mexicanização da Presidencia...

Junior 5 Estrelas

- 2017-06-02 12:30:39

O acima assinado não perderia

O acima assinado não perderia tanto tempo para escrever sobre uma figura tão ridicula,como Don João Doria I,o Misericordioso.Diria ou digo apenas que ele é um palhaço das ilusões perdidas.

AlvaroTadeu

- 2017-06-02 12:30:34

Descendo a rua da ladeira...

Foi ontem, três da tarde. Descendo a Rua Pamplona, bem em frente ao supermercado entre as Alameda Santos e Jaú, um grupo de quatro rapazes negros, maltrapilhos, conversava animadamente. Pensei que era futebol. Não, discutiam a gestão do João AGRIPINO da Costa Dória Júnior. O mais animado dizia: "-Esse otário disse que acabou a cracolândia, que mané!". Em seguida, continuando a falar alto, entregou um pacotinho de craque para o colega. Eu estava bem ao lado, passando, nunca tinha visto uma transação dessas ao vivo. Se até os viciados e traficantes reconhecem que nosso alcaide é um idiota, não sou eu que vou defendê-lo. E digo mais: não é ele o idiota, idiota são todos esses classes médias boçalizados, personagens intelectualmente selvagens, sem noção, que votaram em semelhante protótipo mal-acabado de prefeito.

DudaS

- 2017-06-02 12:25:21

O ponto é exatamente esse,

O ponto é exatamente esse, caríssimo Nilo Filho, voce parece ser dos poucos aqui que entendem o real problema.

O Tal Lide esta incrustrado em TODAS as médias e grandes cidades, riquíssimas, do interior de SP.

Em todas, sempre é um empresário conhecido ou apaniguado seu que é o Presidente.

Imagine só o tremendo caixa que o sujeito terá em 2018 ?

O PT deveria apoiar Ciro e Lula ser candidato so Senado ou á Camara.

Já o PT, ninguem terá coragem de dar dinheiro a ele.

Voce daria dinheiro ao PT, se depois corresse o risco de ser preso, condenado a 200 anos e ter que caguetar até a sua mãe ?

Eu não.

Voce prestaria um serviço, de marketeiro por exemplo, para o PT, mesmo voce sendo o melhor da sua área, provavelmente do mundo inteiro, tendo feito esse serviço com exito já em diversos outros paises, para depois ser humilhado, preso, pagar uma fortuna de fiança e obrigado a inventar para caguetar o PT ?

Eu não.

O problema do PT é que ele errou em áreas sensíveis da condução do ESTADO, não foram erros triviais.

Foram erros crassos e que provavelmente demorarão anos e anos para serem sanados.

Falando das eleições:

Se formos analisar a última pesquisa, o Margarina está fortíssimo, considerando a tendência. Ele já tem alta aceitação, e baixíssima rejeição. Claro que a rejeição vai aumentar, só que ele é bom de marketing e terá caixa ilimitado e provavelmente apoio da Globo e da plutocracia. Ele ta com a mão na taça em 2018.

A pesquisa, para Lula, foi péssima, nem 30% dos votos, do tanto que ele ja é conhecido e rejeição altíssima. Imagine tudo isso, com rejeição da Globo e da plutocracia e sem dinheiro ? Ele ta é na roça pra 2018, provavelmente nem candidato será.

Enquanto isso o PT continua vivendo de ilusão de diretas agora, quando já ficou claro que isso é inviável por vários motivos.

 

omeg

- 2017-06-02 12:21:48

O cara que pagou a re-eleição

O cara que pagou a re-eleição do FHC? Não era Banqueiro?

romulus

- 2017-06-02 12:19:51

Prefeito vergonha-alheia

VÍDEO-VERGONHA ALHEIA: DÓRIA CONSTRANGE SÃO PAULO... EM "FRANCÊS" (ASPAS!)

Por Romulus

Do Facebook:

Qual o objetivo de João Dória ao gravar um vídeo ~em francês~ dando parabéns a Macron pela vitória na França?

Choque (?) de realidade: ninguém na França, evidentemente, tomou conhecimento. Em expressão de que o Dória deve gostar, o Brasil foi "downsized"... e "downgraded" no cenário internacional. É simplesmente um país que não interessa mais. Basta ver o número de correspondentes estrangeiros que foram transferidos do Brasil para outras praças depois do golpe.

Então por que gravar o vídeo?

1) Para mostrar para a base dele, com muitos jecas pedantes (devidamente "salvos" pela legendagem!), que ele é "chic" e (supostamente) fala bem francês. Como a tentativa não era a de ser simpático - porque não havia público francófono disposto a ouvi-lo - queria ele apenas exibir para os vira-latas locais suposta erudição... de "gente diferenciada". Assim sendo, é sim válido observar que a pronúncia dele, bem ruim, fere de morte o próprio objetivo a que ele se propôs.

Não é esnobismo nosso: é gritar que o rei (zinho) está nu!

 

LEIA MAIS »

RodolphoRibeiro

- 2017-06-02 12:13:43

Doria manobrou para ação da cracolândia cair com juiz linha-dura

No texto Nassif fala que Doria convenceu o Juiz Emilio Migliano Neto com fotos de Hospitais e camas para mostrar que estava tudo bem, mas na minha opinião o caso é mais esdrúxulo, ele manipulou a ação para cair neste Juiz porque sabia que conseguiria a aprovação da internação compulsória devido ao seu histório mais "linha-dura" em relação às drogas.

 

Da Folha:

A gestão João Doria (PSDB) manobrou para que o pedido de remoção à força de usuários de crack para avaliação médica fosse julgado por um juiz linha-dura contra as drogas e que já havia se encontrado com o tucano para tratar de ações na cracolândia.

Na última sexta (26), uma liminar expedida pelo magistrado Emílio Migliano Neto autorizou servidores municipais, com a ajuda de guardas civis, a retirar à força usuários da cracolândia para avaliação médica e psiquiátrica. Em seguida, poderia ser pedida a internação à Justiça.

A decisão causou polêmica e foi derrubada no domingo (28) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. O caso ainda será julgado por uma turma de desembargadores.

O pedido de Doria foi anexado em uma ação civil pública, pedida pela Promotoria em 2012, na qual a Prefeitura de São Paulo não consta como parte. Esse processo trata da atuação da Polícia Militar contra usuários de drogas na cracolândia.

A estratégia do tucano foi anexar outra solicitação no meio da ação que já corria sob a tutela do magistrado Migliano Neto. A manobra não é ilegal, mas, na prática, impediu que houvesse sorteio de outro juiz para a análise do caso. Com isso, a prefeitura sabia antecipadamente quem julgaria sua ação.

Em seu gabinete no centro, Emílio Migliano Neto abre um caderno com centenas de páginas: são processos e reportagens sobre tráfico e consumo de drogas que passaram pelo seu crivo –ele é juiz há 30 anos, parte nessa área.

“Graças a Deus esse processo da cracolândia caiu na minha mão, em razão do meu histórico de combate às drogas e enfrentamento desse problema”, diz Migliano.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/doria-manobrou-para-acao-da-cracolandia-cair-com-juiz-linha-dura/

 

Djijo

- 2017-06-02 12:11:18

Escola para políticos

Bom dia Nassif. Vc não quer abrir uma escola para poíticos e candidatos a políticos? Matérias como história, sociologia, filosofia, psicologia, antropologia, adiminstração, matemática, ética tem que estar presente.

Tem uma universidade que há mais de 10 anos numa avaliação pelos alunos da cadeira de jornalismo, foi pedido para que avaliassem o curso e quais matérias eles achavam relevantes e quais não era relevante. Pois é, as matérias  história, sociologia, filosofia, psicologia eles não achavam interess e queriam que fossem tiradas do currículo. Daí que com essa cabeça o STF tinha mais que homologar que não se precisa de diploma para ser jornalista.

Se depender dos políticos, só conta de matemática somar e subtrair chega.

CB

- 2017-06-02 12:10:31

Dória é filho da mídia.

Dória é filho da mídia. Enquanto a mídia não receber os necessários arreios para que a sociedade a controle, coisas como esta continuarão acontecendo. O fhc lançou uma de suas pérolas logo após a vitória de Dilma (presidenta legítima), em 2014: "as pessoas não votam no PT porque são pobres, mas porque são desinformadas" (ele disse mais ou menos isso). Ora, pessoas supostamente mais informadas seriam as que mais teriam acesso à "informação" transmitidia através da mídia golpista. Alguém deveria analisar a relação das pessoas com a m[idia nos locais onde Dilma venceu em 2014 e onde aécio venceu, se ainda não fizeram isso. Não podemos esquecer, também, a verdadeira síndrome de Estocolmo que acomete a maioria do eleitorado aqui do Tucanistão que insiste em eleger e reeleger o PSDB. Em relação à cracolândia, eu me recordo que em 2009 (por aí), durante a gestão Kassab, se realizou uma destas operações naquela região. Por coincidência, fui ao centro da cidade na manhã do dia seguinte. Encontrei grupos de "nóias" espalhados por toda a região, ou seja: errar uma vez é humano; errar duas vezes é coincidência; cometer o mesmo erro 3 vezes é sinal de idiotice.

João Alexandre

- 2017-06-02 12:01:22

KKKKKKKK

KKKKKKKKKKKKKKK

Descascou a mandioca!

DudaS

- 2017-06-02 12:00:37

E mesmo assim ele está muito

E mesmo assim ele está muito forte nas pesquisas e com pouquíssima rejeição.

Arrisco dizer que hoje é o favorito para vencer em 2018. Está com alta intenção de voto e baixíssima rejeição.

Já Lula está com baixa intenção de voto para alguem tão conhecido e altíssima rejeição.

Ademais, irá ter rios de dinheiro a vontade para gastar na campanha.

Enquanto o Lula terá dinheiro de quem ? Qual empresário vai arriscar dar dinheiro ao Lula e depois ser preso e chantageado para delatar ?

Infelizmente a esquerda não aprende mesmo. Continua menosprezando o Dória. Quando acordar poderá ser tarde demais.

Tudo que o Nassif escreveu é VERDADE, não discuto isso. Porém a percepção da população sobre o Dório não foi essa que o Nassif escreveu.

 

Ivan de Union

- 2017-06-02 11:57:31

O "espanto"  reside no fato

O "espanto"  reside no fato de Sao Paulo, terceira cidade do mundo, ter eleito um analfabeto funcional pra prefeitura!

Nao eh so isso.  Doria eh analfabeto funcional em todas as areas.

nilo filho

- 2017-06-02 11:55:14

Dória a gosto do cidadão

Dória a gosto do cidadão mediano, urbano, homer simpsons:

Dória, o Guari, o Pedreiro, o Lixeiro, o João Trabalhador, o Cadeirante, o Galo de Briga, o Desrespeitador... 

Dória é fundador e  proprietário da LIDE uma empresa de relacionamentos, que promove a aproximação de empresários a políticos e abre oportunidade para negócios

A se ler:

(Cada qual conclua como quiser)

http://www.viomundo.com.br/politica/voce-precisa-saber-sobre-o-joao-trabalhador-cujos-drones-de-policiamento-vao-fazer-apenas-belas-imagens-aereas-de-sp.html

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-doria-ficou-rico-com-o-lide-sua-maquina-de-aproximar-politicos-de-empresarios-por-joaquim-de-carvalho/

https://jornalggn.com.br/noticia/joao-doria-um-falso-brilhante-por-aldo-fornazieri

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/doria-e-garoto-propaganda-de-empresas-envolvidas-em-corrupcao-uma-delas-na-lava-jato-por-joaquim-de-carvalho/

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/10/washington-cinel-o-empresario-polemico-por-tras-de-doria-9528.html/

http://www.tijolaco.com.br/blog/doria-paga-r-90-mil-que-devia-de-iptu-ha-15-anos/

http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2017/03/programa-de-metas-de-doria-pode-aprofundar-desigualdades-e-piorar-servico-publico/

https://jornalggn.com.br/noticia/a-gestao-doria-vender-sp-por-simao-pedro

http://www.tijolaco.com.br/blog/doria-o-vitaminado-garoto-propaganda-enganosa/

https://jornalggn.com.br/noticia/doria-usa-prefeitura-para-captar-clientes-nos-eua

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/doria-superfatura-doacao-de-empresas-a-praca-ayrton-senna-e-secretario-fala-em-negocio-maluco/

E muito mais...

WG

- 2017-06-02 11:53:48

Diagnóstico perfeito do

Diagnóstico perfeito do Nassif. Era evidente, desde o início da gestão, que Dória era um perfeito asno. Só mesmo a burguesia estúpida paulista para imaginá-lo candidato a presidente. Essa figura adorada pela classe média paulistana é seu espelho: ódio aos pobres e miseráveis, preconceito, fascismo, cultura rasa, fútil, intolerância, Dória sim é um poste, coberto por uma malha, representante perfeito da aristocracia paulista e do psdb golpista. 

nilo filho

- 2017-06-02 11:50:02

O que se pode concluir: ele

O que se pode concluir: ele tem sim uma (talves) "fábrica de corrupção", a Lide, empresa de relacionamentos, que promove a aproximação de empresários a políticos e abre oportunidade para negócios...

Cada qual conclua como quiser. A se ver

http://www.viomundo.com.br/politica/voce-precisa-saber-sobre-o-joao-trabalhador-cujos-drones-de-policiamento-vao-fazer-apenas-belas-imagens-aereas-de-sp.html

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/como-doria-ficou-rico-com-o-lide-sua-maquina-de-aproximar-politicos-de-empresarios-por-joaquim-de-carvalho/

https://jornalggn.com.br/noticia/joao-doria-um-falso-brilhante-por-aldo-fornazieri

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/doria-e-garoto-propaganda-de-empresas-envolvidas-em-corrupcao-uma-delas-na-lava-jato-por-joaquim-de-carvalho/

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2016/10/washington-cinel-o-empresario-polemico-por-tras-de-doria-9528.html/

http://www.tijolaco.com.br/blog/doria-paga-r-90-mil-que-devia-de-iptu-ha-15-anos/

http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2017/03/programa-de-metas-de-doria-pode-aprofundar-desigualdades-e-piorar-servico-publico/

https://jornalggn.com.br/noticia/a-gestao-doria-vender-sp-por-simao-pedro

http://www.tijolaco.com.br/blog/doria-o-vitaminado-garoto-propaganda-enganosa/

https://jornalggn.com.br/noticia/doria-usa-prefeitura-para-captar-clientes-nos-eua

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/doria-superfatura-doacao-de-empresas-a-praca-ayrton-senna-e-secretario-fala-em-negocio-maluco/

E muito mais...

Maria Luisa

- 2017-06-02 11:45:50

A idiotia como ideologia

O senhor que fala no video dos Jornalistas Livres, no qual não consta seu nome, é muito mais lucido que João Doria sobre a questão da Cracolândia. Esse senhor além de mais lucido que o prefeito, da uma aula sobre a questão da dependência e do humano. Quem assiste ao video todo, fica com a sensação de como é possivel termos uma sociedade tão reacionaria, individualista, sem alma, sem vontade de conviver com as diferenças, como essa, que foi construida? Chamar de lixo humano ou de lixo vivo é de uma arrogância truculenta digna das pessoas abrutis ou bornés, ja que Doria parece gostar tanto da lingua francesa.... Pensava que apos a passagem de um prefeito como Fernando Haddad não seria mais possivel regredirmos à esse tipo de personagem truculenta, à esse tipo de ação reacionaria, tipica de gente autoritaria. Mas enfim, parece que os Adhemar de Barros continuam bem vivos. 

Em tempo. A nossa falta de estima é tão arraigada, que apenas no nosso continente, escreve-se um livro chamando a si proprio de "perfeito idiota", ainda que eles pululem o mundo. Por mais que a proposta seja apontar os defeitos para que deles se desfaçam, é uma tremenda demonstração de espirito colonialista que por ora habita por aqui.

jose carlos vieira filho

- 2017-06-02 11:43:34

?

não sei a razão do espanto.

o mauricinho é a sintese perfeita da oligarquia local.

e se alguém acha possível qualquer negociação política com essa casta, aí sim, deve procurar um psiquiatra.

Wilton Santos

- 2017-06-02 11:41:59

Não sei quem é pior o golpista traidor Michel Temer ou esse almo

Não sei quem é pior o golpista traidor Michel Temer ou esse almofadinha, mimado e sem noção. Esses são os exemplos prontos e acabados da degradação da direita brasileira.

Atreio

- 2017-06-02 11:38:48

não, não. não é. subsequência

não, não. não é.

subsequência é diferente de consequência. subsequente, diferente de consequente.

 

leia mais ,. conversse com mais pessoas de origens diferentes às sua.

tente amar alguem hj.bjão!

 

 

 

Alan Souza

- 2017-06-02 11:27:02

Pronto!

Tava faltando alguém pra dizer que o Dória é culpa do PT! Daqui a pouco vai dizer que o nascimento do Aécio e todas as escolhas que ele fez durante a vida dele são culpa do PT...

MarFig

- 2017-06-02 11:00:40

Mas o Dória não é

Mas o Dória não é empresário. 

MarFig

- 2017-06-02 10:56:04

Verdade. O homem da mala,

Verdade. O homem da mala, aquele que manda matar, fez uma obra faraônica de 2 bi em BH para abrigar funcionários públicos e ao mesmo tempo dizia que estava enxugando a máquina administrativa. No início alguns foram enganados pelo seu marketing e por sua imprensa. Hoje todos sabemos que seu choque de gestão não passava de uma farsa (eu já sabia desde o início) e que da obra faraônica assinada pelo niemeyer boa parte do dinheiro foi parar nos bolsos do ex-queridinho dos jornalistas mineiros.

Romanelli

- 2017-06-02 10:54:23

outros tempos  ..verdade

outros tempos  ..verdade  ..Olavo Setubal

Romanelli

- 2017-06-02 10:53:10

João AGRIPINO de Costa Dória

João AGRIPINO de Costa Dória é consequência da existçência direta dum Fernando HADDAD . .outro prefeito ARROGANTE e distante das necessidades e esperanças da AMPLA maioria da população desta cidade

Verdade é que nos faltam líderes

e na falta de gestores, a população virou gestante  ..a espera por dias melhores

Alan Souza

- 2017-06-02 10:44:22

Os colegas do blog me ajudem

Eu não conheço, não lembro de nenhum, mas se houver, me avisem: tem algum empresário que tenha sido eleito pra um cargo executivo e fez uma excelente gestão?

No legislativo o que não falta é empresário, mas lá eles são mais lobistas de si mesmos, e a atividade legislativa é totalmente diferente do executivo. Quando falam de empresário no executivo só me lembro de desastres como o Berlusconi ou o Trump...

Bruno Cabral

- 2017-06-02 10:33:22

Bolsonaro nao tem poder

Se tivesse, seria igual ou pior que Doria

Basta ver os casos dele com Maria do Rosario e Jean Wyllys.

alexis

- 2017-06-02 07:40:12

A personagem e o mundo real

João Dória se apresenta como personagem de sim mesmo, sem discussão, sem contestação; apenas o holofote e a câmara. Doria ficou tanto tempo protegido pelas câmaras (que nem Aécio protegido pela irmã e pela elite mineira), que agora tem dificuldades para atuar no mundo real. Dória age como se fosse Sean Connery perante um assalto de rua, querendo ser James Bond, mas apanhando feio de qualquer bandidinho. Dória personagem cativou milhões de ingênuos na hora do voto. Este charme acabou e não será mais a mesma personagem se candidato for em 2018, mas apenas aquele desastrado e ignorante. Que pena que o Bolsonaro não tenha sido primeiro prefeito de alguma coisa ou sindico de prédio.

anarquista sério

- 2017-06-02 07:30:28

Em 2017, não é possível achar

Em 2017, não é possível achar que drogaditos não devam ter autonomia

Vladimir Saflate

Trata-se de um fato que ocorreu na Revolução Francesa. Um fato que influenciará, de forma decisiva, nossas ideias de liberdade. Ele ocorre em um asilo para loucos em Bicêtre, na periferia de Paris.

Há de se pensar no fato de uma dimensão fundamental de nossa concepção de liberdade se definir exatamente em um asilo periférico, em um lugar até então obscuro e profundamente violento. Lugar de invisibilidade, no qual aqueles que lá entravam eram destinados ao desaparecimento social.

Pois até então, asilos dessa natureza eram depósitos humanos, nos quais eram acorrentados indefinidamente aqueles descritos à época como "dementes", "insanos", portadores de "vesânias" juntamente com libertinos, pequenos criminosos, entre outros. Local no qual se aplicava toda forma possível de coerção física e brutalização, o que era apenas uma das consequências de as práticas clínicas serem baseadas no que deveríamos chamar de "estratégias de dessubjetivação".

No interior de tais estratégias, a loucura era vista como uma perda da humanidade, uma regressão em direção à animalidade. Por isso, não se tratava de ver diante de nós um sujeito, mas alguém cuja fala seria apenas fruto da perda absoluta da razão, cujos atos não teriam nada a respeito do qual deveríamos compreender, cujos comportamentos seriam puramente condicionados.

Mentes aprisionadas pela compulsão, pelo delírio, possuídas pelo que eliminaria de vez qualquer possibilidade de autonomia.

Foi neste contexto que um médico, imbuído dos ideais iluministas e recém-nomeado à frente do asilo de Bicêtre, decide desacorrentar os loucos. Seu nome era Philippe Pinel.

O princípio fundamental da prática clínica defendida por Pinel se baseava na afirmação de que a loucura não era a exclusão absoluta da razão, mas seu enfraquecimento.

Assim, toda intervenção clínica só poderia ser bem-sucedida à condição de apelar a essa espécie de razão enfraquecida. Um apelo que não poderia ocorrer se o médico e a instituição asilar fossem sinônimos de violência e de brutalidade.

Pois a doença mental é, de certa forma, uma rebelião fracassada contra a própria ordem médica e disciplinar que procura "cura-la". Há de se saber lidar com o sentido de tal rebelião, com seu conteúdo de verdade e com sua força produtiva.

Diante da proposição de desacorrentar os asilados feita por Pinel, a Assembleia Nacional decide enviar uma comissão para o asilo. Encabeçada por Couthon, ela se assusta ao contato com os loucos acorrentados. "Cidadão, você deve ser louco para querer libertar loucos como esses", diz Couthon. "Eles agem dessa forma porque os privamos de sua liberdade", responde Pinel. "Faça como quiser, mas temo que você será vítima de sua própria presunção."

Bem, foi graças a essa presunção que não apenas começou a história da psiquiatria moderna, mas também a longa e turbulenta história da experiência da liberdade como condição para a emancipação diante do sofrimento psíquico.

O gesto de Pinel, mesmo que limitado (como mostrará Foucault), foi decisivo para que as relações entre razão e loucura fossem repensadas, para sermos mais sensíveis à maneira com que a ideia de razão presente no senso comum é baseada em mecanismos profundos de exclusão e violência. O gesto de Pinel e sua exigência de ressubjetivação vale para todas as práticas clínicas que queiram lidar com o sofrimento psíquico, seja ele a esquizofrenia, a angústia ou a drogadição.

Não seria possível esquecer desse momento fundador de nossas expectativas de emancipação e liberdade diante do tipo de barbarismo que a cidade de São Paulo assistiu nos últimos dias ao se deparar com o desejo de internação forçada de sujeitos com drogadição.

Barbarismo bem sintetizado nas palavras de seu "prefeito": "Não é possível imaginar que um dependente químico tenha capacidade autônoma. Está possuído pela droga". Bem, retirem "dependente químico" e coloquem "louco", retirem "droga" e coloquem "loucura" e vocês entenderão para que época regredimos.

Na verdade, o que não é possível é que, em 2017, ainda se imagine que drogaditos sejam possuídos (o vocabulário teológico não está aqui por acaso) e que as pessoas não devem ser tratadas por meio de uma aliança com seu desejo de autonomia. Mas quem interna à força e o faz em nome da "autonomia" devia tentar descobrir o que é o velho princípio de não contradição.

joel lima

- 2017-06-02 06:48:22

NO caso da demissão da

NO caso da demissão da Soninha, pior do que a atitude do Dória foi a Sonsinha aceitar a humilhação. Decente foi a secretária de Direitos Humanos, Patrícia Bezerra, que se demitiu e deu nome aos bois. Mas Sonhinha é assim = quem fica ao lado de lado ela depois ataca. Quem a humilha, ela sempre apoia. O caso dela é internação compulsória rs  

Lima Gb

- 2017-06-02 06:06:35

Estilos de gestão e culturas organizacionais

Criou-se um estigma de que "tudo que é privado (particular) é bom" e de que "tudo que é público e popular é ruim". Assim, elegeu-se um empresário para um cargo político público. Chega a ser patético ver pessoas de baixíssima renda em SP caindo nessa armadilha publicitária, e ainda o defendem, dizendo que ele "tem visão por ser empresário".  Já ouvi pessoas (leigas, formadas a distancia pelas redes de tv abertas, quase semi analfabetas) que dizem que "ao menos ele está fazendo alguma coisa". Provavelmente, diriam o mesmo se ele tivesse colocado essas pessoas num trem para extermínio (e mostra como a administração anterior falhou gravemente em comunicar suas ações de governo). E eis a grande "visão" do empresário de sucesso (?).

 

Empresário não visa política pública, não visa sociedade. Empresário visa lucro! Tem que sobrar dinheiro, e o fim justifica os meios! Essa visão absolutista é típica do empresariado brasileiro. Dória assumiu a prefeitura como se tivesse sido contratado para ser CEO de uma organização. Não tem preparo nem cultura de homem público. Mas não adianta. Essas pessoas não tem noção de Estado e de nação. Acham que o mundo é um grande mercado que se auto regula. Como disse o Nassif, não apreendem com os próprios erros. Se continuar assim será, no mínimo, governador de sp.

 

 

Ado Silva

- 2017-06-02 05:32:22

Em mais de 30 anos de Nova
Em mais de 30 anos de Nova República, Doria Jr.é a figura mais abjeta e bizarra que surgiu na política brasileira, nem Bolsonaro consegue ser tão ultrajante. Doria Jr. consegue a proeza de juntar em si o pior de Jânio, Maluf, Alckmin e Bolsonaro; os factóides, os inimigos comuns declarados, os lances fascistas, a arrogância e tudo isso exacerbado no esgoto das redes sociais e sua tropa de choque virtual e é para ela que Doria Jr. governa a não para o munícipe de São Paulo, seus seguidores são até mais agressivos que os bolsonaristas. Doria Jr. é a morte definitiva do PSDB, mesmo que por desgraça torne-se Presidente ou Governador de São Paulo nas eleições de 2018.

Edgar Rocha

- 2017-06-02 04:16:50

Mais um futuro "baixo clero"

Falando assim, parece até novidade. Depois do Collor, o que não faltou foi exemplo de gestor idiota. Gente que se elege para a mídia e pela mídia, ostentando alguma popularidade até a página dois. Depois, somem do noticiário e, se tudo que fizerem puder ser abafado, suportam mais alguma vida política suficiente pra virar um vereador, deputado estadual ou federal do baixo clero fisiológico. É só medir o tamanho do baixo clero em todas as instâncias pra imaginar a quantidade de idiotas na vida política do país. Tudo graças à mídia, nojenta, escrota e fisiológica.

O pior é quando o cara é escroto, mas é esperto. Vira cacique. Aí, f*deu. Geraldo Alckmin, Temer, Kassab... Versões de Gestor idiota latinoamericano 2.0... Estes são um perigo. Idiotas, cretinos, covardes... E armados até os dentes.

Marcelo Nascimento

- 2017-06-02 04:02:56

Opiniao todo mundo tem. Mas

Opiniao todo mundo tem.

Mas tratando de um assunto serio como drogas, em 5 minutos de pesquisa se nota que a internacao compulsoria era uma metodo utilizado ha 50 anos atras e que nao trouxe nenhum resultado.

Nao entendo a cabeca do Doria que se apresenta mais no formato gestor CEO ditador. Acredito que ele enxerga a prefeitura como sua empresa e os vereadores, servidores publicos como seus funcionarios.

 

Mogisenio

- 2017-06-02 04:00:42

Os fins justificam os meios...

Os fins justificam os meios..

Os fins justificam os meios...

Repitam.

Os fins justificam os meios...

A meta precisa ser alcanSada.

 

Eduardo Outro

- 2017-06-02 02:55:24

Erro crasso do Nassif. Esse é

Erro crasso do Nassif. Esse é o  "Manual do Prefeito Gestor Idiota Latino-Americano". Perfeito idiota, claro que com duas ou talvez até três exceções, são os que votaram nele. Há quem diga que não há exceção  mas eu discordo.

Schell

- 2017-06-02 02:46:58

Tem nada, não, havendo

Tem nada, não, havendo eleições ano que vem esse traste se elegerá governador de sumpaulo ou, pior, presidente da república com os votos aéticos, temeristas-GOLPISTAS e o escambau. Sinto muito, mas, paulista pra votar é isso aí. No mínimo, haverá internação compulsória em todo o território nacional, pois, para os de sempre, "bandido bom é bandido morto e viciado bom é viciado morto". Agora, em Minas haverá alguns isentos e inimputáveis: haja helictopós.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador